Banner Portal
Modelagem matemática e os textos produzidos em um programa de formação continuada
PDF

Palavras-chave

Modelagem matemática
Formação de professores
Prática pedagógica
Textos

Como Citar

LUNA, Ana Virginia de Almeida; BARBOSA, Jonei Cerqueira. Modelagem matemática e os textos produzidos em um programa de formação continuada. Zetetike, Campinas, SP, v. 23, n. 2, p. 347–376, 2016. DOI: 10.20396/zet.v23i44.8646543. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/zetetike/article/view/8646543. Acesso em: 22 maio. 2024.

Resumo

No presente artigo, busca-se identificar quais e como os textos relativos à modelagem são veiculados em um curso de formação continuada sobre modelagem matemática. A trajetória metodológica parte de uma abordagem qualitativa, mediante procedimentos de análise documental e observação, tendo como instrumentos de registro de observação o diário de campo e a filmagem. O grupo investigado era composto por 15 professores da Educação Básica, que participavam de um curso de extensão para a formação continuada em modelagem matemática. Os resultados deste estudo sugerem que os textos de formação podem pertencer aos seguintes domínios: experiência própria com modelagem, experiência com modelagem de outros professores e experiência com modelagem no contexto escolar do professor de formação.

https://doi.org/10.20396/zet.v23i44.8646543
PDF

Referências

Adler, P. A., & Adler, P. (1994). Observational techniques. In N. K. Denzin, & Y. S. Lincoln (Eds.), Handbook of qualitative research (pp. 377-392). Thousand Oaks: Sage.

Barbosa J. C. (2003). What is Mathematical Modelling? In S. Lamon, W. Parker, & S. Houston (Eds.), Mathematical Modelling: a way of life ICTMA 11 (pp. 227-234). Chichester: Horwood.

Barbosa, J. C. (2004). As relações dos professores com a modelagem matemática. Anais do VIII Encontro Nacional de Educação Matemática (pp. 1-20). Recife: Sociedade Brasileira de Educação Matemática. 1 CDROM.

Barbosa, J. C. (2007). A prática dos alunos no ambiente de Modelagem Matemática: o esboço de um framework. In J. C. Barbosa, A. D. Caldeira, & J. L. Araújo (Orgs.), Modelagem matemática na educação matemática brasileira: pesquisas e práticas educacionais (pp.161-174). Recife: SBEM.

Bernstein, B. (2000). Pedagogy, symbolic control and identity: theory, research, critique. Lanham: Rowman & Littlefield Publishers.

Bernstein, B. (2003). Class, codes and control: the structuring of pedagogic discourse. Londres: Routledge; Taylor & Francis Group.

Caldeira, A. D. (2007). Etnomodelagem e suas relações com a educação matemática na infância. In J. C. Barbosa, A. D. Caldeira, & J. L. Araújo (Orgs.), Modelagem matemática na educação matemática brasileira: pesquisas e práticas educacionais (pp. 81-97). Recife: SBEM.

Chapman, O. (2007). Mathematical modelling in high school mathematics: teachers’ thinking and practice. In W. Blum, P. Galbraith, H. Henn, & M. Niss (Orgs), Modelling and applications in mathematics education: the 14th ICMI study (pp. 325-332). New York: Springer.

Denzin, N. & Lincoln, Y. (2000). Introduction: the discipline and practice of qualitative research. In N. Denzin, & Y. Lincoln, Handbook of qualitative research (pp. 1-28, 2a ed.).

Thousand Oaks: Sage. Dias, M. R. (2005). Uma experiência com modelagem matemática na formação continuada de professores. Dissertação de Mestrado em Ensino de Ciências e Educação Matemática.

Londrina: Universidade Estadual de Londrina. Ensor, P. (2004). Towards a sociology of teacher education. In J. Muller, B. Davies, & A. Morais (Orgs.), Reading Bernstein, researching Bernstein (pp. 168-186). London: Routledge

Falmer. Jurkiewicz, S., & Frideman, C. V. P. (2007). Modelagem matemática na escola e na formação do professor. Revista Zetetiké, 15(28), 11-26.

Lingefjärd, T. (2007). Mathematical modelling in teacher education: necessity or unnecessarily. In W. Blum, P. Galbraith, H. Henn, & M. Niss (Orgs), Modelling and applications in mathematics education: the 14th ICMI study (pp. 475-482). New York: Springer.

Neves, I., Morais, A., & Afonso, M. (2004). Teacher training contexts. Study of specific sociological characteristics. In J. Muller, B. Davies, & A. Morais (Orgs.), Reading Bernstein, researching Bernstein (pp. 168-186). London: Routledge Falmer.

Oliveira, A. M. P. (2010). Modelagem matemática e as tensões nos discursos dos professores. Tese de Doutorado em Ensino, Filosofia e História das Ciências. Salvador, Feira de Santana: Universidade Federal da Bahia, Universidade Estadual de Feira de Santana.

Silva, M. C. F. (2002). Pausas em textos orais e espontâneos e em textos falados. Revista Linguagem em (Dis)curso, 3(1),111-133.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Copyright (c) 2016 Zetetiké: Revista de Educação Matemática

Downloads

Não há dados estatísticos.