Entrecruzamentos do pensamento etnomatemático e da história Da matemática: possibilidades para uma prática pedagógica

Autores

  • Gládis Bortoli Centro Universitário Univates
  • Miriam Inês Marchi Centro Universitário Univates
  • Ieda Maria Giongo Centro Universitário Univates

DOI:

https://doi.org/10.20396/zet.v22i41.8646578

Palavras-chave:

História da matemática. Etnomatemática. Trigonometria no triângulo retângulo. Educação matemática.

Resumo

Este trabalho tem por objetivo explicitar as possibilidades de inserção da História da Matemática em seus entrecruzamentos com o campo da Etnomatemática nos processos de ensino e aprendizagem da Trigonometria presente no triângulo retângulo. Os sujeitos da pesquisa – uma turma do segundo ano do Ensino Médio de uma escola particular de Caxias do Sul, RS – propiciaram a emergência de uma pesquisa qualitativa, tendo como instrumentos de coleta dos dados pesquisa documental, análise das informações obtidas por meio de relatos e experiências e observações feitas em sala de aula. A prática pedagógica efetivada com a referida turma evidenciou que a abordagem escolhida tornou o processo de ensino e aprendizagem mais interativo, construtivo e participativo, provocando o envolvimento dos alunos com a pesquisa. Por meio de investigações, os alunos conseguiram evidenciar relações entre a matemática escolar e a não escolar, em especial, aquelas oriundas do cotidiano do “mundo da construção civil”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gládis Bortoli, Centro Universitário Univates

Mestre em Ensino de Ciência Exatas pela UNIVATES-RS.

Miriam Inês Marchi, Centro Universitário Univates

Professora do Centro Universitário UNIVATES de Lajeado, RS

Ieda Maria Giongo, Centro Universitário Univates

Professora do Centro Universitário UNIVATES de Lajeado, RS

Referências

BAUER, M. W.; GASKELL, G.; ALLUM, N. Qualidade, quantidade e interesses do conhecimento: evitando confusões. In: BAUER, M. W.; GASKELL, G. (Org.). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Rio de Janeiro: Vozes, 2002, p. 17-36.

BORTOLI, G. Um olhar histórico nas aulas de trigonometria: possibilidades de uma prática pedagógica investigativa. 2012. 148 p. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências Exatas)– Univates, Lajeado. Disponível em: http://www.univates.br/bdu/bitstream/10737/281/1/GladisBortoli.pdf. Acesso em: 19 out. 2012.

BOYER, C. B. História da Matemática. 3. ed. São Paulo: Blucher, 2010.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: matemática. Brasília: MEC/SEF, 1998.

BRITTO, S. L. M.; BAYER, A. O uso da História no ensino da Matemática e a opinião dos professores de Matemática do Ensino Médio da 2a CRE quanto ao uso desse recurso. Revista Acta Scientiae, Canoas, v. 9, n. 1, p. 41-62, jan./jun. 2007. Disponível em:http://www.ulbra.br/actascientiae/edicoesanteriores/Acta%20Scientiae%20v9%20n1%202007.pdf#page=41. Acesso em: 19 out. 2011.

CHEVALLARD, Y.; BOSCH, M.; GASCÓN, J. Estudar matemáticas – o elo perdido entre o ensino e a aprendizagem. Porto Alegre: Artmed, 2001.

COLLIS, J.; HUSSEY, R. Pesquisa em administração: um guia prático para alunos de graduação e pós-graduação. Tradução de Lúcia Simonini. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

D’AMBROSIO, U. Da realidade à ação – reflexões sobre educação e matemática. 3. ed. Campinas – SP: Editora da Universidade Estadual de Campinas, 1986.

D’AMBROSIO, U. Educação Matemática – da teoria à prática. 2. ed. Campinas-SP: Papirus, 1997.

D’AMBROSIO, U. Um enfoque transdisciplinar à educação e à história da matemática In: BICUDO, M. A. V.; BORBA, M. C. (Org.). Educação Matemática: pesquisa em movimento. São Paulo: Cortez, 2004. p. 13-29.

D’AMBROSIO, U. Uma história concisa da matemática no Brasil. Petrópolis-RJ: Vozes, 2008.

D’AMBROSIO, U. Etnomatemática – elo entre as tradições e a modernidade. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2009a.

D’AMBROSIO, U. Etnomatemática e História da Matemática. In: FANTINATO, M. C. C. B. (Org.). Etnomatemática – novos desafios teóricos e pedagógicos. Niterói: Editora da Universidade Federal Fluminense, 2009b. p. 17-28.

D’AMBROSIO, U. Etnomatemática e Educação. In: KNIJNIK, G.; WANDERER, F.; OLIVEIRA, C. J. (Org.). Etnomatemática, currículo e formação de professores. 2. reimpressão. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2010. p. 39-52.

DUARTE, C. G. Etnomatemática, currículo e práticas sociais do “mundo da construção civil”. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2003. 107 p.

SEVERINO FILHO, J.; JANUÁRIO, E. Os marcadores de tempos indígenas e a etnomatemática: a pluralidade epistemológica da ciência. Zetetiké, Campinas - SP, v. 19, n. 35, p. 37-70, jan./jun. 2011.

GALVÃO, M. E. E. L. História da Matemática: dos números à geometria. Osasco: Edifieo, 2008.

GERDES, P. Da Etnomatemática à arte-design e matrizes cíclicas. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

GIONGO, I. M. Etnomatemática e práticas da produção de calçados. In: KNIJNIK, G.;

WANDERER, F.; OLIVEIRA, C. J. (Org.). Etnomatemática, currículo e formação de professores. 2. reimpressão. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2010. p. 203-218.

KNIJNIK, G. Educação Matemática, exclusão social e política do conhecimento. Bolema – Boletim de Educação Matemática, Rio Claro, v. il., n. 1, p. 12-28, 1985.

KNIJNIK, G. Etnomatemática e Educação no Movimento Sem Terra. In: KNIJNIK, G.; WANDERER, F.; OLIVEIRA, C. J. (Org.). Etnomatemática, currículo e formação de professores. 2. reimpressão. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2010. p. 219-238.

LAMONATO, M. Discutindo resolução de problemas e exploração – investigação matemática: reflexões para o ensino da matemática. Zetetiké, Campinas-SP, v. 19, n. 36, p. 51-74, jul./dez. 2011.

NUNES, V. S. S. A matemática no Ensino Médio a partir de sua história: uma experiência com a Trigonometria. 2002. 110 p. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

OLIVEIRA, R. L. Aritmética e artefatos antigos: uma proposta interdisciplinar. Disponível em: http://www.fae.ufmg.br/ebrapem/completos/04-09.pdf. Acesso em: 07 dez. 2010.

RESCIA, A. P. O.; GENTILINI, J. A. Interação escola e família mediada pela gestão escolar: um estudo de caso. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 1, n. 1, p. 1-8, jul. 2006.

Downloads

Publicado

2014-10-21

Como Citar

Bortoli, G., Marchi, M. I., & Giongo, I. M. (2014). Entrecruzamentos do pensamento etnomatemático e da história Da matemática: possibilidades para uma prática pedagógica. Zetetike, 22(1), 59–82. https://doi.org/10.20396/zet.v22i41.8646578

Edição

Seção

Artigo