Banner Portal
Negociações do contrato didático na passagem da linguagem natural para a linguagem algébrica e na resolução da equação no 8º ano do ensino fundamental
PDF

Palavras-chave

Contrato didático
Linguagem natural e linguagem algébrica
Equação do 1º grau

Como Citar

ALMEIDA, Fernando Emilio Leite de; LIMA, Anna Paula de Avelar Brito. Negociações do contrato didático na passagem da linguagem natural para a linguagem algébrica e na resolução da equação no 8º ano do ensino fundamental. Zetetike, Campinas, SP, v. 21, n. 1, p. 77–102, 2014. DOI: 10.20396/zet.v21i39.8646599. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/zetetike/article/view/8646599. Acesso em: 21 jun. 2024.

Resumo

Neste artigo, apresentamos parte dos resultados de uma dissertação de Mestrado que teve por objetivo analisar como se estabelece o contrato didático, na relação entre professor e alunos do 8º ano do Ensino Fundamental, quando o saber algébrico está em jogo, especificamente na passagem da linguagem natural para a linguagem algébrica e na resolução da equação. Optamos pelo referencial da Didática da Matemática de influência francesa, particularmente o Contrato Didático. Os resultados apontam que, no contrato didático analisado, a passagem da linguagem natural para a linguagem algébrica não se dá a partir de uma negociação mais efetiva, pois a ênfase se põe na resolução da equação, privilegiando a operação inversa. Os professores participantes do estudo consideravam que a escrita da equação deveria seguir a mesma ordem da escrita em linguagem natural, e que o problema em linguagem natural traz palavras-chave importantes para resolução da equação.

https://doi.org/10.20396/zet.v21i39.8646599
PDF

Referências

ALMEIDA, F. E. L. O contrato didático na passagem da linguagem natural para a linguagem algébrica e na resolução da equação na 7o série do ensino fundamental. Dissertação (Mestrado)–Universidade Federal Rural de Pernambuco - UFRPE, Recife, 2009.

ALMOULOUD, S. A. Fundamentos da Didática da Matemática. Curitiba: Editora UFPR, 2007. p. 217.

ANDRÉ, R. C. M. Investigando a transição da linguagem natural para a linguagem algébrica: o equacionamento de enunciados de problemas à luz dos registros de representação semiótica. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Pernambuco - UFPE, Recife, 2007.

BRASIL. Ministério da Educação. Orientações Curriculares para o Ensino Médio: Ciências da natureza, matemática e suas tecnologias. Brasília, Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2006. v. 2, 135p.

BRITO LIMA, A. P. A.; ALMEIDA, F. E. L. O contrato didático na sala de aula de Matemática: negociações na introdução à Álgebra na 7a Série do Ensino Fundamental. In: BRITO LIMA, A. P. A. et al. (Org.). Pesquisas em fenômenos didáticos: alguns cenários. Recife: EDUFRPE, 2010. p. 97-113.

BRITO MENEZES, A. P. A. Contrato didático e transposição didática: inter-relações entre os fenômenos didáticos na iniciação à Álgebra na 6a série do Ensino Fundamental. Tese (Doutorado) – Universidade Federal de Pernambuco - UFPE, Recife, 2006.

BROUSSEAU, G. Fondements e méthodes de la didactique des mathématiques. Recherche en Didactique des Mathématiques, Grenoble, v. 7, n. 2, p. 33-115, 1986.

BROUSSEAU, G. Fundamentos e métodos da Didática da Matemática. In: BRUN, J. (Org.). Didáctica das Matemáticas. Tradução de Maria José Figueredo. Lisboa: Instituto Piaget, 1996a. p. 35-111.

BROUSSEAU, G. Introdução ao estudo da Teoria das Situações Didáticas: conteúdos e métodos de ensino / Guy Brousseau. Tradução de Camila Bogea. Apresentação de Benedito Antonio da Silva. Consultoria Tecnica de José Carlos Miguel. São Paulo: Ática, 2008.

BROUSSEAU, G. Os diferentes papéis do professor. In: PARRA, C. (Org.). Didática da Matemática: reflexões psicopedagógicas. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996b. p. 48-72.

CHARNAY, R. Aprendendo (com) a resolução de problemas. In: PARRA, C. (Org.). Didática da Matemática: Reflexões psicopedagógicas. Porto Alegre: Arte Médicas, 1996. p. 36-47.

CHEVALLARD, Y.; BOSCH, M.; GASCÓN, J. Estudar matemáticas: o elo perdido entre o ensino e a aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas, 2001.

D’AMORE, B. Elementos de didática da matemática. Tradução de Maria Cristina Bonomi. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2007.

ROCHA FALCÃO, J. T. Da A álgebra como ferramenta de representação e resolução de problemas. In: SCHLIEMANN, A. D. et al. Estudos em Psicologia da Educação Matemática. Recife: Ed. Universitária da UFPE, 1997. p. 85-107.

DA ROCHA FALCÃO, J. T. Psicologia da Educação Matemática: uma introdução. 1. reimp. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

GÁLVEZ, G. A Didática da Matemática. In: PARRA, C. (Org.). Didática da Matemática: Reflexões psicopedagógicas. Porto Alegre: Arte Médicas, 1996. p. 26-35.

JONNAERT, P. À propos du contrat didactique! Cahiers de Recherche en Éducation – Centre de Ressources Pédagogiques, Sherbrooke, Canadá, v. 1, n. 2, p. 195-234, 1994.

JONNAERT, P.; BORGHT, C. Criar condições para aprender: o socioconstrutivismo na formação de professores. Tradução de Fátima Murad. Porto Alegre: Artmed, 2002.

KIERAN, C. Duas abordagens diferentes entre os participantes em álgebra. In: COXFORD, F.; SHULTE, A. P. (Org.) As idéias da álgebra. Tradução de Hygino H. Domingues. São Paulo: Atual, 1995. p. 104-110.

LOCHHEAD. J; MESTRE, J. P. Das palavras à álgebra: corrigindo concepções erradas. In: COXFORD, F.; SHULTE, A. P. (Org.) As idéias da álgebra. Tradução de Hygino H. Domingues. São Paulo: Atual, 1995. p. 144-154.

MARGOLINAS, C. De l’importance du vrai et du faux dans la classe de mathématiques. Grenoble: La Pensée Sauvage, 1993.

SCHUBAUER-LEONI, M. L. Le contrat didactique dans une approche psychosociale des situations d’enseignement. Interactions Didactiques, Gèneve, n. 8, p. 63-75, 1988.

SILVA, B. A. Contrato didático. In: MACHADO, S. D. A. (Org.). Educação Matemática: uma (nova) introdução. 3. ed. rev. São Paulo: EDUC. 2008. p. 49-75.

USISKIN, Z. Concepções sobre a álgebra da escola média e utilização das variáveis. In: COXFORD, F.; SHULTE, A. P. (Org.) As idéias da álgebra. Tradução de Hygino H. Domingues. São Paulo: Atual, 1995. p. 9-22.

VERGNAUD, G.; CORTES, A. Introducing Algebra to "Low-level" Eighth and Nineth graders. Proceedings of the Xth International Conference of Psychology of Mathematics Education. London, 1986. p. 319-324.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Copyright (c) 2014 Zetetiké: Revista de Educação Matemática

Downloads

Não há dados estatísticos.