Banner Portal
A educação estatística na educação infantil e nos anos iniciais
PDF

Palavras-chave

Estado da arte
Tratamento da informação
Anos iniciais

Como Citar

GUIMARÃES, Gilda; GITIRANA, Verônica; MARQUES, Mabel; CAVALCANTI, Milka Rossana. A educação estatística na educação infantil e nos anos iniciais. Zetetike, Campinas, SP, v. 17, n. 2, 2010. DOI: 10.20396/zet.v17i32.8646703. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/zetetike/article/view/8646703. Acesso em: 19 abr. 2024.

Resumo

Este estudo apresenta um Estado da Arte das pesquisas sobre Educação Estatística na Educação Infantil e nos anos iniciais do Ensino Fundamental, tomando por base as publicações em anais de congressos e em periódicos científicos nacionais, do período de 2001 a 2006, relacionados à área de Educação e Educação Matemática. Nos 20 anais de congressos analisados foram encontrados 51 artigos. Nos 48 periódicos científicos (Qualis A ou B), foram encontrados apenas sete artigos. Observamos que existe uma lacuna em relação à apresentação dos conceitos e das análises de proposições didáticas que subsidiem os docentes em relação ao como e ao porquê da importância de ensinar tais conceitos já nos anos iniciais. Nesse sentido, percebe-se uma ausência de divulgação de pesquisas — realizadas tanto pela academia quanto nas práticas dos professores desses níveis de ensino — que deem suporte ao ensino e à aprendizagem desse novo campo.
https://doi.org/10.20396/zet.v17i32.8646703
PDF

Referências

ARRUDA , J. P.; MORETTI, M. T. Cidadania e Matemática: um olhar sobre os livros didáticos para as séries iniciais do Ensino Fundamental. Contrapontos, Itajaí, ano 2, n. 6, p. 423-437, set./dez. 2002.

BATANERO, C.; GARFIELD, J.; OTTAVIANI, M.; TRURAN, J. Research in statistical Education: some priority question. Statistical Education Research Newsletter, v. 1, n. 2, p. 2-6, 2000.

BELL, A; JANVIER, C. The interpretation of graphs representing situations. For learning of Mathematics, n. 2, p. 34-42, 1981.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática, Ensino de 1a a 4a série. Brasília: MEC/ SEF, 1997.

CARVALHO, C. Olhares sobre a educação estatística em Portugal. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA – SIPEMAT, 2006, Recife. Anais...

CURCIO, F. Comprehension of mathematical relationships expressed in graph. Journal for Research in Mathematics Education, v. 18, n. 5, p. 382-393, 1987.

FERREIRA, N. As pesquisas denominadas “Estado da Arte”. Educação e Sociedade, ano 23, n. 79, ago. 2002.

GUIMARÃES, G.; GITIRANA, V.; CAVALCANTI, M.; MARQUES, M. Atividades que exploram gráficos e tabelas em livros didáticos de matemática nas séries iniciais. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA– SIPEM, 3., outubro de 2006, Águas de Lindóia. Anais...

GUIMARÃES, G.; GITIRANA, V.; MARQUES, M.; CAVALCANTI, M. Abordagens didáticas no ensino de representações gráficas. In: ENCONTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA (ENEM), 9., jul. 2007, Belo Horizonte. Anais...

KERSLAKE, D. Graphs. In: HART, K. M.; (Ed.). Children’s understanding of mathematics concepts, n. 11, p. 120-136. London: John Murray, 1981.

MONK, G. S. A framework for describing student understanding of functions. In: ANNUAL MEETING OF THE AMERICAN EDUCATIONAL RESEARCH ASSOCIATION, 1989, San Francisco.

PREECE, J. Graphs are not straightforward. In: GREEN, T. R.G.; PAYNE, S. J. (Ed.). The psychology of computer task. A European perspective, p. 41-56. London: Academic Press, 1983.

SOARES, M. Alfabetização no Brasil – O estado do conhecimento. Brasília: INEP/MEC, 1989.

SHAUGHNESSY, J.; GARFIELD, J.; GREER, B. Data handling. In: BISHOP, A. et al. (Ed.). International handbook on Mathematics Education. Netherlands: Kluwer, 1996. p. 205-237.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Copyright (c) 2014 Zetetiké: Revista de Educação Matemática

Downloads

Não há dados estatísticos.