<b>Os debates em torno das reformas do ensino de matemática: 1930-1942</b><br><i> p.49-54

  • Ana Paula Werneck Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
  • Deborah Silva Enne Universidade Federal Fluminense
  • João Pitombeira de Carvalho Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
  • Mônica Baptista da Costa Universidade Federal Fluminense
  • Priscilla Rangel Cruz Universidade Federal Fluminense
Palavras-chave: Euclides Roxo, Arlindo Vieira, Joaquim Inácio de Almeida Lisboa, História da educação, História do ensino de matemática, Reforma campos e capanema

Resumo

O período entre o fim da década de 20 e o início da década de 40 presenciou, no Brasil, discussões vivas sobre o ensino de Matemática. Embora estas discussões tenham que ser estudadas no contexto mais geral dos debates sobre a Educação no Brasil, elas têm sua própria dinâmica e atores. Este trabalho apresenta alguns dos principais temas e atores das discussões sobre a reforma do ensino de Matemática no Brasil: ensino tradicional em oposição às tendências presentes na Europa e nos Estados Unidos desde o início do século; a “revolução” no ensino de Matemática foi fortemente defendida por Euclides Roxo, que exercia grande influência devido a sua posição oficial de diretor do Colégio Pedro II. Arlindo Vieira, do outro lado, representava brilhantemente o ensino tradicional católico, centrado principalmente no ensino dos clássicos.

Palavras-chave
Euclides Roxo; Arlindo Vieira; Joaquim Inácio de Almeida Lisboa; História da educação; História do ensino de matemática; Reforma campos e capanema


Abstract

During the period from the late 20’s to the early 40’s there were lively discussions in Brazil concerning the teaching of mathematics. Although these discussions should be viewed as part of the much more general debate about educational reforms in Brazil, they have their own dynamics and actors. This paper presents some of the principal themes and actors of the discussions about a new mathematics teaching in Brazil: traditional teaching as opposed to the trends present in Europe and the United States since the beginning of the century: the “revolution” in mathematics teaching was strongly supported by Euclides Roxo, who yielded great influence, because of his official position as head of Colégio Pedro II. Arlido Vieira, on the other hand, represented brilliantly the traditional catholic teaching centered mainly on the study of the classics.

Keywords
Euclides Roxo; Arlindo Vieira; Joaquim Inácio de Almeida Lisboa; History of education; History of mathematics teaching; the Campos and capanema reforms

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Paula Werneck, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
Graduanda em Pedagogia pela PUC-RJ.
Deborah Silva Enne, Universidade Federal Fluminense
Aluna do Curso de História da Universidade Federal Fluminense.
João Pitombeira de Carvalho, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
Docente da PUC-RJ e da Universidade Santa Úrsula.
Mônica Baptista da Costa, Universidade Federal Fluminense
Aluna do Curso de História da Universidade Federal Fluminense.
Priscilla Rangel Cruz, Universidade Federal Fluminense
Aluna do Curso de História da Universidade Federal Fluminense.
Publicado
2009-10-19
Como Citar
Werneck, A. P., Enne, D. S., Carvalho, J. P. de, Costa, M. B. da, & Cruz, P. R. (2009). <b>Os debates em torno das reformas do ensino de matemática: 1930-1942</b><br><i&gt; p.49-54. Zetetike, 4(1). https://doi.org/10.20396/zet.v4i5.8646863
Seção
Artigo