Diálogo cultural, negociação de sentidos e produção de significados matemáticos por jovens e adultos

Autores

  • Dione Lucchesi de Carvalho Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/zet.v9i15-16.8646933

Palavras-chave:

Educação matemática de jovens e adultos. Ensino de multiplicação. Educação de jovens e adultos.

Resumo

Este artigo tem por objetivo explicitar alguns aspectos teóricos metodológicos de uma pesquisa em situação real de sala de aula de Matemática. Acreditamos que tais investigações propiciam a desejável interação ensino/pesquisa. Os alunos das classes nas quais o estudo se desenvolveu eram jovens e adultos matriculados no primeiro semestre do Ensino Fundamental. Numa perspectiva sociocultural, foi analisada parte das informações produzidas no trabalho de campo de meu doutorado, também desenvolvido nesta perspectiva de investigação. O profundamento da análise dos diálogos ocorridos em aula e dos registros gráficos produzidos pelos alunos possibilitou a identificação de procedimentos de multiplicação de cinco tipos denominados: contagem de 4 em 4; agrupamento de 4 grupos de 4 e um de 2; o dobro de 4; o dobro de 18; semelhante ao convencional escolar. Além da negociação de sentidos e da produção de significados relativos à multiplicação, foi analisada também a concepção de tarefas escolares dos alunos. Sendo assim, há também o estudo das interações sociais e do encontro das diversas culturas que ocorre em aula de Matemática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dione Lucchesi de Carvalho, Universidade Estadual de Campinas

Graduação em Liceanciatura e Bacheralado Em Matemática pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, mestrado e doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas. Assistente doutor da Universidade Estadual de Campinas.

Referências

BARTH, B-M. O saber em construção. Lisboa: Instituto Piaget, 1993 (data da edição francesa).

BOGDAM, R. & BIKLEN, S. Investigação qualitativa em Educação.Porto: Porto Editora, 1994.

BRUNER, J. Atos de significação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

BRUNER, J. Realidade mental, mundos possíveis. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

CARVALHO, D. L. A concepção de Matemática do professor também se Transforma, 1989. Dissertação de mestrado em Educação Campinas, FE-UNICAMP.

CARVALHO, D. L. A Interação entre o Conhecimento Matemático da Prática e o Escolar, 1995. Campinas: FE-UNICAMP. Tese doutorado em Educação.

CARVALHO, D. L. A Educação Matemática de jovens e adultos nas séries iniciais do Ensino Básico. In: Alfabetização e Cidadania, São Paulo: no 6, p. 11-24, RAAAB – dez/1997.

DUVAL, R. Sémiosis et pensée humaine: Registres sémiotiques et apprentissages intellectuels. Berna: Peter Lang, 1995.

EDWARDS, D. Em direção a uma psicologia do discurso da educação em sala de aula. In: COLL, C. & EDWARDS, D. (Eds.) Ensino, aprendizagem e discurso em sala de aula: aproximações ao estudo do discurso educacional. Porto Alegre: Artes Médicas, p. 47-74, 1998.

FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário Aurélio. Rio de Janeiro: Ed. Nova Fronteira, 1975. 1 ª ed. 15ª impr.

LURIA, A. R. Pensamento e linguagem: as últimas conferências de Luria. Porto Alegre: Artes Médicas, 1988.

MERCER, N. As perspectivas socioculturais e o estudo do discurso em sala de aula. In: C. Coll & EDWARDS, D. (Eds.) Ensino, aprendizagem e discurso em sala de aula: aproximações ao estudo do discurso educacional; trad. Beatriz A. Neves. Porto Alegre: Artes Médicas, p. 13-28, 1998.

PINO, A. As categorias de público e privado na análise do processo de internalização. Educação e Sociedade, n.42, agosto/1992.

PINO, A. Processos de significação e constituição do sujeito. Temas em Psicologia (Desenvolvimento cognitivo: linguagem e aprendizagem), Sociedade Brasileira de Psicologia, no. 1, p.17-24, 1993.

OLIVEIRA, M. K. de. Jovens e adultos como sujeitos de conhecimento e aprendizagem. In: Revista Brasileira de Educação, n. 12, p. 59-73, set/out/nov/99.

SOTO, I. Algumas proposições sobre a didática para o ensino das matemáticas de jovens e adultos. Anais da Jornada de Reflexão e Capacitação sobre Matemática na Educação Básica de Jovens e Adultos. Brasília, MEC/UNESCO, 1996.

VALSINER, J. & VAN DER VEER, R. On the social nature of human cognition: an analysis of the shared intellectual roots of G.H.Mead eL.Vygotski, Theory Social Behavior, n. 18, p. 117-136, 1988.

VYGOTSKY, L. S. Pensamento e linguagem, Trad. M. Resende. Lisboa: Edições Antídoto, 1979.

WERTSCH, J. V. Vygotsky y la formation social de la mente. Barcelona: Ediciones Paidós, 1988.

Downloads

Publicado

2009-02-27

Como Citar

Carvalho, D. L. de. (2009). Diálogo cultural, negociação de sentidos e produção de significados matemáticos por jovens e adultos. Zetetike, 9(1-2), 43–76. https://doi.org/10.20396/zet.v9i15-16.8646933

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>