Banner Portal
O trabalho pedagógico envolvendo geometrias não-euclidianas no ensino fundamental
PDF

Palavras-chave

Geometria euclidiana
Formação de conceitos
Geometria esférica

Como Citar

MARTOS, Zionice Garbelini. O trabalho pedagógico envolvendo geometrias não-euclidianas no ensino fundamental. Zetetike, Campinas, SP, v. 10, n. 1-2, p. 43–70, 2002. DOI: 10.20396/zet.v10i17-18.8646943. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/zetetike/article/view/8646943. Acesso em: 21 maio. 2024.

Resumo

O presente trabalho pretende discutir sobre o ensino de Geometria, através de uma pesquisa realizada numa oitava série da Escola Pública Estadual da cidade de Rio Claro/SP, cujas reflexões culminaram na Dissertação de Mestrado.. Abordamos conceitos de Geometria euclidiana juntamente com Geometria esférica. Do ponto de vista metodológico, insere-se numa abordagem qualitativa de pesquisa, especificamente em pesquisa-ação. Utilizamos o referencial teórico da formação de conceitos em Vygotsky. Dessa forma tínhamos a seguinte questão: “é possível aos alunos do Ensino Fundamental produzirem significados em Geometria Esférica?” Na análise dos dados, acreditamos que o trabalho em grupo foi um dos mecanismos que possibilitaram um melhor entendimento dos conceitos discutidos.
https://doi.org/10.20396/zet.v10i17-18.8646943
PDF

Referências

ANDREOLA, B. A. Dinâmica de grupo: Jogo da vida e didática do futuro. 22 ed. Petrópolis: Editora Vozes, 2002.

BALDINO, R. R.; CARRERA DE SOUZA, A. C. Grupo de Pesquisa-Ação em Educação Matemática. In: RESUMO Técnico: relatório do sistema diretório dos grupos de pesquisa no Brasil. Rio Claro: UNESP, IGCE, CNPq, 1997.

CABRAL, T. C. B. Vicissitudes da aprendizagem em um curso de cálculo: v. delta. 1992. 212 p. Dissertação (Mestrado em Ensino e Aprendizagem da Matemática e seus Fundamentais Filosóficos-Científicos) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro.

LAMPARELI, L. C. Matemática para o 1. grau. 2. ed. São Paulo: Edart, 1973.

LÉNÁRT, I. Euclidean and non- euclidean geometries. Berkeley: Keypress Academy, 1996.

LÉNÁRT, I. Alternative models on the drawing ball, educational studies. Mathematics Teacher, v.24, p. 277-312, 1993.

MARTOS, Z. G. Utilizando Materiais Didático Pedagógico para a aprendizagem de geometrias não-Euclidianas. In: ENCONTRO PARANAENSE DE EDUCAÇÃO, 6, 2000, Londrina. Anais... Londrina: UEL, 2000. p. 210 (Mini Curso).

MARTOS, Z. G. Geometrias não-euclidianas: uma proposta metodológica para o ensino de Geometria no Ensino Fundamental. 2002. 147 p. Dissertação (Mestrado). Rio Claro: IGCE.

MENDONÇA, M.C.D. Problematização: Um caminho a ser percorrido em Educação. 1993. 307 p. Tese (Doutorado em Psicologia da Educação) – Faculdade de Educação, Unicamp, Campinas.

MOYSES, L. Aplicações de Vygotsky à Educação Matemática. Campinas: Papirus, 1997. 176 p.

OLIVEIRA. M. K. Vygotsky e o processo de conceitos In: LA TAILLE, I. Piaget, Vygotsky, Wallon: Teorias psicogenéticas em discussão. São Paulo: Sumus, 1992.

OLIVEIRA. M. K. O problema da afetividade em Vygotsky In: LA TAILLE, I. Piaget, Vygotsky, Wallon: Teorias psicogenéticas em discussão. São Paulo: Sumus , 1992.

ONRUBIÁ J. Enseñar: crear zonas de desarrolo próximo e intervenir en ellas. In: COLL, C. et al. El construtivismo en el aula. Barcelona: Graó, 1993.

VAN DER VER, R.; VALSINER, J. Vygotsky : uma síntese. Loyola, 1996.

VYGOTSKY, L. S. Pensamento e linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Copyright (c) 2014 Zetetiké: Revista de Educação Matemática

Downloads

Não há dados estatísticos.