O professor que ensina Matemática como foco de estudo em mestrados profissionais brasileiros

Autores

  • Ana Cristina Ferreira Universidade Federal de Ouro Preto
  • Ana Teresa de Carvalho Correa de Oliveira Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Cirléia Pereira Barbosa Instituto Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.20396/zet.v25i1.8647758

Palavras-chave:

Mapeamento. Mestrado profissional. Professor que ensina matemática.

Resumo

Neste artigo analisam-se 96 dissertações, cujo foco é o professor que ensina Matemática, produzidas nos mestrados profissionais da área de Ensino da Capes, entre 2001 e 2012. Procura-se compreender como o pesquisador, que é um professor, percebe os participantes de seu estudo e se relaciona com eles. O corpus da pesquisa foi analisado a partir das seguintes categorias: perfil do professor pesquisador e dos participantes; motivação e foco das pesquisas; e relação pesquisador-participantes. Os resultados evidenciam que, em muitos estudos, o professor (ou futuro professor), participante da pesquisa, é percebido pelo pesquisador como um aprendiz, mais que como um parceiro ou colaborador. Isso sugere um distanciamento entre ambos que não condiz com o fato de pelo menos metade dos estudos mencionar que sua motivação advém das próprias trajetórias profissionais. Além disso, poucas pesquisas analisam a própria prática do pesquisador ou refletem acerca de sua aprendizagem profissional ao realizar sua pesquisa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Cristina Ferreira, Universidade Federal de Ouro Preto

Mestre (1998) e Doutora (2003) em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), ambos na área de concentração: Educação Matemática. Atua no Ensino Superior desde 2003, em cursos de Licenciatura em Matemática e Pedagogia. Atualmente, é Professora Associada II do Departamento de Matemática da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP).

Ana Teresa de Carvalho Correa de Oliveira, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Concluiu o estágio pós doutoral em julho de 2013, na Faculdade de Educação da UNICAMP, na área de ensino e práticas culturais (em Educação Matemática). É doutora em Educação desde agosto de 2007, pela PUC-Rio. Concluiu o curso de mestrado em Matemática pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro em 1997. Atualmente é professora associado I da Faculdade de Educação da UFRJ, da disciplina didática especial de matemática e prática de ensino. 

Cirléia Pereira Barbosa, Instituto Federal de Minas Gerais

Licenciada em Matemática (2004), Especialista em Educação Matemática (2007) e mestre em Educação Matemática (2011) pela Universidade Federal de Ouro Preto. Foi professora da Educação Básica em escolas da rede pública de Ouro Preto (2005 a 2011). 

Referências

André, M. (1995). Etnografia da prática escolar. Campinas: Papirus.

André, M. (2016). A formação do pesquisador da prática pedagógica. PLURAIS - Revista Multidisciplinar, 1(1), 30-41.

Brasil. (1999). Portaria no 80, de 16/12/1998. Dispõe sobre o reconhecimento dos mestrados profissionais e dá outras providências. Portaria publicada no Diário Oficial de 11/01/99, Seção I, pág. 14. Disponível em https://ebape.fgv.br/sites/ebape.fgv.br/files/portaria_capes_080.pdf Acesso em 09/04/2017.

Brasil. (2009). Portaria Normativa no 17, de 28/12/2009. Dispõe sobre o mestrado profissional no âmbito da Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES. Portaria publicada no Diário Oficial de 29/12/2009, Seção 1, pág.20-21. https://www.capes.gov.br/images/stories/download/.../PortariaNormativa_17MP.pdf> Acesso em 09/04/2017.

Cevallos, I. & Passos, L. F. (2012). O mestrado profissional e a pesquisa do professor. Rev. Diálogo Educ., 12(37), 803-822.

Geraldi, C. M. G., Fiorentini, D., Pereira, E. M. A. (1998). Cartografias do trabalho docente. Campinas: Mercado de Letras.

Moreira, M. A. (2004). O mestrado (profissional) em ensino. RBPG – Revista Brasileira de Pós-Graduação, 1(1), 131-142.

Oliveira, A. T. C. C., D´Ambrosio, B. S. & Grando, R. C. (2015). A pesquisa em práticas escolares em Educação Matemática: reflexões e desafios. Educação Matemática Pesquisa, 17(3), 425-440. III Fórum de Discussão: Parâmetros Balizadores da Pesquisa em Educação Matemática no Brasil.

Downloads

Publicado

2017-04-30

Como Citar

Ferreira, A. C., Oliveira, A. T. de C. C. de, & Barbosa, C. P. (2017). O professor que ensina Matemática como foco de estudo em mestrados profissionais brasileiros. Zetetike, 25(1), 135–163. https://doi.org/10.20396/zet.v25i1.8647758

Edição

Seção

Dossiê temático - 2017