Mapeamento de pesquisas sobre aprendizagem docente em Comunidades de Prática constituídas no OBEDUC

Autores

  • Douglas da Silva Tinti Universidade Cidade de São Paulo
  • Ana Lúcia Manrique Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.20396/zet.v25i1.8647770

Palavras-chave:

OBEDUC. Comunidades de prática. Formação de professores. Aprendizagem docente.

Resumo

O presente mapeamento foi realizado a partir de pesquisas desenvolvidas no âmbito do Programa Observatório da Educação (OBEDUC) que utilizaram a Teoria Social da Aprendizagem para buscar compreender aprendizagens docentes em contextos formativos com professores que ensinam Matemática. Foram mapeados seis estudos vinculados a dois grupos de pesquisa distintos. Três desses estudos analisaram uma Comunidades de Prática (CoP) constituída na cidade de Paranavaí/PR e os outros três estudos investigaram uma CoP na cidade de São Paulo/SP. A análise realizada indica que, no cenário nacional, o OBEDUC tem se constituído lugar de formação e, além disso, tem contribuído para a constituição de CoP formada por professores, licenciandos e pesquisadores e proporcionado múltiplas e diversificadas experiências formativas considerando as necessidades dos envolvidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Douglas da Silva Tinti, Universidade Cidade de São Paulo

Doutor em Educação Matemática pela PUC-SP. Professor da Universidade Cidade de São Paulo (UNICID).

Ana Lúcia Manrique, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Doutora em Educação (Psicologia da Educação) pela PUC-SP. Professora do Programa de Pós-graduação em Educação Matemática da PUC-SP.

Referências

Contreras, J. (2002). A autonomia de professores. São Paulo: Cortez.

Cyrino, M. C. C. T. (2009). Comunidades de prática de professores como espaço de investigação sobre a formação de professores de matemática. In: BATISTA, I. L.; SALVI, R. F. (Org.). Pós-graduação em ensino de ciências e educação matemática: um perfil de pesquisas (pp. 95-110). Londrina: EDUEL.

Fiorentini, D. (2009). Quando acadêmicos da universidade e professores da escola básica constituem uma comunidade de prática reflexiva e investigativa. In: Fiorentini, D.; Grando, R. C.; Miskulin, R. G. S. Práticas de formação e de pesquisa de professores que ensinam matemática (pp. 233-256). Campinas, SP: Mercado das Letras.

Imbernón, F. (2010). Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. São Paulo: Cortez.

Lerman, S. (2010) Theories of Mathematics Education: Is Plurality a Problem? In: BRARATH, S.; ENGLISH, L. (Org.). Theories of Mathematics Education. Berlim: Springer.

Oliveira, A. M. P. (2015). Desenvolvimento Profissional de Professores que Ensinam Matemática: colaboração e materiais curriculares no âmbito do Programa Observatório da Educação (OBEDUC). Anais da 25ª Reunião Anual da ANPEd. Caxambu: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação.

Wenger, E. (1998). Communities of Practice: Learning, meaning, and identity. New York: Cambridge University Press.

Wenger, E.; Mcdermott, R.; Snyder, W. M. (2002). Cultivating communities of practice. Boston: Harvard Business School Press.

Downloads

Publicado

2017-04-30

Como Citar

Tinti, D. da S., & Manrique, A. L. (2017). Mapeamento de pesquisas sobre aprendizagem docente em Comunidades de Prática constituídas no OBEDUC. Zetetike, 25(1), 186–203. https://doi.org/10.20396/zet.v25i1.8647770

Edição

Seção

Dossiê temático - 2017

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)