Pesquisa sobre variabilidade na Educação Estatística

uma revisão sistemática da literatura

Palavras-chave: Educação Estatística, Literacia Estatística, Raciocínio sobre variabilidade, Revisão Sistemática da Literatura

Resumo

O presente artigo é um recorte de uma dissertação de mestrado, que teve por objetivo realizar uma investigação a respeito do raciocínio sobre variabilidade de acordo com a perspectiva da Educação Estatística. Aqui é descrita a Revisão Sistemática da Literatura (RSL) executada a fim de verificar as pesquisas que apresentam recursos que auxiliam no processo de ensino e de aprendizagem de conceitos envolvendo o estudo da variabilidade. As fontes de materiais para a busca de trabalhos foram os periódicos nacionais e internacionais na área de Educação e Ensino dos últimos 10 anos (2008-2018), publicadas no Português do Brasil, Português de Portugal, Espanhol e Inglês. Esses periódicos foram avaliados pelo sistema CAPES WebQualis no quadriênio de 2013-2016 como A1, A2, B1, B2, B3. A Revisão Sistemática da Literatura mostrou que há poucas pesquisas que abordam o raciocínio sobre variabilidade na Educação Básica, uma habilidade importante para o desenvolvimento da literacia estatística na formação dos alunos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Angelo Pereira, Escola Municipal Coronel Ribeiro dos Reis

Mestre em Educação Matemática pela Universidade Federal de Juiz de Fora. Professora na Escola Municipal Coronel Ribeiro dos Reis, Pirapetinga, MG, Brasil.

Chang Kuo Rodrigues, Universidade Federal de Juiz de Fora

Doutora em Educação Matemática pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Professora colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática da Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, MG, Brasil.

Fabiano dos Santos Souza, Universidade Federal Fluminense

Doutor em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade Federal Fluminense. Professor do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ensino da Universidade Federal Fluminense (PPGEn-UFF-INFES).

Referências

Dierdorp, A., Bakker, A., Ben-zvi, D., & Makar, K. (2017). Secondary Students’ Considerations of variability in measurement activities based on authentic practices. Statistics Education Research Journal: International Association for Statistical Education, 16(2), 397-418. Disponível em: http://iase-web.org/Publications.ph p?p=SERJ.

Gal, I. (2002). Adult’s Statistical Literacy: meanings, components, responsibilities. International Statistical Review, 70(1), 1 – 25.

Lehrer, R. (2017) Modeling signal-noise processes supports student construction of a hierarchical image of sample. Statistics Education Research Journal: International Association for Statistical Education, 16(2), 64-85. Disponível em: http://iase-web.org/Pu blications.php?p=SER.

Moore, D. (1997). New pedagogy and new content: The case for statistics. International Statistical Review, 65(2), 123–165. Disponível em: https://iase-web.org/documents/ints tatreview/97.Moore.pdf

Paula, S. C. R., Rodrigues, C. K., & Silva, J. C. (2016). Educação Matemática e Tecnologia: articulando práticas geométrica. Curitiba: Appris.

Pereira, F. A. (2019). A Educação Estatística e a elaboração de vídeos para a promoção do Raciocínio sobre Variabilidade na Educação Básica. Dissertação de Mestrado em Educação Matemática. Juiz de Fora: Universidade Federal de Juiz de Fora.

Pfannkuch, M., & Wild, C. (2004). Towards an understanding of Statistical thinking. In: Ben-zvi, D. & Garfield, J. (org.), The Challenge of Developing Statistical Literacy, Reasoning and Thinking (pp. 17-46). Dordrecht: Kluwer Academic Publishers.

Reading, C., & Reid, J. (2010) Reasoning about variation: rethinking theoretical frameworks to inform practice. In C. Reading (Ed), Data and context in statistics education: Towards an evidence-based society. Proceedings of the Eighth International Conference on Teaching Statistics (ICOTS 8). Ljubljana, Slovenia. Voorburg, The Netherlands: International Statistical Institute.

Reading, C., & Shaughnessy, J. M. (2004). Reasoning about Variation. In: Garfield, J. & Ben-zvi, D. (org.). The challenge of developing statistical literacy, reasoning and thinking (pp. 201- 226). Dordrecht: Kluwer Academic Publishers.

Silva, C. B. (2007) O Pensamento Estatístico e Raciocínio sobre variação: um estudo com professores de Matemática. Tese de Doutorado em Educação Matemática. São Paulo: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Watson, J. M. (2009). The influence of variation and expectation on the developing awareness of distributions. Statistics Education Research Journal: International Association for Statistical Education, 8(1), 32-61. Disponível em: https://iase-web.org/docum ents/SERJ/SERJ8(1Watson.pdf.

Watson, J. M., & Callingham, A. R. (2003). Statistical literacy: a complex hierarchical construct. Statistical Education Research Journal, 2(2), 3-46. Disponível em: iase-web.org/documents/SERJ/SERJ2(2)_Watson_Callingham.pdf.

Publicado
2020-02-08
Como Citar
Pereira, F. A., Rodrigues, C. K., & Souza, F. dos S. (2020). Pesquisa sobre variabilidade na Educação Estatística. Zetetike, 28, e020004. https://doi.org/10.20396/zet.v28i0.8656884
Seção
Dossiê Temático