Ações afirmativas e integração do negro no ensino superior: uma relação possível?

  • Tamyris Proenca Bonilha Universidade Estadual de Campinas
Palavras-chave: Palavras-chave ações afirmativas. Integração. Preconceito. Racismo.

Resumo

Dados estatísticos e pesquisas acadêmicas apontam que a trajetória escolar do sujeito negro é significativamente mais acidentada que a do sujeito branco. Dentre os elementos que legitimam tal quadro de desigualdade social se destaca a discriminação racial. O presente artigo discute a integração do aluno negro na universidade, quando seu ingresso é facilitado por um programa de ação afirmativa, a qual visa assegurar o acesso de sujeitos negros a posições estratégicas na sociedade, tal como no ensino superior. Essa discussão é fruto de uma pesquisa de iniciação científica – realizada na Universidade Estadual de Campinas com alunos negros e brancos, beneficiados pelo Programa de Ação Afirmativa e Inclusão Social (PAAIS) – que teve como objetivo identificar os elementos que compõem o processo de integração do estudante negro no contexto universitário e analisar a visão do aluno negro a respeito da universidade e seus modos de inserção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tamyris Proenca Bonilha, Universidade Estadual de Campinas

Mestranda em Educação, na Área de Psicologia Social FE/UNICAMP. Pedagoga pela UNICAMP.

Referências

ALMEIDA, L.; SOARES, A.; FERREIRA, J. Adaptação, rendimento e desenvolvimento dos estudantes no ensino superior: construção, Validação do Questionário Acadêmico de Vivências Acadêmicas – Relatórios de investigação. Braga. Centro de estudos em Educação e Psicologia – Universidade de Minho, 1999.

AZEVEDO, Thales de. Democracia Racial: ideologia e realidade. Petrópolis: Vozes, 1975.108 p.

BERNARDINO, J. Ação afirmativa e a rediscussão do mito da democracia racial no Brasil. Rio de Janeiro: Estudos Afro-Asiáticos, Ano 24, no 2, 2002.

CANDAU, V. Universidade e diversidade cultural: alguns desafios a partir da experiência da PUC-Rio. In: PAIVA, ngela Randolpho (org.). Ação afirmativa na universidade: reflexão sobre experiências concretas Brasil- EUA. Rio de Janeiro: PUC-Rio: Desiderata, 2004.

DA MATTA, R. Notas sobre o racismo à brasileira. In Jessé Souza (org.). Multiculturalismo e racismo: uma comparação Brasil-Estados Unidos. Brasília: Paralelo 15, 1997, p. 69-74.

GOMES, J. B. O debate constitucional sobre ações afirmativas. In: Ação Afirmativa – políticas públicas contra as desigualdades raciais.

SANTOS, Renato Emerson dos; LOBATO, Fátima (Orgs). Rio de Janeiro: DP&A, 2003, p. 15-57.

GRANADO, J. I. F., Santos, A. A. A., Almeida, L. S., Soares, A. P. & Guisande, M. A. Integração académica de estudantes universitários: Contributos para a adaptação e validação do QVA-r no Brasil. Psicologia e Educação. Portugal, v.4, p. 33 – 43, 2005.

GUIMARÃES, A. Racismo e anti-racismo no Brasil. São Paulo: Editora 34 ̧ 1999.

GUTMANN, A. Introducion . In: TAYLOR, C. La política del reconocimento. México, Fondo de Cultura Económica, 1993

HERINGER, R. Ação afirmativa e promoção de igualdade racial no Brasil: o desafio da prática‖. In: PAIVA, A. R. (org.). Ação afirmativa na universidade: reflexão sobre experiências concretas Brasil-Estados Unidos. Rio de Janeiro: Editora PUC-Rio, 2004, p. 55-86.

HOFBAUER, Andréas. “Raça, Cultura e Identidade e o ̳Racismo à Brasileira‘. In: Lucia Maria de Assunção Barbosa; Petronilha Beatriz Gonçalves e Silva e Valter Roberto Silvério (orgs.). De Preto a Afro-Descendente. Trajetos de Pesquisa sobre Relações Étnico- Raciais no Brasil, São Carlos: EdUFSCar, 2004.

KLEINKE, M. U. O vestibular Unicamp e a inclusão social: experiências e perspectivas. Campinas, SP: Comvest, 2006.

MARGOLIS, M. Cotas e cultura: ações afirmativas em tempos de dúvida. In PAIVA, ngela Randolfo (Org.). Ação afirmativa na universidade: reflexão sobre experiências concretas Brasil - Estados Unidos. Rio de Janeiro: Desiderata, 2004.

MOEHLECKE, Sabrina. Ação afirmativa: história e debates no Brasil. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, no. 117, nov., 2002.

RAMOS, G. O negro desde dentro. In: TEM – Teste-Munhos. Rio de Janeiro: GRD, 1966.

TAYLOR, C. The Politics of recognition. In: GUTMAN, A. et. al. (org.). Examinig the politics of recognition. New Jersey: Princeton University Press, 1994. p. 23-46.

TEIXEIRA, M. Identidade Racial e Universidade Pública no Rio de Janeiro. Novos Toques, Bahia. V. 4, 2003, p. 45-68.

TELLES, E. Racismo à brasileira: uma nova perspectiva sociológica. Rio de Janeiro: Relume Dumará e Fundação Ford. Trad. Nadjeda Rodrigues Marques e Camila Olsen, 2003.

TRAGTENBERG, M. H. A luta contra o racismo no Brasil e o movimento docente. In: Universidade e Sociedade / Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior, ano XII, n° 29, março de 2003.

Publicado
2011-09-05
Como Citar
Bonilha, T. P. (2011). Ações afirmativas e integração do negro no ensino superior: uma relação possível?. ETD - Educação Temática Digital, 13(1), 152-167. https://doi.org/10.20396/etd.v13i1.1171