Banner Portal
Avaliação e qualidade social da educação
PDF

Palavras-chave

Qualidade da educação. Avaliação da educação. Defasagem idade-série.

Como Citar

WERLE, Flávia Obino Corrêa; SCHEFFER, Lisandra Scheneider; MOREIRA, Marilan de Carvalho. Avaliação e qualidade social da educação. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 14, n. 2, p. 19–37, 2012. DOI: 10.20396/etd.v14i2.1220. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/1220. Acesso em: 14 abr. 2024.

Resumo

Este texto apresenta um panorama conceitual que situa a importância do conhecimento da realidade escolar como elemento para a reorganização institucional e da avaliação como subsídio para essa reflexividade e para a rearticulação de ações. Situa as políticas públicas em diferentes contextos, destacando o das práticas como locus de insubordinação burocrática, no qual emergem processos de contrarregulação, na medida em que se articulam os esforços dos diferentes atores da cena educacional. Está organizado em subtítulos, com destaque à qualidade social da educação debatida como conceito-síntese, incluindo as diferentes dimensões de qualidade, e contido no de qualidade negociada. Por fim, discute o quanto os indicadores de defasagem idade-série instigam a busca de uma educação de maior qualidade social.

https://doi.org/10.20396/etd.v14i2.1220
PDF

Referências

BALL, Stephen J. Cidadania global, consume e política educacional. In: SILVA, Luiz Heron da. (Org.). A escola cidadã no contexto globalizado. Petrópolis: Vozes, 1998. p. 121 – 137.

BALL, Stephen J. Diretrizes políticas globais e relações políticas locais em educação. Currículo sem Fronteiras, v.1, n.2, p. 99 – 116, jul./dez. 2001.

BALL, Stephen J. Mercados educacionais, escolha e classe social: Mercado como estratégia de classe. IN: GENTILE, Pablo. (Org.). Pedagogia da exclusão: critica ao neoliberalismo em educaçao. Petrópolis: Vozes, 1995. P. 196 – 227.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasília, DF, 23 dez. 1996.

CARVALHO, Amilton Bueno de. Magistratura e Direito Alternativo. São Paulo, Editora Acadêmica, 1992.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: 1. Artes de fazer. 17 ed. Rio de Janeiro, RJ; Petrópolis: Vozes, 2011.

CURY, Carlos Jamil. Conselhos de Educação: fundamentos e funções. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, v. 22, n. 1, p. 41-67, jan./jun. 2006.

FREITAS, Luiz Carlos de. et al. Avaliação educacional: caminhando pela contramão. 3.ed. Petrópolis: Vozes, 2011.

FREITAS, Luiz Carlos de. Eliminação adiada: o ocaso das classes populares no interior da escola e a ocultação da (má) qualidade do ensino. Educação e Sociedade. Campinas, v. 28, n. 100, p. 965- 987, out.2007.

FREITAS, Luiz Carlos de. Qualidade negociada: avaliação e contra-regulação na escola pública. Educação e Sociedade, Campinas, v.26, n. 92, p. 911-933, out.2005.

FRITSCH, Rosangela et al. Indicadores de qualidade e educação básica: taxa de distorção idade-série no ensino médio em escolas públicas de São Leopoldo. São Leopoldo: Unisinos, 2012. (Relatório de pesquisa). Circulação restrita.

GATTI, Bernardete Angelina, BARRETO, Elba Siqueira de Sá, ANDRÈ, Marli Eliza Dalmazo de Afonso. Politicas docentes no Brasil: um estado da arte. Brasilia: UNESCO, 2011.

GIDDENS, Anthony. Modernidade e identidade. Rio de Janeiro, RJ: Zahar, 2002.

JANNUZZI, Paulo Indicadores sociais no Brasil. Campinas: Alínea, 2009.

LIMA, Licinio. A escola como organização educativa. São Paulo, SP: Cortez, 2001.

MAINARDES, Jefferson. Abordagem do ciclo de políticas: uma contribuição para a análise de políticas educacionais. Educação e Sociedade, v. 27, n. 94, p. 47-94, 2006.

MARTINS, José de Souza. Exclusão social e a nova desigualdade. São Paulo, SP: Paulus, 1997.

NOVOA, Antonio. Vidas de professores. Lisboa: ASA, 1992.

RIBEIRO, Vera Masagão, RIBEIRO, Vanda Mendes, GUSMão, Joana Buarque de. Indicadores de qualidade para a mobilização da escola. Cadernos de pesquisa, v. 35, n. 124, p. 227-251, abr. 2005.

RODRIGUES, Horácio Wanderlei. Ensino jurídico e direito alternativo. São Paulo, SP: Acadêmica, 1993.

SAVIANI, Dermeval. História das ideias pedagógicas no Brasil. Campinas: Autores Associados, 2007.

SILVA, Maria Abádia da. Qualidade social da educação pública: algumas aproximações. Cadernos CEDES, v. 29, n. 78, p. 216- 226, ago. 2009.

SPOZATI, Aldaíza. Exclusão Social e fracasso escolar. Em Aberto, Brasília, v. 17, n. 71, p. 21 – 32, jan.2000.

STOER, Stephen R. Educação como direito: o papel estratégico da educação pública na construção da igualdade e justiça social. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, v. 22, n. 1, p. 129-151, jan./jun. 2006.

A ETD - Educação Temática Digital utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.