A diferença no currículo ou intervenções para uma pedagogia

  • Maria Rita de Assis César Universidade Federal do Paraná
Palavras-chave: Corpo. Sexualidade. Gênero. Diferença. Teoria queer.

Resumo

Este artigo problematiza os sistemas normativos que aprisionam o corpo, o gênero e a sexualidade. Quatro personagens são chamados a intervir na discussão: Thomas Beatie, Brendan Teena, Bree Osbourn e Agrado, pois compõem narrativas que fazem transbordar o sistema corpo-sexo-gênero. Interrogam-se aqui os processos de captura, tais como patologização, medicalização, exclusão e violência, tendo em vista o dispositivo da sexualidade discutido por Foucault e os processos de naturalização do corpo, do sexo e do gênero. Tendo em vista que a narrativa curricular há tempos flerta com os temas da sexualidade e do gênero, na tentativa de produzir novos processos de captura, pensamos que o cruzamento entre a discussão do currículo e das quatro narrativas contribui para instaurar a diferença, no sentido dado por Deleuze. Novas perguntas, oriundas das teorizações queer ou pedagogia queer, produzem a diferença nas práticas escolares, ao demonstrar os limites do nosso sistema de inteligibilidade quanto aos corpos, ao sexo e às relações de gênero. As quatro personagens/intervenções contêm um potencial reflexivo capaz de afetar a escola pelo (des)conhecimento, fazendo-a experimentar o não saber por meio de novas perguntas, capazes de colocar em xeque os sistemas normativos prevalecentes. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Rita de Assis César, Universidade Federal do Paraná
Possui graduação em Ciências Biológicas pela PUCCAMP (1988), mestrado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP (1998) e doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP (2004), estágio de pesquisa (doutorado Sanduíche) na Universitat de Barcelona/Espanha. Atualmente é professora adjunta no Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná - UFPR e professora do quadro permanente (Mestrado e Doutorado) do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE/UFPR. Pesquisadora do Núcleo de Estudos de Gênero (CNPq/UFPR) e coordenadora do Laboratório de investigações sobre corpo, gênero e subjetividade na educação. Membro da comissão de avaliação do GT 23 - Gênero, sexualidade e educação da ANPED. Tem experiência na área de Educação (Ensino e Formação de Professoras/res) com ênfase nos estudos sobre gênero, corpo, sexualidade, subjetividade, relações de poder; atuando principalmente nos seguintes temas: poder e biopolítica na instituição escolar (M. Foucault e G. Deleuze); pós-estruturalismo; gênero, corpo e sexualidade.

Referências

BENTO, Berenice. A (re) invenção do corpo: sexualidade e gênero na experiência transexual. Rio de Janeiro, RJ: Garamond/CLAM, 2006.

BRITZMAN, Deborah. Curiosidade, sexualidade e currículo. In: LOURO, Guacira Lopes. (Org.). O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 1999.

BUTLER, Judith. Corpos que pesam: sobre os limites discursivos do “sexo”. In: LOURO, Guacira Lopes. (Org.). O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 1999.

BUTLER, Judith. La questión de la transformación social. In: BERCK-GERNSHEIM, E.; BUTLER, J.; PUIGVERT, L. (Comp.). Mujeres y transformaciones sociales. Barcelona: El Roure, 2001.

BUTLER, Judith. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro, RJ: Civilização Brasileira, 2003.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade I: a vontade de saber. Rio de Janeiro, RJ: Graal, 1984.

FOUCAULT, Michel. Preface In: DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Anti-Oedipus: capitalism and schizophrenia. New York: Viking Press, 1977.

GALLO, Sílvio. Acontecimento e resistência: educação menor no cotidiano da escola. In: CAMARGO, Ana Maria Faccioli de; MARIGUELA, Márcio. (Org.). Cotidiano escolar: emergência e invenção. Piracicaba: Jacinta, 2007.

LAQUEUR, Thomas. Making sex: body and gender from the greeks to Freud. Cambridge; Mass.: Harvard University Press, 1992.

LOURO, Guacira Lopes. Currículo, gênero e sexualidade: o “normal”, o “diferente” e o “excêntrico”. In: LOURO, Guacira Lopes; NECKEL, Jane Felipe; GOELLNER, Silvana Vilodre. Corpo, gênero e sexualidade: um debate contemporâneo na educação. Petrópolis: Vozes, 2003.

LOURO, Guacira Lopes. Pedagogias da sexualidade. In: LOURO, Guacira Lopes. (Org.). O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 1999.

LOURO, Guacira Lopes. Um corpo estranho: ensaios sobre sexualidade e teoria queer. Belo Horizonte: Autêntica, 2004.

SCOTT, Joan. Gênero uma categoria útil de análise histórica, Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 20, n. 2, 1995.

SPARGO, Tamsin. Foucault y la teoria queer. Barcelona: Gedisa, 2007.

ZOURABICHVILI, François. O vocabulário Deleuze. Rio de Janeiro, RJ: Relume Dumará, 2009.

Publicado
2010-11-18
Como Citar
César, M. R. de A. (2010). A diferença no currículo ou intervenções para uma pedagogia. ETD - Educação Temática Digital, 14(1), 351-362. https://doi.org/10.20396/etd.v14i1.1257