Por um envolvimento na educação ambiental

Autores

  • Fabio Pessoa Vieira Universidade Federal do Tocantins

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v16i3.1305

Palavras-chave:

Educação ambiental. Sustentabilidade ambiental. Sistematização de experiências.

Resumo

O estudo por um outro envolvimento na educação ambiental é uma perspectiva de envolver-se epistemologicamente com uma outra possibilidade de construção das relações ambientais, no processo ensino aprendizagem, tendo como caminho compreender a relação do homem com o meio ambiente e as suas formas de produções territoriais, tendo como ponto deflagrador para tal o envolvimento com o lugar. Este ‘envolvimento’ é construído como uma perspectiva crítica à sociedade moderno cientificista e à sua concepção de desenvolvimento que implica na degradação do meio ambiente. Assim, pensar um outro envolvimento na educação ambiental é compreender, que existe uma diversidades de sustentabilidades construídas como produto das experiências humanas a partir da relação de intimidade e de envolvimento com que determinadas comunidades possuem com o lugar e com o meio ambiente. Desta maneira a perspectiva que se buscará neste estudo é de construir outras possibilidades de se compreender o desenvolvimento sustentável, na educação ambiental, destacando a possibilidade de se pensar esta educação, a partir de um diálogo de saberes, da percepção e das experiências de diversos grupos sociais que em diferentes espaços produzem territorialidades construídas a partir do envolvimento com o lugar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabio Pessoa Vieira, Universidade Federal do Tocantins

Graduação em Geografia pela Universidade Federal da Bahia (2008) e mestrado em Educação pela Universidade Federal da Bahia (2013). Atualmente é Professor Assistente da Universidade Federal do Tocantins/Campus de Tocantinópolis. Líder do Grupo de Pesquisa GEAS - Grupo de Estudo sobre Educação Ambiental e Sustentabilidade.Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Metodologia do ensino de Geografia e Educação Ambiental.

Referências

BURNHAM, Teresinha Fróes; FAGUNDES, Norma Carapiá. Transdisciplinaridade, Multirreferencialidade e Currículo. Revista da FACED, Salvador, n.5, 2001.

FEYERABEND, Paul. A conquista da abundância: uma história da abstração versus a riqueza do ser. Tradução de Cecilia Prada e Marcelo Rouanet. São Leopoldo: Unisinos, 2006.

GUIMARÃES, Mauro. A formação de educadores ambientais, Campinas, SP: Papirus, 2004.

HAESBAERT, Rogério. Da desterritorialização à multiterritorialidade. In: ENCONTRO DE GEÓGRAFOS DA AMÉRICA LATINA, 10., 2005, São Paulo. Anais do... São Paulo, SP: USP, 2005, p.6774-6792.

LARROSA, Jorge. Notas sobre a experiência e o saber da experiência. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, RJ, n.19, p.20-28, 2002.

LEFF, Enrique. Discursos sustentáveis. Tradução de Silvana Cobucci Leite. São Paulo, SP: Cortez, 2010.

NOGUEIRA, Carlos Ernesto; VEIGA-NETO, Alfredo. Conhecimento e saber apontamentos para os estudos de currículo. In: SANTOS, Lucíola Licínio de Castro Paixão (Org.). Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

PORTO-GONÇALVES, Carlos Walter. A globalização da natureza e a natureza da globalização. 5.ed. Rio de Janeiro, RJ: Civilização Brasileira, 2013.

TUAN, Yi-Fu. Topofilia: um estudo da percepção, atitude e valores do meio ambiente. Tradução de Lívia de Oliveira. Londrina: EdUEL, 2012.

SANTOS, Boaventura de Sousa. A gramática do tempo: para uma nova cultura política. 3.ed. São Paulo, SP: Cortez, 2010.

SANTOS, Milton. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. 4.ed. São Paulo, SP: EDUSP, 2006.

Downloads

Publicado

2014-11-05

Como Citar

Vieira, F. P. (2014). Por um envolvimento na educação ambiental. ETD - Educação Temática Digital, 16(3), 395–407. https://doi.org/10.20396/etd.v16i3.1305