A influência do curso de extensão PROEPRE: fundamentos teóricos e práticas pedagógicas para educação infantil na formação de professores

Autores

  • Maria Luiza Fava Lopes Camargo de Assis Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v8i2.664

Palavras-chave:

Extensão universitaria. Interação social. Professores. Construtivismo (educação). Formação continuada.

Resumo

A Educação Infantil tem sido objeto de inúmeros estudos que dão ênfase à sua importância na sistematização e nos programas de ensino diante das exigências da sociedade atual. No decorrer do trabalho, são tratadas questões relacionadas à educação em geral e especificamente à educação infantil, ressaltando nosso objeto de análise que é o PROEPRE, sob a modalidade de curso de extensão universitária e também como um programa que foi implantado em diversos estados e municípios brasileiros. A fim de colaborar com a discussão, o objetivo do presente estudo foi fazer uma análise sobre a influência que o PROEPRE tem na formação continuada dos profissionais da educação infantil que participaram do Curso de Extensão Universitária? PROEPRE - FUNDAMENTOS TEÓRICOS E PRÁTICA PEDAGÓGICA PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL (EDU 015) de Campinas, Americana e Itapira, no ano de 2006. Para essa investigação recorremos à coleta de dados e à analise de dois instrumentos: um questionário para coleta de dados demográficos e o teste situacional, aplicado como pré e pós-teste.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Luiza Fava Lopes Camargo de Assis, Universidade Estadual de Campinas

Mestre em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas.

Referências

ARANTES, Valéria Amorim (org). Afetividade na escola: alternativas teóricas e práticas. São Paulo. Summus Editorial. 2003.

ARIÈS, Philippe. História Social da Criança e da Família. 2ª ed. Rio de Janeiro. LTC. 1981.

ARAÚJO, Regina Magna Bonifácio. A inovação em educação na história da implantação de um programa de educação infantil: o PROEPRE. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Educação da UNICAMP. Campinas. 1999.

BECKER, Fernando. A origem do conhecimento e a aprendizagem escolar. Porto Alegre. Artmed Editora. 2003.

BECKER, Fernando. Educação e construção do conhecimento. Porto Alegre. Artmed Editora. 2001.

BOFF, Leonardo. Do lugar do pobre. Petrópolis. Vozes. 1984.

BORGES, Roberta Rocha. A construção da noção de família em crianças pré- escolares. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Educação. UNICAMP. Campinas. 2001.

BRZEZINSKI, Iria (org). LDB interpretada: diversos olhares se entrecruzam. 8ª ed. São Paulo. Cortez Editora. 2003. 218

CAMARGO DE ASSIS, Mucio. Política educacional, democratização do ensino e fracasso escolar: do discurso à realidade. Tese de Doutorado. Faculdade de Educação/PUC. São Paulo. 1982.

CAMARGO, Ricardo Leite. Desenvolvimento cognitivo e desempenho escolar. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Educação da UNICAMP. Campinas. 1997.

CAMPBELL, Donald T. & STANLEY, Julian C. Delineamentos experimentais e quase-experimentais de pesquisa. São Paulo. EPU/EDUSP. 1979.

CANTELLI, Valéria Cristina Borsato. Um estudo psicogenético sobre as representações de escola em crianças e adolescentes. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Educação da UNICAMP. Campinas. 2000.

CASTANHO, Sérgio Eduardo Montes. Nasce a nação. Roland Corbisier, o nacionalismo e a teoria da cultura brasileira. Tese de Doutorado. Faculdade de Educação da UNICAMP. Campinas. 1993.

CASTRO, Amélia Americano Domingues de. Educação e Epistemologia Genética. In: Um olhar construtivista sobre a educação. Campinas. R. Vieira Gráfica. 2001.

CHAUÍ, Marilena. Convite à Filosofia. 13ª ed. São Paulo. Editora Ática. 2003.

CICONE, Vilma Inêz Vila Barros. Implantação do Programa de Educação Pré- Escolar (PROEPRE) em Leme – SP: mudanças ocorridas na prática pedagógica dos professores face a uma inovação educacional construtivista – estudo de caso. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Educação da UNICAMP. Campinas. 1995.

CONOVER, W.J. Practical Nonparametric Statistics. John Wiley & Sons Inc. Nova Iorque. 1971

CORAZZA, Doralice Benedita Cavenaghi. Interesse e liberdade na escola proepreana: um estudo sobre a prática da escollha num ambiente educacional construtivista. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Educação da UNICAMP. Campinas. 1995.

COSTA, Ângela Maria. O PROEPRE – Programa de Educação Infantil e Pré- Escolar em Mato Grosso do Sul. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Educação da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Campo Grande. 1994.

CUNHA, Luiz Antônio. Educação, estado e democracia no Brasil. 4ª ed. São Paulo. Cortez Editora. Niterói. Editora da Universidade Federal Fluminense. Brasília. Flacso do Brasil. 2001

DELVAL, Juan. Aprender na vida e aprender na escola. Porto Alegre. Artmed Editora. 2001.

DELVAL, Juan. Crescer e pensar. A construção do conhecimento na escola. Porto Alegre. Artmed Editora. 1998.

FALCON, Francisco José Calazans. A época pombalina (Política Econômica e Monarquia Ilustrada). São Paulo. Editora Ática. 1982.

FÁVERO, Osmar (org). A educação nas constituintes brasileiras 1823-1988. Campinas. Editora Autores Associados. 2001.

FERREIRO, Emília. Atualidade de Jean Piaget. Porto Alegre. Artrmed Editora. 2001.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 15ª ed. São Paulo. Paz e Terra. 2000. FOLHA DE SÃO PAULO, 6 de julho de 1977.

FORMOSINHO, Júlia de Oliveira (org). Modelos curriculares para a Educação de Infância. Porto. Porto Editora. 1996.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4ª ed. São Paulo. Editora Atlas. 2002.

GODOY, Eliete Aparecida de. A representação étnica por crianças pré- escolares: um estudo de caso a luz da teoria piagetiana. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Educação. UNICAMP. Campinas. 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei nº 9.394, de 1996. Fundação Biblioteca Nacional/Câmara dos Deputados. Brasília. Distrito Federal. 1997.

LUPIANEZ, Teodósia Pavón. A educação da criança de 0 a 3 anos numa perspectiva piagetiana. Campinas. São Paulo. UNICAMP/FE. 1998.

MANTOVANI DE ASSIS, Orly Zucatto. A solicitação do meio e a construção das estruturas lógicas elementares na criança. Tese de Doutorado. Faculdade de Educação da UNICAMP. Campinas. 1976.

MANTOVANI DE ASSIS, Orly Zucatto. Uma nova metodologia de educação pré-escolar. 7ª ed. São Paulo. Livraria Pioneira de Ciências Sociais. 1998.

MANTOVANI DE ASSIS, Orly Zucatto. PROEPRE: Fundamentos Teóricos. 3ª ed. Campinas. São Paulo. UNICAMP/FE. 2000.

MANTOVANI DE ASSIS, Orly Zucatto. PROEPRE: Prática Pedagógica. 2ª ed. Campinas. São Paulo. UNICAMP/FE. 1999.

MANTOVANI DE ASSIS, Orly Zucatto. Projeto de formação de recursos humanos para a educação pré- escolar e ensino de 1º grau – Aperfeiçoamento de pessoal em serviço com vistas à implantação do PROEPRE. Campinas. UNICAMP. 1984 (texto mimeografado).

MANTOVANI DE ASSIS, Orly Zucatto. Anais do XII encontro Nacional de Professores do PROEPRE. Construtivismo e Educação. Campinas. São Paulo. UNICAMP/FE. 1996.

MANTOVANI DE ASSIS, Orly Zucatto. Anais do XIV Encontro Nacional de Professores do PROEPRE. Piaget e a Educação. Campinas. São Paulo. UNICAMP/FE. 1997.

MANTOVANI DE ASSIS, Orly Zucatto. Anais do XV Encontro Nacional de Professores do PROEPRE. A criança e a escola. Campinas. São Paulo. UNICAMP/FE. 1998.

MANTOVANI DE ASSIS, Orly Zucatto. Anais do XVIII Encontro Nacional de Professores do PROEPRE. Transformar a educação: o nosso desafio. Campinas. São Paulo. UNICAMP/FE. 2001.

MANTOVANI DE ASSIS, Orly Zucatto. Anais do XIX Encontro Nacional de Professores do PROEPRE. Construtivismo e Formação de Professores. Campinas. São Paulo. UNICAMP/FE. 2002.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO. SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil. Vols 1 a 3. Brasília. 1998.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO. SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL Referencial para formação de professores. Brasília. 1998.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO. Por uma política de formação do profissional da Educação Infantil. Textos das palestras proferidas no Encontro Técnico de Formação do Profissional de Educação Infantil. Belo Horizonte. 1994.

MONTGOMERY, D.C. Design and Analysis of Experiments. 3ª ed. John Wiley & Sons. New York. 1991

NAGLE, Jorge. Educação e sociedade na primeira república. São Paulo. E.P.U/EDUSP. 1974.

NEVES, Lúcia Maria W. Brasil 2000. Nova divisão de trabalho na Educação. 2º ed. São Paulo. Xamã. 2000.

NUNES, César & SILVA, Edna. A educação sexual da criança. Subsídios teóricos e propostas práticas para uma abordagem da sexualidade para além da transversalidade. Campinas. Editora Autores Associados. 2000.

NUNES, César. Educar para a emancipação. Florianópolis. Editora Sophos. 2003. PAULINO, Luciene Regina. A construção da solidariedade em ambientes escolares. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Educação. UNICAMP. Campinas. 2001.

PIAGET, Jean. Para onde vai a educação? 8º ed. Tradução: Ivete Braga. Rio de Janeiro. Livraria José Olympio Editora. 1984. (ed. orig. 1948).

PIAGET, Jean. O nascimento da inteligência na criança. 4ª ed. Tradução: Álvaro Cabral. Editora Guanabara. 1987. (ed. orig. 1936).

PIAGET, Jean. A construção do real na criança. 3º ed. Tradução: Ramon Américo Vasques. São Paulo. Editora Ática. 2001. ( ed. orig. 1937).

PIAGET, Jean. A representação do mundo na criança. Tradução: Rubens Fiúza e R. M. da Silva. Rio de Janeiro. Editora Record. 1979. (ed. orig. 1926).

PIAGET, Jean. Psicologia e pedagogia. 7º ed. Tradução: Dirceu Accioly Lindoso. Rio de Janeiro. Forense. 1985. (ed. orig. 1969).

PIAGET, Jean. O julgamento moral na criança. Tradução: Rubens Fiúza e R. M. da Silva São Paulo. Summus. 1994. (ed. orig. (1932).

PIAGET, Jean. Sobre a pedagogia. Tradução: Cláudia Berliner. São Paulo. Casa do Psicólogo. 1998.

RODRIGO, Maria José & ARNAY, José (orgs). Domínios do conhecimento, prática educativa e formação de professores. A construção do conhecimento escolar 2. Tradução: Cláudia Scilling. São Paulo. Editora Ática. 1998. (ed. orig. 1997).

SANCHEZ, Luz Helena Toro de. A extensão universitária: o histórico da experiência da UNICAMP. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Educação da UNICAMP. 1996.

SARAVALI, Eliane Giacheto. As idéias das crianças sobre seus direitos: a construção do conhecimento social nima perspectiva piagetiana. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Educação. UNICAMP. Campinas. 1999.

SEBER, Maria da Gloria. Piaget. O diálogo com a criança e o desenvolvimento do raciocínio. São Paulo. Editora Scipione. 1997.

SEBINELLI, Rosa Maria Marins Gobbi. Política de extensão universitária. O debate e a experiência da Universidade Estadual de Campinas. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Educação da UNICAMP. 2004.

SILVA, Maria de Nazaré Corrêa. Metodologia piagetiana na realidade amazonense. Tese de doutorado. Faculdade de Educação da Universidade do Amazonas. Manaus. 1996.

SOUZA, Maria Thereza Costa Coelho de (org). Os sentidos de construção: o si mesmo e o mundo. São Paulo. Casa do Psicólogo. 2004.

TORTELLA, Jussara Cristina Barboza. Amizade no contexto escollar. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Educação. UNICAMP. Campinas. 1996.

VIEIRA, Evaldo. A política e as bases do direito educacional. Cadernos CEDES: 55. Campinas. Centro de Estudos Educação e Sociedade. 2001.

VINHA, Telma Pileggi. O educador e a moralidade infantil numa perspectiva construtivista. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Educação. UNICAMP. Campinas. 1997.

XYPAS, Constantin. Piaget e a educação. Tradução: Maria Fernando Oliveira. Lisboa. Instituto Piaget. 1997.

ZOTTI, Solange A. Sociedade, Educação e Currículo no Brasil. Dos jesuítas aos anos de 1980. Campinas. Editora Autores Associados. Editora Plano. 2004.

Downloads

Publicado

2008-12-03

Como Citar

Assis, M. L. F. L. C. de. (2008). A influência do curso de extensão PROEPRE: fundamentos teóricos e práticas pedagógicas para educação infantil na formação de professores. ETD - Educação Temática Digital, 8(2), 307–307. https://doi.org/10.20396/etd.v8i2.664

Edição

Seção

Dissertações e Teses em Resumos