Para além do princípio da ortografia: uma perspectiva psicanalítica sobre as trocas na escrita

Autores

  • Francisca Paula Toledo Monteiro Universidade Estadual de Campinas
  • Lilian Cristine Ribeiro Nascimento Universidade estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v8i0.713

Palavras-chave:

Psicanálise. Ato falho. Escrita.

Resumo

No presente artigo abordamos as manifestações do ato falho na leitura e na escrita de uma criança com dificuldade de aprendizagem escolar, observada durante o processo clínico, tomando como referência o texto de Freud Sobre a Psicopatologia do Cotidiano. Desta forma, analisamos os supostos "erros" que ocorrem na escrita desta criança a partir de uma perspectiva psicanalítica, entendendo que o ato falho fala sobre uma verdade do sujeito. Tais reflexões possibilitaram uma nova forma de compreender "os erros" na fala e na escrita, além de nos impulsionar para uma mudança em nossa prática clínica. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisca Paula Toledo Monteiro, Universidade Estadual de Campinas

Pedagoga, mestranda na Faculdade de Educação da UNICAMP, DIS (Grupo de estudos e pesquisas diferenças e subjetividades em educação).

Lilian Cristine Ribeiro Nascimento, Universidade estadual de Campinas

Fonoaudióloga, doutoranda na Faculdade de Educação da UNICAMP, DIS (Grupo de estudos e pesquisas diferenças e subjetividades em educação).

Referências

FISCHER, Rosa Maria Bueno e VEIGA-NETO, Alfredo. Foucault, um diálogo. In: Educação e Realidade, v. 29, n. 1, (jan/jun 2004). Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Faculdade de Educação, 2004.

FOUCAULT, Michel. Os normais: curso no Collège de France (1974-1975). Tradução Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 2001. (Coleção tópicos)

FREUD, Sigmund. Sobre a Psicopatologia do Cotidiano. [1901]. Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas completas de Sigmund Freud. Volume VI. Rio de Janeiro: Imago, 1987.

FREUD, Sigmund. A interpretação dos sonhos (segunda parte) [1901]. Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas completas de Sigmund Freud. Volume V. Rio de Janeiro: Imago, 1987a.

FREUD, Sigmund. Três ensaios sobre a teoria da sexualidade. [1905]. Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas completas de Sigmund Freud. Volume VII. Rio de Janeiro: Imago, 1975.

KEHL, Maria Rita. Sobre Ética e Psicanálise. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

KUPFER, Maria Cristina. Inconsciente e escrita, 2006, no prelo.

MACHADO, Ana Maria Netto. Presença e implicações da noção de escrita na obra de Jacques Lacan. Ijuí: Ed. UNIJUÍ, 1997.

MANNONI, Maud. A Primeira entrevista em psicanálise. tradução de Roberto Cortes de Lacerda. 2. ed., Rio de Janeiro: Campus, 1982.

MARIOTTO, Rosa M. M. e BENINE, Rosana. Um bom desencontro: a escrita de uma clínica inscrita na interdisciplinaridade. Em Revista. Associação Psicanalítica de Curitiba, Nº 11, 2005, p. 37 - 48.

ROUDINESCO, Elizabeth e PLON, Michel. Dicionário de Psicanálise. Trad. Vera Ribeiro e Lucy Magalhães. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed.,1998

Downloads

Publicado

2008-11-18

Como Citar

MONTEIRO, F. P. T.; NASCIMENTO, L. C. R. Para além do princípio da ortografia: uma perspectiva psicanalítica sobre as trocas na escrita. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 8, p. 59–73, 2008. DOI: 10.20396/etd.v8i0.713. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/713. Acesso em: 29 jan. 2022.