Novos letramentos e docência na educação a distância

Autores

  • Marta Fernandes Garcia Universidade Estadual de Campinas
  • Marcelo El Khouri Buzato Universidade Estadual de Campinas
  • Cássio Ricardo Fares Riedo Universidade Estadual de Campinas
  • Dirceu da Silva Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v19i1.8640578

Palavras-chave:

Novos letramentos. Apropriação tecnológica. Formação de professores. Educação a distância.

Resumo

O presente texto problematiza os diferentes modelos de letramento vigentes nos estudos da linguagem para se pensar as práticas sociais na educação superior a distância no Brasil. O estudo aponta o modelo teórico dos transletramentos como uma referência útil à reflexão sobre e ação de apropriação tecnológica crítica do aparato tecnológico da EAD online, por estar tal modelo inserido em um novo paradigma sociocultural e contribuir para a superação de práticas e concepções com viés instrumentalista, determinista e utilitarista na educação a distância. Ao qualificar as práticas e modos de produção de sentido como atravessamentos de papéis, mídias e linguagens por sujeitos que buscam superar a dimensão meramente funcional dos letramentos contemporâneos, o modelo dos transletramentos favorece o desenvolvimento dos atores educacionais envolvidos na docência em EaD em uma outra lógica, mais progressista e crítica, voltada para qualificar o processo formativo a distância e romper com programas de formação com viés puramente mercadológico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marta Fernandes Garcia, Universidade Estadual de Campinas

Professora do Instituto Federal de São Paulo (IFSP), campus Cubatão. Doutoranda em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Superior - GEPES/Unicamp.

Marcelo El Khouri Buzato, Universidade Estadual de Campinas

Doutor em Linguística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e Professor do Departamento de Linguística Aplicada no Instituto de Estudos da Linguagem da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

Cássio Ricardo Fares Riedo, Universidade Estadual de Campinas

Doutorando em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Bolsista do CNPq. Pesquisador do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Superior - GEPES/Unicamp.

Dirceu da Silva, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP

Doutor em Educação pela Universidade de São Paulo (USP) - Brasil. Professor Doutor do Departamento de Educação e Práticas Culturais da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas, SP - Brasil.

Referências

BAR, François; PISANI, Francis; WEBER, Matthew. Mobile technology appropriation in a distant mirror: baroque infiltration, creolization and cannibalism. In: Seminario sobre Desarrollo Económico, Desarrollo Social y Comunicaciones Móviles en América Latina, Buenos Aires, Argentina, Abril, 2007. Disponível em http://my.ss.sysu.edu.cn/wiki/ download/attachments/147193964/Mobile+technology+appropriation+in+a+distant+mirror.pdf. Acesso em 15 Jun. 2015.

BRASIL. Lei N. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União. Brasília. 23 de dezembro de 1996.

BRASIL. MEC. Lei N. 13.005 de 25 de junho de 2014. Plano Nacional de Educação - PNE. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2014/Lei/L13005. htm. Acesso em: 10/04/2015.

BRASIL. MEC. Referenciais de qualidade para educação superior a distância. Brasília. Agosto de 2007.

BUCKINGHAM, David. Cultura Digital, Educação Midiática e o Lugar da Escolarização. Educação e Realidade, Porto Alegre, v. 35, n. 3, p. 37-58, set./dez., 2010.

BUZATO, Marcelo El Khouri. Letramentos Multimodais Críticos: Contornos e Possibilidades. Crop (FFLCH/USP), v. 12, p. 108-144, 2007.

BUZATO, Marcelo El Khouri. Letramento e inclusão: do Estado-Nação à era das TIC. D.E.L.T.A., v. 25, p. 1-38, 2009.

BUZATO, Marcelo El Khouri. Letramento, novas tecnologias e a Teoria Ator-Rede: um convite à pesquisa. Remate de Males. v.29. jan./jun. 2009.

BUZATO, Marcelo El Khouri. Tecnologia, espaciotemporalidade e educação: Contribuições dos estudos sobre Novos Letramentos para uma reflexão sobre EAD e Universidade no Brasil. In: II Seminário de Educação à Distância da Faculdade de Educação, p. 1-23, 2009.

BUZATO, Marcelo El Khouri. Cultura digital e apropriação ascendente: apontamentos para uma educação 2.0. Educação em Revista. v. 26. N.03. p.283-304. 2010.

BUZATO, Marcelo El Khouri. Novos letramentos e novos parâmetros para a inovação educacional na perspectiva da teoria ator-rede. Coleção Anped Sudeste 2011, Livro 1: Práticas Pedagógicas, Linguagem e Mídias - Desafios à Pós-graduação em Educação em suas múltiplas dimensões, 2011.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: artes de fazer. 5 ed. Petrópolis: Vozes, 1994.

DOURADO, Luiz Fernandes. Políticas e gestão da educação superior a distância: novos marcos regulatórios. Educação e Sociedade. Campinas, vol. 29, n. 104 - Especial, p. 891-917, out. 2008.

FREITAS, Helena Costa Lopes de. A (nova) política de formação de professores: a prioridade postergada. Educação e Sociedade. Campinas, vol. 28, n. 100, p. 1203-1230, 2007.

GARCIA, Marta Fernandes. Prática do professor tutor na formação superior de professores a distância: criação e validação de um instrumento de pesquisa. 2013. 126 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2013.

GARCIA, Marta Fernandes; RABELO; Dóris Firmino; SILVA, Dirceu; AMARAL, Sérgio Ferreira. Novas competências docentes frente às tecnologias digitais interativas. Rev. Teoria e Prática da Educação, v. 14, n. 1, p. 79-87, jan./abr. 2011.

GARCIA, Marta Fernandes; SILVA, Dirceu; RIEDO, Cássio Ricardo Fares. Formação de professores a distância: o que pensam os tutores? Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, v. 10, n. 1, p. 67-82, 2015.

GEE, James Paul. Teenagers in new times: a new literacy studies perspective. Journal of Adolescent and Adult Literacy, v. 43, n.5, p. 412–420, 2000.

GRAMSCI, Antonio. A Concepção Dialética de História. 4. ed. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1981.

JENKINS, Henry. Cultura da Convergência: a colisão entre os velhos e os novos meios de comunicação. 2. ed. São Paulo: Aleph, 2009.

KLEIMAN, Angela Bustos de. Modelos de letramento e as práticas de alfabetização na escola. In: KLEIMAN, A. B (Org.) Os Significados do Letramento: Uma Nova Perspectiva sobre a Prática Social da Escrita. Campinas: Mercado de Letras, 1995.

LANKSHEAR, Colin; KNOBEL, Michele. New Literacies: Everyday Practices and Social Learning. Open University Press, 2011.

LAPA, Andrea; PRETTO, Nelson De Luca. Educação a distância e precarização do trabalho docente. Em Aberto, Brasília, v. 23, n. 84, p. 79-97, Nov. 2010.

LUCAS, Maria Angélica Olivo Francisco. Reflexões sobre os conceitos de alfabetização e letramento apresentados por professores de educação infantil. Rev. Teoria e Prática da Educação, v. 13, n. 3, p. 109-119, set./dez. 2010.

MARCELO GARCÍA, Carlos. Rediseño de la práctica pedagógica: factores, condiciones y procesos de cambio en los teleformadores. Conferencia impartida en la Reunión Técnica Internacional sobre el Uso de Tecnologías de la Información en el Nivel de Formación Superior Avanzada, Sevilla, 6-8 de junio de 2001.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Da fala para a escrita: atividades de retextualização. São Paulo: Cortez, 2004.

MELLO, Guiomar Namo de. Formação Inicial de Professores para a educação básica: uma (re) visão radical, 2000.

MILL, Daniel. Sobre o conceito de polidocência ou sobre a natureza de trabalho pedagógico na Educação a Distância. In: MILL, D.; OLIVEIRA, M. R. G.; RIBEIRO, L. R. C. (Org.) Polidocência na educação a distância: múltiplos enfoques. São Carlos: EDUFSCar, 2010.

NORONHA, Olinda Maria. Praxis e Educação. Ver. HISTEDBR On-line, n.20, p. 86-93, dez. 2005.

PEIXOTO, Joana. Tecnologia na educação: uma questão de transformação ou de formação? In: GARCIA, D. M. F.; CECÍLIO, S. (Org.). Formação e Profissão docente em tempos digitais. Campinas: Alínea, 2009. p. 217-235.

ROJO, Roxane. Pedagogia dos Multiletramentos: diversidade cultural e de linguagens na escola. In: ROJO, R.; MOURA, E. Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola Editorial, 2012, p. 11-31.

THE NEW LONDON GROUP. Pedagogy of Multiliteracies: Designing Social Futures. Harvard Educational Review. v. 66, 1996.

THOMAS, Sue; JOSEPH, Chris. LACCETTI, Jess; MASON, Bruce; MILLS, Simon; PERRIL, Simon; PULLINGER, Kate. Transliteracy: crossing divides. First Monday. v. 12 n. 12, 2007.

WARSCHAUER, Mark. Tecnologia e inclusão social: A exclusão social em debate. São Paulo: Editora SENAC, 2003.

Downloads

Publicado

2017-03-11

Como Citar

GARCIA, M. F.; BUZATO, M. E. K.; RIEDO, C. R. F.; SILVA, D. da. Novos letramentos e docência na educação a distância. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 19, n. 1, p. 210–233, 2017. DOI: 10.20396/etd.v19i1.8640578. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/8640578. Acesso em: 6 dez. 2021.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)