Significações do professor e indicadores de resiliência em estudantes com dificuldades de aprendizagem em matemática

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v21i2.8648127

Palavras-chave:

Educação, Resiliência, Dificuldades de aprendizagem, Matemática, Significações.

Resumo

No entendimento de que aspectos afetivos, cognitivos e sociais interatuam na aprendizagem escolar; fatores protetivos e de risco constituem a resiliência e revelam um processo de codependência entre estes aspectos; e, situações de aprendizagem envolvem tanto fatores de risco quanto protetivos, o estudo realizado está ancorado na perspectiva teórica piagetiana, em especial no conceito de dialética como relações de interdependência. Objetivou identificar, por meio da avaliação do professor de Matemática, fatores protetivos em situações de aprendizagem, num contexto de contraturno, em alunos com dificuldades de aprendizagem em Matemática de um colégio estadual paranaense. De abordagem qualitativa, na perspectiva de estudo de caso descritivo-interpretativo, o estudo envolveu 30 alunos de 6º ano do Ensino Fundamental II (11 a 15anos), frequentadores de um programa de apoio às dificuldades de aprendizagem em Matemática, e seu professor. Três instrumentos foram construídos e aplicados para identificar aspectos sociais, afetivos e cognitivos em situações de aprendizagem de Matemática. Como resultado, foram identificados os seguintes fatores protetivos: elaboração de estratégias, análise dos próprios procedimentos, planejamento de ações, enfrentamento de desafios, iniciativa de aproximação dos colegas, reconhecimento da perspectiva do outro, cooperação e engajamento na tarefa. Os dados indicaram a necessidade de outros estudos que investiguem a percepção dos alunos acerca de si mesmos e de suas condições de aprendizagem para verificar se há correspondência com os fatores  identificados pelo professor. Os fatores protetivos encontrados expressam possibilidades de constituição de um processo de intervenção promotor de resiliência neste contexto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francismara Neves de Oliveira, Universidade Estadual de Londrina

Doutora em Educação - Universidade Estadual de Campinas. Pós-doutorado em Psicologia Educacional - Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo. Docente - Universidade Estadual de Londrina.

Luciane Guimarães Batistella Bianchini, Universidade Norte do Paraná

Doutora em Psicologia -  Universidade Estadual Paulista. Docente - Universidade Norte do Paraná.

Leandro Augusto dos Reis, Universidade Estadual de Londrina

Mestre em Educação - Universidade Estadual de Londrina. Doutorando em Educação - Universidade Estadual de Londrina. Docente - Universidade Estadual de Londrina.

Referências

AQUINO, Julio Groppa. Erro e fracasso na escola: alternativas teóricas e práticas. 2.ed. São Paulo: Summus, 1997.

BARROS, Aidil Jesus da Silveira; LEHFELD, Neide Aparecida de Souza. Fundamentos de metodologia científica: um guia para a iniciação científica. São Paulo: Makron Books, 2000.

BECKER, Fernando. Educação e construção do conhecimento. Porto Alegre: Artmed, 2001.

BIANCHINI, Luciane Guimarães Batistella; VASCONCELOS, Mário Sérgio. Evoked feelings. Assigned meanings and constructed knowledge based on mistakes. Educação e Realidade, Porto Alegre, v. 42, n. 3, p. 1035-1057, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/2175-623659501. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S2175-62362017000301035&script=sci_arttext&tlng=en Acesso em: 04 nov. 2017

BIANCHINI, Luciane Guimarães Batistella; VASCONCELOS, Mário Sérgio. Significação e sentimentos dos alunos quando erram na matemática. Psicologia da Educação, São Paulo, n. 38, p. 63-71, 1. sem. 2014. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php? script=sciarttext&pid=S1414-69752014000100006 Acesso em: 20 fev. de 2017

BORUCHOVITCH, Evely.; SANTOS, Acacia Aparecida Angeli dos. Psychometric Studies of the Learning Strategies Scale for University Stuaquinodents. Paidéia, Ribeirão Preto, v. 25, n. 60, p. 1927, 2015. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/paideia/article/view/97058/96103 . Acesso em: 20 dez. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Diretoria de Avaliação da Educação Básica - Daeb. Brasil no Pisa 2015 - Sumário Executivo. 2016. Disponível em: http://download.inep.gov.br/acoes_internacionais/pisa/documentos/2016/pisa_brasil_2015_sumario_executivo.pdf . Acesso em: 27 abr. 2017.

BRUNIERA, David Salvador. Escola, aprendizagem e pertencimento: significados atribuídos por alunos com baixo rendimento escolar do Ensino Fundamental II à própria trajetória de escolarização. 2016. 86 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Londrina, Londrina, Paraná, 2016.

CARMO, João dos Santos; SIMONATO, Aline Morales. Reversão de ansiedade à matemática: alguns dados da literatura. Psicologia e Estudo, Maringá, v. 17, n. 2, p. 317-327, jun. 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/pe/v17n2/v17n2a14.pdf .Acesso em: 7 mar. 2014.

CYRULNIK, Boris. Resiliência. Lisboa: Instituto Piaget, 2001.

DOLLE, J.-M.; BELLANO, D. Essas crianças que não aprendem:

diagnósticos e terapias cognitivas. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 1999

.

MARTINEAU, Stephane. Rewriting resilience: a critical discourse analysis of childhood resilience and the politics of teaching resilience to “kids at risk”. 1999. 213 f. Tese (Doutorado em Psicologia) - University of British Columbia, Vancouver, Canadá, 1999.

MARTINS, André Dias; BIANCHINI, Luciane Guimarães Batistella; YAEGASHI, Solange Franci Raimundo. Webquest e a Afetividade Presente na Construção de Conhecimento Matemático por Alunos do Ensino Médio. Bolema, Rio Claro, v. 31, n. 57, p. 289-309, Apr. 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-636X2017000100016&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 19 jan. 2019.

MASTEN, Ann. Ordinary magic: Resilience processes in development. American Psychologist, v.56, n.3, p. 227-238, 2001. DOI: http://dx.doi.org/10.1037/0003-066X.56.3.227.

OLIVEIRA, Francismara Neves de; MACEDO, Lino de. Resiliência e insucesso escolar: uma reflexão sobre as salas de apoio à aprendizagem. Estudos e Pesquisa em Psicologia [online], Rio de Janeiro, v. 11, n. 3, p. 983-1004, 2011. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/revispsi/article/view/8347/6147 . Acesso em: 20 fev. 2017.

OLIVEIRA, Francismara Neves de; TOSCANO, Carlos. Significados produzidos por professores e alunos envolvidos no programa Salas de Apoio à Aprendizagem no estado do Paraná. Diálogo Educacional [online]., Curitiba, v. 15, n. 44, p. 267-291, jan./abr. 2015 Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/dialogoeducacional/article/view/5140/14721 . Acesso em: 20 dez. 2018.

OLIVEIRA, Maria Fátima; NEGREIROS, João Garrott Marques; NEVES, Ana Cristina. Condicionantes da aprendizagem da matemática: uma revisão sistêmica da literatura. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 41, n. 4, p. 1023-1037, maio 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ep/2015nahead/1517-9702-ep-s1517-97022015051533.pdf Acesso em: 08 mar. 2017.

PIAGET, Jean. A equilibração das estruturas cognitivas: problema central do desenvolvimento. Tradução Marion Merlone dos Santos Penna. Rio de Janeiro: Zahar, 1975.

PIAGET, Jean. Estudos sociológicos. Tradução Reginaldo di Piero. Rio de Janeiro: Forense, 1973.

PIAGET, Jean. (1954). Inteligencia e afectividad: introducción e revisión de Mario Carretero. Buenos Aires: Aique, 2005.

PIAGET, Jean; GARCIA, Rolando. Vers une logique des significations. Genéve: Mourionde, 1987.

SAMPAIO, H. R.; CARVALHO, D. F.; MILANI, M. L. C. Os jogos digitais no desenvolvimento de habilidades matemáticas: Minecraft, Pokémon Go e softwares. In: YAEGASHI, Solange Raimunda Franci et al. Novas tecnologias digitais: reflexões sobre a mediação, aprendizagem e desenvolvimento. Curitiba: CRV, 2017. v. 1, p. 235-249.

SILVA, Tatiane Dantas da. Resiliência e escolarização: significações acerca da ampliação do tempo de permanência dos alunos na escola, à luz da perspectiva bioecológica. 2016. 171 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2016.

UTSUMI, Miriam Cardoso; LIMA, Rita de Cássia Pereira. Um estudo sobre as atitudes de alunas de pedagogia em relação à matemática. Educação Matemática em Revista, Brasília, v. 24, n. 2, p. 46-54, 2008. Disponível em: http://29reuniao.anped.org.br/ trabalhos/trabalho/GT19-2032--Int.pdf. Acesso em: 20 out. 2018.

Downloads

Publicado

2019-04-30

Como Citar

OLIVEIRA, F. N. de; BIANCHINI, L. G. B.; REIS, L. A. dos. Significações do professor e indicadores de resiliência em estudantes com dificuldades de aprendizagem em matemática. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 21, n. 2, p. 416–434, 2019. DOI: 10.20396/etd.v21i2.8648127. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/8648127. Acesso em: 3 dez. 2021.