Escolhas teórico-metodológicos para pesquisas em educação

perspectiva, movimentos e análise

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v22i2.8654187

Palavras-chave:

Política educacional, Currículo, Metodologia, Pesquisa educacional

Resumo

O presente trabalho visa discutir os caminhos percorridos durante o processo de constituição de uma Tese de Doutorado em Educação, que teve o ENEM como foco de investigação. Para tanto, apresenta-se os três princípios que contribuíram para o processo de construção teórico-metodológico, a saber: a perspectiva, momento que são evidenciados os posicionamentos teóricos-metodológicos a qual a pesquisa se filia; o movimento, etapa que são elencados os procedimentos utilizados para a geração de dados; por último, a análise, no qual são definidas as ferramentas analíticas que possibilitam olhar para o material empírico. Os princípios destacados serão discutidos de maneira articulada a exemplificação de uma pesquisa realizada. Por fim, entende-se que perspectiva, movimentos e análise formam uma tríade que pode contribuir para as pesquisas no campo da Educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Simone Gonçalves Silva, Universidade Federal de Pelotas

Doutora em Educação - Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Pelotas, RS - Brasil. Esstágio doutoral na Universidade de Lisboa. Professora Adjunta  - Programa de Pós-Graduação em Educação - Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc). Joaçaba, SC - Brasil.

Referências

BAUMAN, Zygmunt. Desafios educacionais da modernidade líquida. Revista Tempo Brasileiro, Rio de Janeiro, n. 148, p. 41-58. jan./mar. 2002. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cp/v39n137/v39n137a16.pdf Acesso em: 5 dez. 2018

BRASIL. Portaria Ministerial nº 438, de 28 de maio de 1998. Institui o Exame Nacional do Ensino Médio - ENEM. Disponível em: http://www.crmariocovas.sp.gov.br/pdf/diretrizes_p0178-0181_c.pdf . Acesso em: 13 jul. 2018.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais. Portaria Ministerial nº 109, de 27 de maio de 2009. Reestrutura a instituição do Exame Nacional do Ensino Médio - ENEM. Disponível em http://download.inep.gov.br/educacao_basica/enem/legislacao/2009/portaria_enem_2009_1.pdf Acesso em : 31 jul. 2018

BRASIL. Portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira: INEP. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/saeb . Acesso em: 21 out. 2013.

BALL, Stephen J. Aprendizagem ao longo da vida, subjetividade e a sociedade totalmente pedagogizada. Educação, Porto Alegre, v. 36, n. 2, p. 144-155, maio/ago. 2013. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faced/article/view/12886/9446 . Acesso em: 5 dez. 2018

DOHERTY, Robert. Uma política educacional criticamente formativa: Foucault, discurso e governamentalidade. In: PETERS, Michael; BESLEY, Tina (Org). Por que Foucault? Novas diretrizes para a pesquisa educacional. Porto Alegre: Artmed, 2008. p.248. ISBN 978-85-363-1406-8.

DREYFUS, Hubert; RABINOW, Paul. Michel Foucault, uma trajetória filosófica: para além do estruturalismo e da hermenêutica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995. 301p. ISBN 85-218-0158-0.

ELLSWORTH, Elizabeth. Modos de endereçamento: uma coisa de cinema; uma coisa de educação também. In: SILVA, Tomaz Tadeu da (Org.). Nunca fomos humanos - nos rastros do sujeito. Belo Horizonte: Autêntica, 2001. 208p. ISBN 85-7526-025-1.

FISCHER, Rosa Maria Bueno. Foucault e a análise do discurso em educação. Cadernos de Pesquisa, São Paulo: Fundação Carlos Chagas/Editores Associados, n. 114, p.197-223, nov. 2001. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cp/n114/a09n114.pdf . Acesso em: 5 dez. 2018

FOUCAULT, Michel. História da Sexualidade I: a vontade de saber. 19 ed. Rio de Janeiro: Graal, 1988. 176p. 978-8577532940.

FOUCAULT, Michel. O sujeito e o poder. In: DREYFUS, Hubert; RABINOW, Paul. Michel Foucault, uma trajetória filosófica: para além do estruturalismo e da hermenêutica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995. 301p. ISBN 85-218-0158-0.

FOUCAULT, Michel. Ditos e Escritos IV: estratégia, poder-saber. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2003. 396p. ISBN 85-218-0396-6.

FOUCAULT, Michel. Segurança, território, população. São Paulo: Martins Fontes, 2008a. 565p. ISBN 978-85-336-2377-4.

FOUCAULT, Michel. O nascimento da biopolítica. São Paulo: Martins Fontes, 2008b. 474p. ISBN 978-85-336-2402-3.

FOUCAULT, Michel. A arqueologia do saber. 7.ed. Rio de Janeiro: Forense, 2008c. 238p. ISBN 978-85-218-0344-7.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. Aula inaugural no Collège de France, pronunciada em 2 de dezembro de 1970. Tradução de Laura Fraga de Almeida Sampaio. 24.ed. São Paulo: Loyola, 2014a. 80p. 978-85-1501-359-3.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. 28. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2014b. p.432. ISBN 978-85-7753-296-4

FOUCAULT, Michel. Do governo dos vivos: curso no Collège de France, 1979-1980: excertos. Tradução, transcrição e notas de Nildo Avelino. 2.ed. Rio de Janeiro: Achiamé, 2011. 186p. ISBN 978-85-60945-80-01

GASTALDO, Denise. Prefácio - Pesquisador/a descontruído/a e influente? Desafios a articulação teoria-metodologia nos estudos pós-críticos. In: MEYER, Dagmar Estermann; PARAÍSO, Marlucy Alves (Org.). Metodologias de pesquisa pós-críticas em educação. Belo Horizonte: Mazza, 2012. 312p. ISBN: 978-85-7160-582-4.

LOCKMANN, Kamila. A proliferação das políticas de assistência social na educação escolarizada: estratégias da governamentalidade neoliberal. 2013. 317f. Tese (Doutorado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013.

LUKE, A. Análise do discurso numa perspectiva crítica. In: HYPOLITO, Álvaro Moreira; GANDIM, Luís Armando (Org.). Educação em tempos de incertezas. Belo Horizonte: Autêntica, 2000. 160p. ISBN 978-85-865-8370-4.

MARSHALL, James. Governamentalidade e educação liberal. In: SILVA, Tomaz Tadeu da (Org.). O sujeito da educação: estudos foucaultianos. 6 ed. Petrópolis: Vozes, 2008. 259p. ISBN 978-85-326-1317-2.

NOGUERA-RAMÍREZ. Pedagogia e governamentalidade ou Da Modernidade como uma sociedade educativa. Belo Horizonte: Autêntica, 2011. 268p. ISBN 978-85-7526-566-6.

PETERS, Michael. Pós-estruturalismo e filosofia da diferença: uma introdução. Belo Horizonte: Autêntica, 2000. 96p. ISBN 85-86583-85-5.

POPKEWITZ, Thomas S. História do Currículo, Regulação Social e Poder. In: SILVA, Tomaz Tadeu da (Org.). O sujeito da educação: estudos foucaultianos. 6. ed. Petrópolis: Vozes, 2008. 259p. ISBN 978-85-326-1317-2.

SILVA, Tomaz Tadeu da. O projeto educacional moderno: identidade terminal? In: SILVA, Tomaz Tadeu da. Identidades terminais - as transformações na política da pedagogia e na pedagogia da política. Petrópolis: Vozes, 1996. 274p. ISBN 85-326-1676-3.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Teoria cultural e educação - um vocabulário crítico. Belo Horizonte: Autêntica, 2000. 128p. ISBN 85-86583-71-5.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Educação pós-crítica e formação docente. In. HYPOLITO, Álvaro; GARCIA, Maria Manuela; VIEIRA, Jarbas (Org.). Trabalho docente: formação e identidades. Pelotas: Seiva. 2002. 283p. ISBN 85-88105-07-1.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Documentos de identidade: uma introdução as teorias do currículo. 2. ed. 9ª reimp. Belo Horizonte: Autêntica, 2005. 156p. ISBN 85-86583-44-8.

SILVA, Tomaz Tadeu da. "O adeus às Metanarrativas educacionais". In: SILVA, Tomaz Tadeu da (Org.). O sujeito da educação: estudos foucaultianos. 6.ed. Petrópolis: Vozes, 2008. 259p. ISBN 978-85-326-1317-2.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Currículo e identidade social: territórios contestados. In: SILVA, Tomaz Tadeu da (Org.). Alienígenas na sala de aula. Uma introdução aos estudos culturais em educação. 9. ed. Petrópolis: Vozes, 2011. 240p. ISBN 978-85-326-1497-1.

Downloads

Publicado

2020-04-12

Como Citar

SILVA, S. G. Escolhas teórico-metodológicos para pesquisas em educação: perspectiva, movimentos e análise. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 22, n. 2, p. 278–296, 2020. DOI: 10.20396/etd.v22i2.8654187. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/8654187. Acesso em: 3 dez. 2021.