O uso da robótica na perspectiva da educação matemática inventiva

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v22i2.8654828

Palavras-chave:

Educação Matemática Inventiva, Robótica, Propostas educacionais de matemática, Estágio

Resumo

Ao abordarmos a problemática voltada a maneira como os estagiários de um Curso de Licenciatura em Matemática desenvolveram e aplicaram algumas propostas educacionais de matemática com o uso da robótica, emergiu de nossa pesquisa de doutorado o que denominamos como Educação Matemática Inventiva. Neste contexto, revelamos no presente artigo, como os estagiários desenvolveram coletivamente algumas propostas educacionais de matemática, segundo a perspectiva da Educação Matemática Inventiva, a partir da construção e programação de três robôs, denominados como: Robô Seguidor de Linha, Robô Empilhadeira e Robô Separador. Durante a pesquisa os estagiários fizeram uso destes robôs com o propósito de desenvolverem propostas educacionais de matemática e aplicá-las em duas escolas-campo de estágio da rede pública de ensino. As propostas educacionais de matemática foram desenvolvidas coletivamente pelos estagiários com o uso da robótica a partir das necessidades específicas de aprendizagem de cada turma de alunos, posteriormente foram aplicadas nas escolas-campo de estágio. Constatamos durante as experiências ocorridas no espaço-tempo do estágio-docência, que a robótica foi utilizada pelos estagiários de forma inventiva durante a produção e aplicação de suas propostas educacionais de matemática. O uso da robótica pelos estagiários foi significativo para o desenvolvimento de ações e práticas de Educação Matemática Inventiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Roberto da Silva, Universidade Estadual de Goiás

Doutor  em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Docente  pela Universidade Estadual de Goiás. Anápolis, GO - Brasil.

Arlindo José de Souza Junior, Universidade Federal de Uberlândia

Doutor em Educação pela Universidade Estadual de Campinas. Professor titular da Universidade Federal de Uberlândia. Uberlândia, MG - Brasil.

Referências

BARBOSA, Fernando da Costa. Rede de aprendizagem em robótica: uma perspectiva educativa de trabalho com jovens. 2016. 366 f. Tese (Doutorado em Educação e Ciências Matemáticas) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Uberlândia. 2016.

DIAS, Rosimeri de Oliveira. Formação inventiva de professores e políticas de cognição. In: Informática na Educação: teoria & prática. Porto Alegre, v.12, n.2, jul./dez. 2009. ISSN digital 1982-1654 ISSN impresso 1516-084X. Disponível em: file:///D:/Users/User/Downloads/9313-41758-1-PB.pdf. Acesso em: 09-03-2018.

DIAS, Rosimeri de Oliveira. Formação inventiva de professores. Rio de Janeiro: Lamparina, 2012.

DIAS, Rosimeri de Oliveira. Deslocamentos na formação de professores: aprendizagem de adultos, experiência e políticas cognitivas. 2008. 224 f. Tese (Doutorado em Psicologia). Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2008.

KASTRUP, V. O devir-criança e a cognição contemporânea. Psicologia Reflexão e Crítica, Porto Alegre, v. 13, n. 3, 2000.

KASTRUP, V. A invenção de si e do mundo: uma introdução do tempo e do coletivo no estudo da cognição. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

KASTRUP, V. Aprendizagem da atenção na cognição inventiva. Psicologia & Sociedade, Porto Alegre, v. 16. n. 3, set./dez. 2004.

KASTRUP, V. Políticas cognitivas na formação do professor e o problema do devir-mestre. Educação & Sociedade, Campinas, v. 26, n. 93, set./dez. 2005.

KASTRUP, V. A invenção na ponta dos dedos: a reversão da atenção em pessoas com deficiência visual. Psicologia em Revista, Belo Horizonte v. 13 n. 1, jun. 2007.

KASTRUP, V. A aprendizagem inventiva. Entrevista por Juliano Reis Silveira. Edição Fábio Purper Machado. Disponível em: Acesso em: junho 2010. 17 KASTRUP, V; PASSOS, E. ESCÓCIA, L Pistas do método da cartografia: pesquisaintervenção e produção de subjetividade. Porto Alegre: Sulina, 2010. 207 p.

KASTRUP, V. Aprendizagem, arte e invenção, Psicologia em Estudo, Maringá, v. 6, n. 1, p. 17-27, jan./jun. 2001.

KASTRUP, V. Conversando sobre políticas cognitivas e formação inventiva. In. DIAS, Rosimeri de Oliveira. Formação inventiva de professores. Rio de Janeiro: Lamparina, 2012.

KASTRUP, V; TEDESCO, S; PASSOS, E. Políticas da cognição. Porto Alegre: Sulina, 2015. 295 p.

MATARIC´, Maja J. Introdução à robótica / tradução Humberto Ferasoli Filho, José Reinaldo Silva, Silas Franco dos Reis Alves. São Paulo: Unesp/Blucher, 2014.

PASSO, E.; KASTRUP, V.; ESCÓSSIA, L. Pistas do método da cartografia: Pesquisa-intervenção e produção de subjetividade. Porto Alegre: Sulina, 2015. 207 p.

SOUZA JUNIOR. Arlindo José de. Trabalho Coletivo na Universidade: trajetória de um grupo no processo de ensinar e aprender Cálculo Diferencial e Integral. 2000. 323f. Tese (Doutorado em Matemática) - Faculdade de Matemática, - Universidade de Campinas, Campinas, 2000.

Downloads

Publicado

2020-04-15

Como Citar

SILVA, M. R. da; SOUZA JUNIOR, A. J. de. O uso da robótica na perspectiva da educação matemática inventiva. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 22, n. 2, p. 406–420, 2020. DOI: 10.20396/etd.v22i2.8654828. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/8654828. Acesso em: 4 dez. 2021.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)