Desenvolvimentos da internacionalização da educação superior no Brasil

da mobilidade acadêmica internacional à institucionalização do processo na universidade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v22i3.8659332

Palavras-chave:

Educação Superior, Internacionalização, Ciência sem Fronteiras, Idiomas sem Fronteiras, Capes-PrInt

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar os desenvolvimentos recentes da internacionalização da educação superior brasileira, a partir nos principais programas governamentais direcionados ao fomento do processo no período de 2011 a 2018. Especificamente, três programas são abordados, com maior ênfase no terceiro: o “Ciência sem Fronteiras (CsF)”, vigente de 2011 a 2015; o “Idiomas sem Fronteiras (IsF)”, iniciado em 2012; e o “Programa Institucional de Internacionalização (Capes-PrInt)”, iniciado em 2018. O texto se desenvolve com base na combinação de recursos bibliográficos e documentais e se sustenta nos seguintes argumentos: 1. No Brasil, o entendimento da internacionalização da educação superior tem evoluído de um sinônimo de mobilidade acadêmica internacional, centrada nos indivíduos, para uma concepção mais abrangente do fenômeno, focada na transformação da instituição universitária; 2. A despeito dos novos direcionamentos, no período em evidência a internacionalização permanece majoritariamente atrelada aos interesses desenvolvimentistas do Estado; 3. Tais direcionamentos sinalizam que esse processo se consolida no país de forma hegemônica, em consonância com a perspectiva mundialmente dominante. Após a análise dos três programas, conclui-se o artigo com reflexões suscitadas pela perspectiva de internacionalização recentemente proposta pelo governo federal às Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) por meio do ‘Future-se’, com destaque para três aspectos: o comprometimento da autonomia administrativa da universidade, a interferência de órgãos estranhos à vida acadêmica da instituição, e a pressão pelo autofinanciamento decorrente da diversificação das fontes de financiamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Knobel, Universidade Estadual de Campinas

Doutor em Ciências pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Professor titular do Instituto de Física Gleb Wataghin - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Reitor da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), desde abril de 2017. 

Manolita Correia Lima, Escola Superior de Propaganda e Marketing

Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo (USP). Professora do Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA) - Escola Superior de Propaganda e Marketing (PPGA/ESPM).

Fernanda Geremias Leal, Universidade do Estado de Santa Catarina

Doutora em Administração pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), com doutorado-sanduíche no Center for International Higher Education (CIHE), Boston College (BC), Estados Unidos (2018-2020). Mestre em Administração e bacharel em Secretariado Executivo Inglês pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Secretária-executiva na Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas da UFSC.

Ivor Prolo, Universidade do Estado de Mato Grosso

Doutor em Administração pelo Programa de Pós-Graduação em Administração, da Escola Superior de Propaganda e Marketing (PPGA/ESPM). Pesquisador, Professor e Profissional Técnico da Educação Superior na Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT). 

Referências

AGECOM/UFSC. Encontros com Capes apresentam detalhes do Projeto Institucional de Internacionalização. Disponível em: https://noticias.ufsc.br/2019/02/encontros-com-capes-apresentam-detalhes-do-projeto-institucional-de-internacionalizacao/ . Acesso em: 15 jul. 2019.

ALTBACH, P. G.; BALÁN, J. Transforming research universities in Asia and Latin America: world class worldwide. Baltimore: The Johns Hopkins Univ., 2007.

BAMBERGER, A.; MORRIS, P.; YEMINI, M. Neoliberalism, internationalisation and higher education: connections, contradictions and alternatives. Discourse: Studies in the Cultural Politics of Education, v. 40, n. 2, p. 203-216, 2019.

BRITISHCOUNCIL. Passos certeiros: como a Universidade Federal de Santa Catarina está encaminhando a internacionalização. In: Universidades para o mundo: desafios e oportunidades para a internacionalização, p. 20-21, 2018.

CAPES. A internacionalização na universidade brasileira: resultados do questionário aplicado pela Capes. Brasília, DF: [s.n.].

CAPES. Programa Institucional de Internacionalização (Capes-PrInt) - Edital n.o 41/2017 - Alteração VI/2018. Brasília, DF: Capes, 2017b.

CAPES. InfoCapes: Especialistas nacionais e internacionais participaram do julgamento dos projetos. Disponível em: https://capes.gov.br/infocapes/002-dezembro-2018/ . Acesso em: 23 dez. 2019a.

CAPES. PrInt: um grande passo para a internacionalização da pós-graduação. Disponível em: https://capes.gov.br/36-noticias/9105-print-um-grande-passo-para-a-internacionalizacao-da-pos-graduacao . Acesso em: 21 dez. 2019b.

CAPES. Workshop debate planejamento estratégico para universidades brasileiras. Disponível em: https://capes.gov.br/36-noticias/8763-workshop-apresenta-importancia-de-planejamento-estrategico-para-universidades-brasileiras . Acesso em: 21 dez. 2019c.

CAPES. InfoCapes - Diferentes estratégias para ganhar visibilidade no mundo. Disponível em: https://capes.gov.br/infocapes/002-dezembro-2018/ . Acesso em: 21 dez. 2019d.

CAPES. Anexo I - Relação dos países com os quais a cooperação científica e acadêmica com o Brasil tem se mostrado mais efetiva (Alterado conforme D.O.U de 02/02/2018, Seção 3, Página 23). Brasília, DF :Capes, 2018e.

CAPES. Diretora da CAPES apresenta estratégias de internacionalização para universidades. Disponível em: https://capes.gov.br/36-noticias/8649-diretora-da-capes-apresenta-estrategias-de-internacionalizacao-para-universidades . Acesso em: 21 dez. 2019a.

CAPES. InfoCapes: Parcerias envolvem 450 projetos de pesquisa. Disponível em: http://www.capes.gov.br/infocapes/010-agosto-2019/ . Acesso em: 21 dez. 2019b.

CAPES. Programa de Internacionalização é lançado na UFRGS. Disponível em: https://capes.gov.br/36-noticias/9411-programa-de-internacionalizacao-e-lancado-na-ufrgs . Acesso em: 23 dez. 2019c.

CAPES. Novidades na avaliação, bolsa e internacionalização. Disponível em: https://www.capes.gov.br/36-noticias/10021-novidades-na-avaliacao-bolsa-e-internacionalizacao . Acesso em: 23 dez. 2019d.

CAPES. Segunda edição do InfoCAPES aborda Programa de Internacionalização. Disponível em: https://capes.gov.br/36-noticias/9217-segunda-edicao-do-infocapes-aborda-programa-de-internacionalizacao . Acesso em: 21 dez. 2019e.

CAPES. “Esforço de internacionalização precisa ser apoiado”, diz presidente. Disponível em: https://capes.gov.br/36-noticias/9102-esforco-de-internacionalizacao-precisa-ser-apoiado-diz-presidente . Acesso em: 21 dez. 2019f.

CAPES. Vivência internacional aumenta impacto da pesquisa. Disponível em: https://capes.gov.br/36-noticias/10013-vivencia-internacional-aumenta-impacto-da-pesquisa. Acesso em: 23 dez. 2019g.

CORRÊA, M. D. C.; CHAVES, J. G. P.; SOUSA, D. P. Governar pela autonomia: universidade, inovação e capitalismo cognitivo. EccoS - Revista Científica, n. 47, p. 81-103, 2018.

DE WIT, H. et al. Internationalisation of higher education. 1. ed. [s.l.] European Union, 2015.

FAIRCLOUGH, N. Language and globalization. Abringdon and New York: Routledge, 2006.

FAUBAI. CAPES International Relations Director presented the agency’s strategy for the next few years. Disponível em: http://faubai.org.br/conf/2017/connie-pimentel/ . Acesso em: 18 nov. 2019a.

FAUBAI. The 2017 FAUBAI Conference gathers over 560 participants to discuss the internationalization of higher education. Disponível em: http://faubai.org.br/conf/2017/ . Acesso em: 13 nov. 2019b.

FREIRE JUNIOR, J. C.; SPADARO, P. Beyond Science Without Borders: Brazil retools its internationalization strategy. Disponível em: https://wenr.wes.org/2017/09/beyond-science-without-borders-brazil-retools-its-internationalization-scheme . Acesso em: 18 dez. 2019.

GIROUX, H. Neoliberalism’s war on higher education. Chicago: Haymarket Books, 2014.

HUDZIK, J. K. Comprehensive internationalization: from concept to action. 1. ed. Washington, DC: NAFSA, 2011.

HUDZIK, J. K. Barriers and barrier reduction for comprehensive internationalization. In: HUDZIK, J. K. (Ed.). Comprehensive internationalization: institutional pathways to success. Abingdon, Oxon, UK: Routledge, 2015. p. 76-91.

ISF. Relatório Nacional do Programa Idiomas sem Fronteiras. Brasília, DF: [s.n.]. Disponível em: http://isf.mec.gov.br/pesquisas-e-relatorios .

KNIGHT, J. Internationalization remodeled: definition, approaches, and rationales. Journal of Studies in International Education, v. 8, n. 5, p. 5-31, 2004.

KNOBEL, M. Brazil: Brazil Seeks Academic Boost by Sending Students Abroad. International Higher Education, n. 66, p. 147-149, 2012.

KNOBEL, M. Further reflections on the brazilian mobility program. Disponível em: https://www.insidehighered.com/blogs/world-view/further-reflections-brazilian-mobility-program . Acesso em: 26 abr. 2020.

KNOBEL, M.; LEAL, F. Higher education and science in Brazil: a walk toward the cliff? International Higher Education, v. 2, n. 99, p. 2-4, 2019.

LEAL, F. Os caminhos recentes da internacionalização da educação superior brasileira. Revista de Educación Superior en América Latina, n. 6, p. 14-18, 2019.

LEAL, F. As bases epistemológicas dos discursos dominantes de internacionalização da educação superior no Brasil. [s.l.] Universidade do Estado de Santa Catarina, 2020.

LIMA, M. C.; CONTEL, F. B. Períodos e motivações da internacionalização da educação superior brasileira. 5ème coloqque del l’IFBAE. Anais...Grenoble: 2009

LIMA, M. C.; CONTEL, F. B. Internacionalização da educação superior: nações ativas, nações passivas e geopolítica do conhecimento. 1. ed. São Paulo: Alameda, 2011.

LIMA, M. C.; MARANHÃO, C. M. S. D. A. O sistema de educação superior mundial: entre a internacionalização ativa e passiva. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior (Campinas), v. 14, n. 3, p. 583-610, 2009.

MIGNOLO, W. The conceptual triad: Modernity/Coloniality/Decoloniality. In: WALSH, C.; MIGNOLO, W. (Eds.). On Decoloniality. 1. ed. [s.l.] Duke University Press, 2018. p. 135-152.

PAIVA, F. M.; BRITO, S. H. A. O papel da avaliação CAPES no processo de internacionalização da pós-graduação em educação no Brasil (2010-2016). Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior (Campinas), v. 24, n. 2, p. 493-512, 2019.

PASSONI, T. P. Language Without Borders (English) Program: a study on english language ideologies. Rev. Bras. Linguíst. Apl., n. Ahead of print, p. 1-32, 2019.

PIMENTEL, C. M. M. O papel da Capes na internacionalização das universidades brasileiras. CAPES, 2017.

PROLO, I.; VIEIRA, R. LIMA, M. C.; LEAL, F. Internacionalização das universidades brasileiras: Contribuições do Programa Ciência sem Fronteiras. Administração e Pesquisa (RAEP), v. 20, n. 2, p. 1-27, 2019.

QUIJANO, A. Colonialidade do poder e classificação social. In: SOUSA SANTOS, B. de; MENESES, M. P. (Ed.). Epistemologias do Sul. 1. ed. São Paulo: Cortez, 2010. p. 84-130.

RAMOS, A. G. A modernização em nova perspectiva: em busca do modelo da possibilidade. Revista de Administração Pública, v. 2, n. Clássicos da Revista de Administração Pública, p. 7-42, 1967.

RESTREPO, E.; ROJAS, A. Inflexion decolonial: fuentes, conceptos y cuestionamientos. 1. ed. Popayán, Colombia: Editorial Universidad del Cauca, 2010.

SCHENDEL, R.; MCCOWAN, T. Expanding higher education systems in low-and middle- income countries: the challenges of equity and quality. Higher Education, v. 72, n. 4, p. 407-411, 2016.

SINTER/UFSC. Transmissão online - Seminário Ciência sem Fronteiras Graduação. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/133420 . Acesso em: 7 dez. 2019a.

SINTER/UFSC. UFSC participa do I Encontro de Representantes das Relações Internacionais das IFES. Disponível em: https://sinter.ufsc.br/2015/07/14/i-encontro-de-representantes-das-relacoes-internacionais-das-ifes/ . Acesso em: 8 jul. 2019b.

SOUSA SANTOS, B. DE. A Universidade no século XXI: para uma reforma democrática e emancipatória da Universidade. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

THEPIENEWS. Brazil unveils new HE internationalisation scheme. Disponível em: https://thepienews.com/news/brazil-unveils-he-internationalisation/ . Acesso em: 20 dez. 2019.

THIENGO, L. C. Universidades de classe mundial e o consenso pela excelência: tendências globais e locais. [s.l.] Universidade Federal de Santa Catarina, 2018.

UNESP. Encontro faz balanço do 1o ano do projeto CAPES-PrInt da Unesp. Disponível em: https://www2.unesp.br/portal#!/noticia/35347/encontro-faz-balanco-do-1-ano-do-projeto-capes-print-da-unesp/ . Acesso em: 20 dez. 2019.

Downloads

Publicado

2020-08-13

Como Citar

Knobel, M., Lima, M. C. ., Leal, F. G., & Prolo, I. (2020). Desenvolvimentos da internacionalização da educação superior no Brasil : da mobilidade acadêmica internacional à institucionalização do processo na universidade. ETD - Educação Temática Digital, 22(3), 672–693. https://doi.org/10.20396/etd.v22i3.8659332