Pesquisa educacional

valores humanos e relações interpessoais na escola

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v24i2.8660104

Palavras-chave:

Valores humanos, Família, Metodologia da pesquisa, Educação preventiva, Desenvolvimento humano

Resumo

O artigo apresenta dados sobre pesquisa educacional, no campo do desenvolvimento humano de adolescentes, nos ambientes da família, escola e pares. O objetivo é comunicar aos leitores resultados gerais de pesquisa qualitativa, realizada no período de 2015 a 2019, no nível de Doutorado, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), cuja base foi a Teoria Bioecológica do Desenvolvimento Humano (TBDH), de Bronfenbrenner (2005/2011). Teve como foco entender como os valores humanos cultivados no ambiente familiar são percebidos por adolescentes aprendizes e refletidos nas relações interpessoais que mantêm na escola e com os pares. Os participantes foram adolescentes (14 a 17 anos), matriculados no Ensino Médio e que frequentam um programa de formação para o trabalho. O instrumento de coleta de dados foi realizado por entrevistas semiestruturadas, respaldado pelo método bioecológico da Inserção Ecológica (IE), proposto por Cecconello e Koller (2003). Na análise dos dados, utilizou as técnicas da Análise de Conteúdo (BARDIN, 2016) e o software IRAMUTEC. Os resultados evidenciam a centralidade da mãe nas relações interpessoais dos participantes da pesquisa. Ocorreu a validação ecológica dos valores humanos apreendidos na família e a aplicação desses valores nos processos proximais que estabelecem ao longo do ciclo vital. O papel da mãe nas relações familiares e seus efeitos para a vida dos filhos no decorrer da vida indica a urgência de políticas públicas que fomentem o cuidado, a formação e o desenvolvimento de uma cultura focada no desenvolvimento integral de mães, especialmente nas camadas menos favorecidas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adolfo Antonio Hickmann, Universidade Federal do Paraná

Doutor em Educação pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Curitiba, PR - Brasil. Professor das Faculdades Batista do Paraná (FABAPAR). Curitiba, PR - Brasil.

Araci Ainelli Luz, Universidade Federal do Paraná

Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP - Brasil. Professora Adjunta pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Curitiba, PR - Brasil.

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo: revisada e ampliada. Tradução: Luís Antero Reto e Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70, 2016.

BERTALANFFY, Ludwig von. Teoria geral dos sistemas. 8. ed. ed. Petrópolis: Vozes, 2015.

BRASIL. Portaria no 206, de 4 de setembro de 2018. Dispõe sobre obrigatoriedade de citação da CAPES. Diário Oficial da União, Brasília, DF, n. 172, Seção 1, 4 set. 2018. Disponível em: http://capes.gov.br/CECOL/Portaria_CAPES_DOU_206_de_2018.pdf. Acesso em: 26 jul. 2019.

BRONFENBRENNER, Urie. The ecology of human development: experiments by nature and design. Cambridge, MA: Harvard University Press, 1979.

BRONFENBRENNER, Urie. Environments in developmental perspective: theoretical and operational models. In: FRIEDMAN, Sarah; WACHS, Theodore (Ed.). Measuring environment across the life span: emerging methods and concepts. Washington, DC: American Psychological Association, 1999. p. 3-28. DOI: https://doi.org/10.1037/10317-001

BRONFENBRENNER, Urie. A ecologia do desenvolvimento humano: experimentos naturais e planejados. Tradução de: Maria Adriana Veríssimo Veronese. Porto Alegre: Artes Médicas, 2002.

BRONFENBRENNER, Urie. Making human beings human: Bioecological perspectives on human developmental. Thousand Oaks, CA: Sage, 2005.

BRONFENBRENNER, Urie. Bioecologia do desenvolvimento humano: tornando os seres humanos mais humanos. Tradução: André de Carvalho Barreto. Porto Alegre: Artmed, 2011.

CAMARGO, Brigido V.; JUSTO, Ana M. IRAMUTEQ: um software gratuito para análise de dados textuais. Temas de psicologia, Ribeirão Preto, v. 21, n. 2, dez. 2013. Disponível em: http://dx.doi.org/10.9788/TP2013.2-16. Acesso em: 26 mar. 2019. DOI: https://doi.org/10.9788/TP2013.2-16

CAMARGO, Brigido V.; JUSTO, Ana M. Tutorial para uso do software IRAMUTEQ. Laboratório de Psicologia Social da Comunicação e Cognição (LACCOS). Florianópolis: UFSC, 2018. Disponível em: https://drive.google.com/drive/folders/0B1sJtjYHLc94QnAxQkM5RmM3MVU. Acesso em: 24 jun. 2019.

CECCONELLO, Alessandra M.; KOLLER, Sílvia H. Inserção ecológica na comunidade: proposta metodológica para o estudo de famílias em situação de risco. Psicol. Reflex. Crit., v. 16, n. p. 515-524, 2003. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-79722003000300010

COBO, Manuel J. M. et al. An approach for detecting, quantifying and visualizing the evolution of a research field: a practical application to the fuzzy sets theory field. J. Informetr., n. 5, p. 146-166, 2011. Disponível em: https://ideas.repec.org/a/eee/infome/v5y2011i1p146-166.html. Acesso em: 20 set. 2019. DOI: https://doi.org/10.1016/j.joi.2010.10.002

COSCIONI, Vinicius et al. Pressupostos teórico-metodológicos da Teoria Bioecológica do Desenvolvimento Humano: uma pesquisa com adolescentes em medida socioeducativa. Psicol. USP, São Paulo, v. 29, n. 3, p. 363-373, dez. 2018. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-65642018000300006&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 17 jun. 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/0103-656420170115

HICKMANN, Adolfo A. As relações interpessoais na perspectiva de Vigotski. 2015. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2015. Disponível em: http://www.ppge.ufpr.br/dissertacoes%20m2015/m2015_Adolfo%20Ant%C3%B4nio%20Hickmann.pdf. Acesso em: 6 mar. 2021.

HICKMANN, Adolfo A. Relações interpessoais e valores humanos na escola: uma Inserção Ecológica. 2019. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2019. Disponível em: https://www.prppg.ufpr.br/siga/visitante/trabalhoConclusaoWS?idpessoal=27668&idprograma=40001016001P0&anobase=2019&idtc=1485. Acesso em: 6 mar. 2021.

KOLLER, Sílvia H.; PALUDO, Simone S.; MORAIS, Normanda A. Inserção ecológica: um método de estudo do desenvolvimento humano. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2016.

LERNER, Richard. Urie Bronfenbrenner: contribuições da carreira de um cientista do desenvolvimento humano. In: BRONFENBRENNER, Urie. Bioecologia do desenvolvimento humano: tornando os seres humanos mais humanos. Tradução de: André de Carvalho Barreto. Porto Alegre: Artmed, 2011. p. 19-36.

NARVAZ, Martha G.; KOLLER, Sílvia H. O modelo bioecológico do desenvolvimento humano. In: KOLLER, Sílvia H. (Org.). Ecologia do desenvolvimento humano: pesquisa e intervenção no Brasil. 2. ed. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2011. p. 55-69.

PRATI, Laíssa E. et al. Revisando a inserção ecológica: uma proposta de sistematização. Psicol. Reflex. Crit., Porto Alegre, v. 21, n. 1, p. 160-169, 2008. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-79722008000100020

RAMOS, Maurivan G.; LIMA, Valderez M. R.; ROSA, Marcelo P. A. Contribuições do software IRAMUTEQ para a análise textual discursiva. CONGRESSO IBERO-AMERICANO EM INVESTIGAÇÃO QUALITATIVA (CIAIQ2018),7., 2018. Anais... Disponível em: https://proceedings.ciaiq.org/index.php/ciaiq2018/article/view/1676. Acesso em: 20 jun. 2019.

RATINAUD, Pierre. IRAMUTEQ: Interface de R pour les analyses multidimensionnelles de textes et de questionnaires [computer software]. Université Toulouse, 2009. Disponível em: http://www.iramuteq.org. Acesso em: 19 jun. 2019.

RATINAUD, Pierre; MARCHAND, Pascal. Application de la méthode ALCESTE à de "gros" corpus et stabilité des "mondes lexicaux": analyse du "Cable-Gate" avec IraMuTeQ. In: JOURNÉES INTERNATIONALES D'ANALYSE STATISTIQUE DES DONNÉES TEXTUELLES, 11.eme. Actes des … Liège, Belgique, 2012. p. 835-844.

SANTROCK, John W. Contextos sociais e desenvolvimento socioemocional. In: SANTROCK, John W. Psicologia educacional. 3. ed. São Paulo: McGraw-Hill, 2009. p. 69-112.

TAROZZI, Massimiliano. O que é a Grounded Theory: metodologia de pesquisa e de teoria fundamentada nos dados. Petrópolis: Vozes, 2011.

TREGASKIS, Sharon. Into the woods: how a father’s queries sparked a new theory of human development. Human Ecology, New York, v. 43, n. 1, p. 12-19, primavera, 2015. Disponível em: https://issuu.com/humec_comm/docs/hemag_spring2015?e=5110236/5957654. Acesso em: 13 jul. 2019. p. 13-19.

TUDGE, Jonathan. The everyday lives of young children: child rearing in diverse societies. New York: Cambridge, 2008. DOI: https://doi.org/10.1017/CBO9780511499890

TUDGE, Jonathan. In: KOLLER, Sílvia H.; PALUDO, Simone S.; MORAIS, Normanda A. Inserção ecológica: um método de estudo do desenvolvimento humano. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2016. p. 7-14.

VIGOTSKI, Lev S. Obras escogidas V: Fundamentos de defectología. Tradução de: Julio Guillermo Blank (1997). Madrid: Machado Grupo de Distribución, 2012.

Downloads

Publicado

2022-05-23

Como Citar

Hickmann, A. A., & Luz, A. A. (2022). Pesquisa educacional: valores humanos e relações interpessoais na escola. ETD - Educação Temática Digital, 24(2), 392–411. https://doi.org/10.20396/etd.v24i2.8660104