Narrativas de professores de uma escola democrática

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v24i3.8661964

Palavras-chave:

Narrativas de professores, Práticas educativas, Educação democrática

Resumo

Este relato de experiência apresenta parte de uma pesquisa de pós-doutorado realizada no Instituto Pandavas, escola comunitária de ensino fundamental que iniciou seu trabalho na década de 1970, baseada na antroposofia. Em 2013, passou a ser uma das escolas democráticas brasileiras, utilizando a pedagogia de projetos, na tentativa de diluir a separação dos alunos por séries/idades, bem como os horários fixos das aulas. Para isso, a escola delineou uma organização pedagógica em que os alunos definem os rumos de seu desenvolvimento, com base na autonomia, na emancipação de cada indivíduo e na gestão democrática. Para compreender esse contexto, realizou-se uma pesquisa narrativa com os professores e a coordenadora pedagógica dessa instituição. O objetivo deste relato é compreender as percepções de professores e coordenadora pedagógica sobre suas experiências na escola comunitária Pandavas. As narrativas mostraram que, por meio das assembleias, do diálogo, da “Educação para pensar, sentir e agir” e das práticas participativas, é possível aos alunos assumir seu papel de sujeitos sociais, coletivos, expandindo sua capacidade de ler o mundo, problematizando-o por meio de uma práxis transformadora. O relato dos professores foi possível permitiu observar que a educação para a humanização não é algo somente para os alunos, pois os professores igualmente são formados nessa perspectiva e podem se autorrealizar, expressando seus sentimentos, ao mesmo tempo em que consideram o lado emocional dos alunos no cotidiano escolar, em um processo dialógico que vislumbra uma educação para a transformação social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Beatris Cristina Possato, Instituto Federal Sudeste de Minas Gerais

Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) Campinas, SP - Brasil. Professora Titular do Instituto Federal Sudeste de Minas Gerais (IF SUDESTE MG). Juíz de Fora, MG - Brasil.

Maria Aparecida Guedes Monção, Universidade Estadual de Campinas

Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo (USP) - São Paulo, SP - Brasil. Professora e Coordenadora do Mestrado Profissional da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP - Brasil.  

Referências

APPLE, Michael; BEANE, James. Escolas democráticas. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. São Paulo: Brasiliense, 1987. (Obras escolhidas, 1).

BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil: promulgada e publicada em 5 de outubro de 1988. São Paulo: Imprensa Oficial, 2001.

BRASIL. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação – PNE e dá outras providências. Brasília, DF, 2014. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm. Acesso em: 18 set. 2019.

CALADO, Alder Júlio Ferreira. Paulo Freire: sua visão de mundo, de homem e de sociedade. Caruaru: Fafica, 2001.

CLANDININ, D. Jean; CONNELLY, F. Michael. Pesquisa narrativa: experiência e história em pesquisa qualitativa. Tradução: Grupo de Pesquisa Narrativa e Educação de Professores Ileei/UFU. Uberlândia: EdUFU, 2011.

DUARTE, Thiago Guerra. Entrevista. Entrevistadora: Beatris Cristina Possato. Monteiro Lobato, 16 dez. 2016. 1 arquivo de áudio mp4 (19 min).

FREIRE, Paulo. Ação cultural para liberdade e outros escritos. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1982.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. 14. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2011.

FREIRE, Paulo. Educação e atualidade brasileira. São Paulo: Cortez: Instituto Paulo Freire, 2002a.

FREIRE, Paulo. A educação na cidade. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

FREIRE, Paulo. Extensão ou comunicação? 12. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002b.

FREIRE, Paulo. O papel da educação na humanização. Revista Paz e Terra, São Paulo, ano IV, n. 9, p. 123-132, out. 1969.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 4. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da esperança. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 18. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988.

GERBELLI, Mara Novello. Entrevista. Entrevistadora: Beatris Cristina Possato. Monteiro Lobato, 16 dez. 2016. 1 arquivo de áudio mp4 (25 min).

GUIMARÃES, Áurea Maria. Imagens e memória na (re)construção do conhecimento. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED, 23., 24-28 set. 2000, Caxambu. Anais... Rio de Janeiro: Anped, 2000. CD-ROM, v. 1, p. 1-12.

LIMA, Licínio C. Organização escolar e democracia radical: Paulo Freire e a governação democrática da escola pública. 4. ed. São Paulo: Cortez: Instituto Paulo Freire, 2009. (Guia da escola cidadã, 4).

MEIHY, José Carlos Sebe Bom. História oral: 10 itens para uma arqueologia conceitual. Oralidades: Revista de História Oral, ano 1, n. 1, p. 13-23, jan./jun. 2007.

MENDONÇA, Daniella Souza de. Entrevista. Entrevistadora: Beatris Cristina Possato. Monteiro Lobato, 16 dez. 2016. 1 arquivo de áudio mp4 (32 min).

PARO, Vitor Henrique. Educação como exercício do poder: crítica ao senso comum em educação. São Paulo: Cortez, 2008.

PARO, Vitor Henrique. Escritos sobre educação. São Paulo: Xamã, 2001.

PORTELLI, Alessandro. O que faz a história oral diferente. Tradução: Maria Therezinha Janine Ribeiro. Proj. História, São Paulo, v. 14, p. 25-39, fev. 1997.

RANCIÈRE, Jacques. O mestre ignorante: cinco lições sobre emancipação intelectual. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2005.

ROMANELLI, Rosely Aparecida. A cosmovisão antroposófica: educação e individualismo ético. Educar em Revista, Curitiba, n. 56, p. 49-66, abr./jun. 2015. DOI: https://doi.org/10.1590/0104-4060.40937

SILVA, Nilton Almeida. Entrevista. Entrevistadora: Beatris Cristina Possato. Monteiro Lobato, 16 dez. 2016. 1 arquivo de áudio mp4 (25 min).

SINGER, Helena. República de crianças: sobre experiências escolares de resistência. Campinas: Mercado de Letras, 2010.

SOARES, Maria Victoria Benevides. Cidadania e direitos humanos. In: CARVALHO, José Sérgio (Org.). Educação, cidadania e direitos humanos. Petrópolis, RJ: Vozes, 2004. p. 43-65.

TARDIF, Maurice; RAYMOND, Danielle. Saberes, tempo e aprendizagem no trabalho do magistério. Educação & Sociedade, Campinas, ano XXI, n. 73, p. 209-244, dez. 2000. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-73302000000400013

Publicado

2022-08-22

Como Citar

Possato, B. C., & Monção, M. A. G. (2022). Narrativas de professores de uma escola democrática . ETD - Educação Temática Digital, 24(3), 692–709. https://doi.org/10.20396/etd.v24i3.8661964

Edição

Seção

Relato de Experiência