Banner Portal
A saúde como tema na Educação Física escolar
Foto de capa: Antonio Carlos Dias Júnior
PDF

Palavras-chave

Autoestudo
Educação e saúde
Amigo crítico
Prática pedagógica
Educação física escolar

Como Citar

MANTOVANI, Thiago Villa Lobos; FREIRE, Elisabete; SANTOS , Daiana Machado dos; SANCHES NETO, Luiz. A saúde como tema na Educação Física escolar: diálogo com o amigo crítico em um autoestudo. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 26, n. 00, p. e023007, 2024. DOI: 10.20396/etd.v26i00.8670077. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/8670077. Acesso em: 16 jun. 2024.

Resumo

No Brasil, a saúde é considerada um direito do cidadão e embora tenhamos um Sistema Nacional de Saúde, a qualidade desse atendimento é prejudicada diante da desigualdade social. Desde sua origem na escola, o ensino da Educação Física é defendido por sua importância na melhoria da saúde da população, entendida por vezes de forma reducionista. Nas últimas décadas, autores fundamentados na obra de Paulo Freire adotam uma perspectiva crítica de Educação Física e argumentam sobre a importância de ampliar a concepção de saúde, fundamentando-se na saúde coletiva. Thiago é um professor que tem construído sua prática pedagógica ancorada nesta concepção e, diante do reduzido número de investigações produzidas sobre a temática, optou por investigar sua própria prática, adotando a metodologia do autoestudo da prática, com o objetivo de analisar a prática elaborada e implementada para tratar a temática Saúde Coletiva com seus alunos do Ensino Médio. O conjunto de informações incluiu a gravação das aulas desenvolvidas por Thiago e o diálogo realizado com seu amigo crítico, desenvolvido mediante documentos virtuais que o auxiliaram a produção de uma análise temática. Os resultados deste estudo destacam a influência do contexto na compreensão da temático pelos alunos, os limites do professor como mediador do conhecimento, a importância do autoestudo no desenvolvimento e consciência docente e o benefício do amigo crítico nas reflexões analíticas de uma prática pedagógica.

https://doi.org/10.20396/etd.v26i00.8670077
PDF

Referências

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_20dez_site.pdf. Acesso em: 22 dez. 2017.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Parâmetros curriculares nacionais: Educação física. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Parâmetros curriculares nacionais: ensino médio. Brasília: MEC/SEMTEC, 2000.

BRAUN, V.; CLARKE, V. Reflecting on reflexive thematic analysis. Qualitative Research in Sport, Exercise and Health, v. 11, n. 4, p. 589-597, 2019. DOI: 10.1080/2159676X.2019.1628806.

CASEY, Ashley et al. Conducting practitioner research in physical education and youth sport. Abingdon: Routledge, 2018.

EDGE, C. U.; OLAN, E. L. Learning to Breathe Again: found poems and critical friendship as methodological tools in self-study of teaching practices. Studying Teacher Education, v. 17, n. 2, p. 228-252, 2021. DOI: 10.1080/17425964.2021.1910807

FENSTERMACHER, G. D.; RICHARDSON, V. L’explicitation et la reconstruction des arguments pratiques dans l’ensignement. Cahiers de la Recherche en Éducation, v. 1, n. 1, p. 157-181, 1994.

FERNANDES, L. V. et al. O Tema Saúde na Educação Física Escolar: diálogos entre material didático e currículo. Corpoconsciência, Cuiabá, v. 25, n. 2, p. 1-16, 2021. DOI: https://doi.org/10.51283/rc.v25i2.11576

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 25. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FRIZZO, G.; SOUZA, M. S. Educação Física nas Diretrizes da UNESCO: o paradigma da aptidão física e da saúde na formação do capital humano. Movimento, Porto Alegre, v. 25, e25022, p. 1-12, 2019. DOI: 10.22456/1982-8918.76037.

GAINO, Loraine Vivian et al . O conceito de saúde mental para profissionais de saúde: um estudo transversal e qualitativo. SMAD, Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool e Drogas, Ribeirão Preto, v. 14, n. 2, p. 108-116, 2018 . DOI: 10.11606/issn.1806-6976.smad.2018.149449

JESS, M.; HOWELLS, K.; MCMILLAN, P. Becoming physical education: the ontological shift to complexity. Sport, Education and Society, Londres, v. 28, p. 1-15, 2023. Disponível em: https://doi.org/10.1080/13573322.2023.2177984. Acesso em: 28 fev. 2023.

KUCERA, C.; GOMES, A. L. V.; OVENS, A.; BENNETT, B. Google sites como ferramenta de ensino de educação física a distância em tempos de covid-19: pedagogia, estratégias, reflexões e barreiras de um professor. Movimento, Porto Alegre, v. 28, e28019, p. 1-23, 2022.

Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/122688. Acesso em: 28 fev. 2023.

LANKSHEAR, C.; KNOBEL, M. Pesquisa pedagógica: do projeto à implementação. Porto Alegre: Artmed, 2008.

MALACARNE, J. A. D. et al. Análise dos discursos e imagens presentes no capítulo sobre Educação Física Escolar no Guia de Atividade Física para a População Brasileira. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Brasília, DF, v. 44, e005122, p. 1-8, 2022.

MANTOVANI, T. V. B; MALDONADO, D. T.; FREIRE, E. S. A relação entre saúde e educação física escolar: uma revisão integrativa. Movimento, Porto Alegre, v. 27, e27008, p. 1-21, 2021. DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.106792.

NOGUEIRA, J. A. D.; BOSI, M. L. M. Saúde Coletiva e Educação Física: distanciamentos e interfaces. Ciência e saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 22, n. 6, p. 1913-1922, 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/csc/v22n6/1413-8123-csc-22-06-1913.pdf. Acesso em: 15 out. 2020.

OLIVEIRA, V. J. M. O tema da saúde na educação física escolar em três periódicos da educação física brasileira. Conexões, Campinas, v. 17, e019015, p. 1-17, 2019.

OLIVEIRA, V. J. M.; MARTINS, I. R.; BRACHT, V. Projetos e práticas em educação para a saúde na educação física escolar: possibilidades! Revista da Educação Física UEM, Maringá, v. 26, n. 2, p. 243-255, 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1983-30832015000200243&lng=en&nrm= iso Acesso em: 15 jan. 2020.

OVENS, A.; FLETCHER, T. Doing self-study: the art of turning inquiry on yourself. In: OVENS A.; FLETCHER, T. (ed.). Self-study in physical education teacher education. Amsterdam: Springer, 2014. v. 13, p. 3-14.

PALMA, A. Educação Física, corpo e saúde: uma reflexão sobre outros “modos de olhar”. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Campinas, v. 22, n. 2, p. 23-39, 2001.

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO (PNUD). Movimento é vida: atividades físicas e esportivas para todas as pessoas. Brasília, DF: PNUD, 2017.

SANCHES NETO, L. et al. A explicitação de assunções a partir do estágio supervisionado em educação física escolar na perspectiva do autoestudo. Revista Brasileira de Educação Física Escolar, Curitiba, v. 4, n. 2, pp. 122-158, 2018. Disponível em: https://47e1bf12-b02d-4d36-84f4-15827910c76d.filesusr.com/ugd/db85a1_5545467536494be58810e3de2b8ce00f.pdf . Acesso em: 28 fev. 2023.

SANCHES NETO, L.; COSTA, J.; OVENS, A. A complexidade e a criticidade dos processos colaborativos de longo prazo: autoestudo de um professor-pesquisador de educação física dentro de uma comunidade de saberes. Movimento, Porto Alegre, v. 28, p. e28066, 2022. DOI: 10.22456/1982-8918.127557.

SANTOS, A. R.; JOÃO, T. P.; FILGUEIRAS, I. P.; FREIRE, E. S. Research on the teaching practice itself in physical education classes: implications and challenges perceived by a teacher-researcher. Sport, Education and Society, Londres, v. 26, n. 7, p. 759-772, 2021. DOI: https://doi.org/10.1080/13573322.2020.1802712.

SCHENKER, Katarina. Health(y) education in Health and Physical Education. Sport, Education and Society, v. 23, n. 3, p. 229-243, 2018. DOI: https://doi.org/10.1080/13573322.2016.1174845.

SCHUCK, S.; RUSSELL, T. Self-Study, Critical Friendship, and the Complexities of Teacher Education, Studying Teacher Education, v. 1, n. 2, 107-121, 2005. DOI: https://doi.org/10.1080/17425960500288291

SOUZA, M. D. et al. “Ninguém solta a mão de ninguém”: caminhos metodológicos do autoestudo na formação de professores(as) de educação física. In: SIMPÓSIO DE GRUPOS DE PESQUISA SOBRE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DO BRASIL, 4., 26 a 28/05/2021, Brasília. Anais [...]. Brasília, DF: Universidade de Brasília, 2021.

VANASSCHE, E.; KELCHTERMANS, G. The state of the art in Self-Study of Teacher Education Practices: A systematic literature review. Curriculum Studies, v. 47, p. 508-528, 2015. Disponível em: https://doi.org/10.1080/00220272.2014.995712. Acesso em: 28 fev. 2023.

VENÂNCIO, L.; SANCHES NETO, L.; CHARLOT, B.; CRAIG, C. J. Relações com os saberes e experiências (auto)formativas na Educação Física: perspectivas docentes ao confrontar injustiças sociais em situações adversas de ensino e aprendizagem. Movimento, Porto Alegre, v. 28, p. e28020, p. 1-21, 2022. DOI: 10.22456/1982-8918.122698.

VIEIRA, E. L. S.; ABREU, S. M. B.; SANCHES NETO, L. Diary of a critical friendship: anthropoetic implications of self-study in the teacher education of a physical education teacher-researcher. Studying Teacher Education, v. 18, n. 3, p. 294-315, 2022. DOI: https://doi.org/10.1080/17425964.2022.2079621.

VIEIRA, E. L. S.; BATISTA, A. P.; SILVA, I. L.; VENÂNCIO, L.; SANCHES NETO, L. A formação permanente de um professor-pesquisador de educação física no IFRN-CNat: autoestudo e reflexões compartilhadas. Revista de Educação Física, Saúde e Esporte, Limoeiro do Norte, v. 4, n. 1, p. 38-54, 2021. Disponível em: https://refise.ifce.edu.br/refise/article/view/131. Acesso em: 28 fev. 2023.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Copyright (c) 2024 ETD - Educação Temática Digital

Downloads

Não há dados estatísticos.