As Ciências da Terra no currículo do Estado de São Paulo

uma abordagem reflexiva

Palavras-chave: Currículo Escolar, Ensino, Educação básica, Alfabetização em Ciências da Terra

Resumo

A alfabetização em Ciências da Terra tem reconhecida importância para a formação cidadã e para
a compreensão, valorização e conservação do patrimônio natural e construído. Em decorrência, diversas
iniciativas apontam o conjunto de conhecimentos necessários para alfabetização geocientífica. À luz de
tais iniciativas, buscou-se estudar o currículo oficial para a educação básica da Secretaria de Educação
do Estado de São Paulo. Pôde-se identificar diversos conteúdos e as habilidades afins à alfabetização
geocientífica, fragmentados entre disciplinas e desarticulados em séries e bimestres. Embora tópicos
relacionados às Ciências da Terra estejam presentes no currículo do Estado de São Paulo, o arranjo
disciplinar e as práticas pedagógicas comprometem a alfabetização em Ciências da Terra na educação
básica, com reflexos negativos na relação da sociedade com o patrimônio geológico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maxwell Luiz da Ponte, Universidade Estadual de Campinas

Doutorando em Ensino, História e Ciências da Terra pelo Instituto de Geociências da Universidade Estadual de Campinas. 

Joseli Maria Piranha, Universidade Estadual Paulista

Doutora em Geociências pela Universidade Estadual de Campinas. Professora Associada (Química e Ciências Ambientais) da Universidade Estadual Paulista.

Referências

Carneiro C.D.R., Toledo M.C.M., Almeida F.F.M. 2004. Dez motivos para a inclusão de temas de geologia na educação básica. Revista Brasileira de Geociências, 34(4):553-560. Disponível em: http://www.ppegeo.igc.usp.br/index.php/rbg/article/view/9787. Acesso 02.10.2017.

Compiani M. 2015. Por uma pedagogia crítica do lugar/ambiente no ensino de Geociências e na Educação Ambiental. In: Bacci, D.L.C. org. 2015. Geociências e Educação ambiental. Curitiba: Ponto Vital. Não paginado.

Compiani M. 2018. Comparações entre a BNCC atual e a versão da consulta ampla, item Ciências da Natureza. Ciências em Foco, 11(1):91-106. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cef/article/view/9726. Acesso 07.02.2018.

Cruz L.C., Moraes S.S. 2018. Abordagem de Paleontologia e Geologia no Ensino Básico: o que muda com a Base Nacional Comum Curricular? In: VIII Simpósio Nacional de Ensino e História de Ciências da Terra, Anais... Campinas, São Paulo. p. 180-184.

Dias W.S., Holanda, E.C. 2018. Conteúdos geocientíficos na Base Nacional Comum Curricular (BNCC): Primeiras Leituras. In: VIII Simpósio Nacional de Ensino e História de Ciências da Terra, Anais... Campinas, São Paulo. p. 417-421.

Ernesto M., Cordani U.G., Carneiro C.D.R., Dias M.A.F.S., Mendonça C.A., Braga, E.S. Perspectivas no ensino de Geociências. Estudos Avançados, 32(94):331-343. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/s0103-40142018.3294.0021. Acesso 05.02.2019.

Ferreira C.K., Moura S.A., Novo T., Fantinel L.M. 2018. O conteúdo geológico no ensino básico: estudo de caso em escolas de Campo Belo, Minas Gerais. In: VIII Simpósio Nacional de Ensino e História de Ciências da Terra, Anais... Campinas, São Paulo. p. 448-451.

Franco L.G., Munford, D. 2018. Reflexões sobre a Base Nacional Comum Curricular: um olhar da área de Ciências da Natureza. Horizontes, 36(1):158-170. Disponível em: https://revistahorizontes.usf.edu.br/horizontes/article/view/582. Acesso 07.02.2019.

Gill J.C. 2017. Geology and the sustainable development goals. Episodes, 40(1):70-76. Disponível em: http://www.episodes.org/view/1835. Acesso 10.05.2018.

King C. 2008. Geoscience education: an overview. Studies in Science Education, 44(2):187-222. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/03057260802264289. Acesso 07.02.2019.

Lacreu H.L. 2017. The social sense of geological literacy. Annals of Geophysics, 60(7):1-6. Disponível em: https://www.annalsofgeophysics.eu/index.php/annals/article/viewFile/7558/6843. Acesso 07.02.2019.

Massiglia A.C.G., Pina L.D., Machado V.O., Lima M.A. 2017. Base Nacional Comum Curricular: um novo episódio de esvaziamento da escola no Brasil. Germinal Marxismo e Educação em Debate, 9(1):107-121. Disponível em:https://portalseer.ufba.br/index.php/revistagerminal/article/view/21835. Acesso 07.02.2019.

Orion N., Libarkin J. 2014. Earth System Science Education. In: Lederman N.G., Abell, S. K. eds. 2014. Handbook of Research on Science Education. London: Routledge. p. 481-496.

Pedrinaci E., Santiago A., Pedro A., Almodóvar G.R., Barrera J.L., Belmonte A., Brusi D., Calonge A., Cardona V., Blanc A.C., Feixas J., Martínez E.M.F., Díez A.G., Millán J.J., Ruiz J.L., Perelló J.M.M., Pascual J., Quintanilla L., Rábano I., Rebollo L., Rodrigo A., Roquero, E. 2013. Alfabetización en ciencias de la Tierra. Enseñanza de las Ciencias de la Tierra, 21(2):117-129. Disponível em: https://www.raco.cat/index.php/ECT/article/view/274145/362238. Acesso 07.02.2019.

Piranha J.M., Carneiro, C.D.R. 2009. O ensino de geologia como instrumento formador de uma cultura de sustentabilidade. Revista Brasileira de Geociências, 39(1):129-137. Disponível em: http://ppegeo.igc.usp.br/index.php/rbg/article/view/7634. Acesso 03.10.2017.

Portela, M.O.B. 2018. A BNCC para o ensino de Geografia: a proposta das Ciências Humanas e da Interdisciplinaridade. Okara: Geografia em Debate, 12(1):8-68. Disponível em:http://www.periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/okara/article/view/38216. Acesso 03.10.2017.

Reis L.N.G., Martins M.T., Rosa, D.A. 2017. Educação Ambiental frente à reforma do Ensino Médio no Brasil. Fórum Ambiental da Alta Paulista, 13(2):78-89. Disponível em:http://www.amigosdanatureza.org.br/publicacoes/index.php/forum_ambiental/article/view/1554. Acesso 07.02.2019.

São Paulo (Estado). 2012a. Currículo do Estado de São Paulo: Ciências da Natureza e suas tecnologias. São Paulo: Secretaria de Educação.

São Paulo (Estado). 2012b. Currículo do Estado de São Paulo: Ciências Humanas e suas tecnologias. São Paulo: Secretaria de Educação.

Schneider M.P., Nardi E.L. 2018. Pilares estruturantes da Base Nacional Comum Curricular da Educação brasileira: subordinação à agenda global. Revista de Estudos Curriculares, 9(1):45-61. Disponível em: http://www.nonio.uminho.pt/rec/index.php/rec/article/view/52. Acesso 07.02.2019.

Toledo M.C.M. 2005. Geociências no Ensino Médio Brasileiro – Análise dos Parâmetros Curriculares Nacionais. Geologia USP Publicação Especial, 3:31-44. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/gusppe/article/view/45368. Acesso 03.10.2017.

Ungaro J.S., Esteves P.E.C.C. 2018. O currículo de Ciências Naturais e Geografia: perspectivas alfabetizadoras em Geociências. In: VIII Simpósio Nacional de Ensino e História de Ciências da Terra, Anais... Campinas, São Paulo. p. 452-455.

Vieira T.C., Velloso A., Rodrigues A.P.C. 2016. Estudo de caso sobre ensino de Geociências em uma turma de ensino fundamental da rede privada de Duque de Caxias, RJ. Terræ Didática, 12(3):153-162. Disponível em: https://www.ige.unicamp.br/terraedidatica/v12_3/PDF12_3/Td-123-1.pdf. Acesso 07.02.2019.

Viscardi L.C.D.B. 2018. Earth System Science, an approach to understanding the planet: skills and tools at the Sao Paulo State Curriculum. In: Quadriennial Conference of the International Geoscience Education Organisation (IGEO), Proceedings... Campinas, São Paulo. p. 245-250.

Wysession M., Taber J., Budd D.A., Campbell K., Conklin M., Ladue N., Lewis G., Raynolds R., Ridky R., Ross R., Tewksbury B., Tuddenham P. 2010. Earth Science Literacy: The big Ideas and Supporting Concepts of Earth Science. Virginia, EUA: National Science Foundation.

Publicado
2020-02-04
Como Citar
Ponte, M. L. da, & Piranha, J. M. (2020). As Ciências da Terra no currículo do Estado de São Paulo . Terrae Didatica, 16, e020005. https://doi.org/10.20396/td.v16i0.8656550