Ciências da terra no currículo do Estado de São Paulo

uma abordagem reflexiva

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/td.v16i0.8656550

Palavras-chave:

Currículo Escolar, Ensino, Educação básica, Alfabetização em ciências da terra

Resumo

A alfabetização em Ciências da Terra tem reconhecida importância para a formação cidadã e para a compreensão, valorização e conservação do patrimônio natural e construído. Em decorrência, diversas iniciativas apontam o conjunto de conhecimentos necessários para alfabetização geocientífica. À luz de tais iniciativas, buscou-se estudar o currículo oficial para a educação básica da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo. Pôde-se identificar diversos conteúdos e as habilidades afins à alfabetização geocientífica, fragmentados entre disciplinas e desarticulados em séries e bimestres. Embora tópicos relacionados às Ciências da Terra estejam presentes no currículo do Estado de São Paulo, o arranjo disciplinar e as práticas pedagógicas comprometem a alfabetização em Ciências da Terra na educação básica, com reflexos negativos na relação da sociedade com o patrimônio geológico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maxwell Luiz da Ponte, Universidade Estadual de Campinas

Doutor em Ensino, História e Ciências da Terra pelo Instituto de Geociências da Universidade Estadual de Campinas. 

Joseli Maria Piranha, Universidade EStadual Paulista

Doutora em Geociências pela Universidade Estadual de Campinas. Professora Associada (Química e Ciências Ambientais) da Universidade Estadual Paulista.

Referências

Bacci, D. L. C.; & Boggiani, P. C. (2015). O currículo do curso de licenciatura em Geociências e Educação Ambiental – LiGEA- USP: formação de professores com visão sistêmica do Planeta Terra. In: Bacci, D. L. C. org. (2015). Geociências e educação ambiental. Curitiba: Ponto Vital.

Brasil. (2017). Base Nacional Comum Curricular. Brasília: DF.

Carneiro, C. D. R.; Toledo, M. C. M.; Almeida, F. F. M.de. (2004). Dez motivos para a inclusão de temas de Geologia na Educação Básica. Rev. Bras. Geoc., 34(4), p. 553-560. doi: doi.org/10.25249/0375-7536.2004344553560.

Carneiro, C. D. R. (2018). O Sistema Terra e a Geologia na moderna escola básica. In: Congr. Brasil. de Geol., 49, Rio de Janeiro, RJ. Anais... Rio de Janeiro, SBG.

Compiani, M. (2015). Por uma pedagogia crítica do lugar/ambiente no ensino de Geociências e na Educação Ambiental. In: Bacci, D. L. C. org. (2015). Geociências e educação ambiental. Curitiba: Ponto Vital.

Compiani, M. (2018). Comparações entre a BNCC atual e a versão da consulta ampla, item Ciências da Natureza. Ciências em Foco, 11(1):91-106. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cef/article/view/9726. Acesso em: 07. 02. 2018.

Constante, A., & Vasconcelos, C. (2010). Actividades lúdico-práticas no ensino da geologia: complemento motivacional para a aprendizagem. Terræ Didatica, 6(2), p. 101-123. doi: doi.org/10.20396/td.v6i2.8637467.

Chaves, R. S.; Moraes, S. S; & Lira-da-Silva, R. M. (2018). Por que Ensinar Tempo Geológico na Educação Básica? Terræ Didatica, 14(3), p. 233- 244. doi: doi.org/10.20396/td.v14i3.8652309.

Cruz, L. C.; & Moraes, S. S. (2018). Abordagem de Paleontologia e Geologia no Ensino Básico: o que muda com a Base Nacional Comum Curricular? In: Carneiro, C.D.R.; Gonçalves P.W.; Imbernon, R.A.L.; Machado, F.B.; Cerri, C.A.D. eds. (2018). Ensino e História de Ciências da Terra. Campinas: Soc. Bras. Geol. p. 180-184. Disponível em: http://www.ige.unicamp.br/geoscied2018/pt/trabalhos/. (Anais VIII Simp. Nac. Ens. Hist. Ciências da Terra / EnsinoGEO-2018 – Geociências para todos. Campinas, SBGeo, 2018). (ISBN 978-85-99198-21-6).

Del Lama, E.A. (2015). Educação patrimonial e Geoconservação. In: Bacci, D. L. C. org. (2015). Geociências e educação ambiental. Curitiba: Ponto Vital.

Dias, W. S.; & Holanda, E. C. (2018). Conteúdos geocientíficos na Base Nacional Comum Curricular (BNCC): Primeiras Leituras. In: Carneiro, C.D.R.; Gonçalves P.W.; Imbernon, R.A.L.; Machado, F.B.; Cerri, C.A.D. eds. (2018). Ensino e História de Ciências da Terra. Campinas: Soc. Bras. Geol. p. 417-421. Disponível em: http://www.ige.unicamp.br/geoscied2018/pt/trabalhos/. (Anais VIII Simp. Nac. Ens. Hist. Ciências da Terra / EnsinoGEO-2018 – Geociências para todos. Campinas, SBGeo, 2018). (ISBN 978-85-99198-21-6).

Duarte, S. G.; Santos, N. M.; Bandeira. L. G.; Martins, C. M. M. R.; Pereira, M. G. M.; & Caetano, L. C. (2019). Conhecimento prévios de Paleontologia e Geologia de ingressantes em cursos de Ciências Biológicas e Geologia de universidades do Rio de Janeiro. Terrae Didática, 15, p. 1-12, e19032, Doi: doi.org/10.20396/td.v15i0.8654529.

Ernesto, M.; Cordani, U. G.; Carneiro, C. D. R.; Dias, M. A. F. S.; Mendonça, C. A.; & Braga, E. S. (2018). Perspectivas no ensino de Geociências. Estudos Avançados, 32(94), p. 331-343. doi: doi.org/10.1590/s0103-40142018.3294.0021.

Fernandes, R. C. A.; Rodrigues, A. A. V.; & Gonçalves, P. W. (2018). Ensino de Geociências nos anos iniciais da escolarização: Estudo de teses e dissertações da Universidade Estadual de Campinas e da Universidade de Aveiro. In: Carneiro, C.D.R.; Gonçalves P.W.; Imbernon, R.A.L.; Machado, F.B.; Cerri, C.A.D. eds. (2018). Ensino e História de Ciências da Terra. Campinas: Soc. Bras. Geol. p. 237-244. Disponível em: http://www.ige.unicamp.br/geoscied2018/pt/trabalhos/. (Anais VIII Simp. Nac. Ens. Hist. Ciências da Terra / EnsinoGEO-2018 – Geociências para todos. Campinas, SBGeo, 2018). (ISBN 978-85-99198-21-6).

Franco, L. G.; & Munford, D. (2018). Reflexões sobre a Base Nacional Comum Curricular: um olhar da área de Ciências da Natureza. Horizontes, 36(1), p. 158-170. URL: doi.org/10.24933/horizontes.v36i1.582.

Garcia, M. G. M.; Del Lama, E. A.; Martins, L.; Mazoca, C. E. M.; & Bourotte, C. L. M. (2019). Inventory and assessment of geosites to stimulate regional sustainable management: the northern coast of the state of São Paulo, Brazil. An. Acad. Bras. Ciênc., 91(2), e20180514. doi: http://dx.doi.org/10.1590/0001-3765201920180514.

Gill, J. C. (2017). Geology and the sustainable development goals. Episodes, 40(1), p. 70-76. doi: doi.org/10.18814/epiiugs/2017/v40i1/017010.

Gomes, J.A.T.; & Sanchez, E. A. M. (2018). Geogame: uma alternativa lúdica para o ensino de geociências. Revista Espinhaço, 7(1), p. 46-52. Disponível em: http://www.revistaespinhaco.com/index.php/journal/article/view/205. Acesso em: 03. 02. 2020.

King, C. (2008). Geoscience education: an overview. Stud. Sc. Ed., 44(2), p. 187-222. doi: https://doi.org/10.1080/03057260802264289.

Lacreu, H. L. (2017). The social sense of geological literacy. Annals of Geophysics, 60(7), p. 1-6. doi: doi.org/10.4401/ag-7558.

Lacreu, H. L. (2019). Geolodactica, desafios para renovar la enseñanza de la Geología. Terræ Didatica, 15, e19017, p. 1-11. doi: doi.org/10.20396/td.v15i0.8654666.

Massiglia, A. C. G.; Pina, L. D.; Machado, V. O.; & Lima, M. A. (2017). Base Nacional Comum Curricular: um novo episódio de esvaziamento da escola no Brasil. Germ. Marx. Ed. Deb., 9(1), p. 107-121. doi: http://dx.doi.org/10.9771/gmed.v9i1.21835.

Oliveira, L. A. S.; Bacci, D. L. C.; Soares, D. B.; & Silva, D. F. (2012). O ensino de Geociências e a formação de professores: experiências de um processo de aprendizagem. In: Enc. Nac. Did. Prat. Ens., 16, Campinas, SP. Anais…. Fac. Educ. Unicamp.

Orion, N.; & Libarkin, J. (2014). Earth System Science Education. In: Lederman, N. G.; Abell, S. K. eds. (2014). Handbook of Research on Science Education. London: Routledge, p. 481-496.

Pedrinaci, E.; Santiago, A.; Pedro, A.; Almodóvar, G.R.; Barrera, J. L.; Belmonte, A.; Brusi, D.; Calonge, A.; Cardona, V.; Blanc, A. C.; Feixas, J.; Martínez, E. M. F.; Díez, A. G.; Millán, J. J.; Ruiz, J. L.; Perelló, J. M. M.; Pascual, J.; Quintanilla, L.; Rábano, I.; Rebollo, L.; Rodrigo, A.; & Roquero, E. (2013). Alfabetización en ciencias de la Tierra. Ens. Cien. Tierra, 21(2), p. 117-129. Disponível em: https://www.raco.cat/index.php/ECT/article/view/274145/362238. Acesso em: 07. 02. 2019.

Pereira, R. G. F. A.; Rios, D. C.; & Garcia, P. M. P. (2016). Geodiversidade e Patrimônio Geológico: ferramentas para a divulgação e ensino das geociências. Terræ Didatica, 12(3), p. 196-208. doi: http://dx.doi.org/10.20396/td.v12i3.8647897.

Perez, C. P.; Andrade, L. C.; & Rodriguez, M. F. (2015). Desvendando as Geociên¬cias: a alfabetização científica por meio de oficinas didáticas para alunos do ensino fundamental em porto velho, Rondônia. Terræ Didatica, 11(1), p. 42-51. doi: doi.org/10.20396/td.v11i1.8637309

Piranha, J. M. (2015). Interdisciplinaridade no trabalho educacional. In: Bacci, D. L. C. org. (2015). Geociências e educação ambiental. Curitiba: Ponto Vital.

Piranha, J. M.; & Carneiro, C. D. R. (2009). O ensino de geologia como instrumento formador de uma cultura de sustentabilidade. Rev. Bras. Geoc., 39(1), p. 129-137. doi: doi.org/10.25249/0375-7536.2009391129137.

Piranha, J. M.; Del Lama, E. A.; & Bacci, D. L. C. (2011). Geoparks in Brazil: strategy of Geoconservation and Development. Geoheritage, 3(4), p. 289-298. doi: doi.org/10.1007/s12371-011-0043-z.

Ponte, M. L.; Camargo, R. P.; Wenceslau, E. C.; & Piranha, J. M. (2018). Potencialidades e limitações do uso de ambientes externos à sala de aula (AESA) na educação básica. In: Cong. Nac. Educ., 5, Recife, PE, Anais… Editora Realize.

Ponte, M. L.; & Piranha, J. M. P. (2018). Estratégias e recursos educacionais para inserção das geociências na educação básica. Terrae Didática, 14(4), p. 432-438. doi: doi.org/10.20396/td.v14i4.8654193.

Portela, M. O. B. (2018). A BNCC para o ensino de Geografia: a proposta das Ciências Humanas e da Interdisciplinaridade. Okara: Geografia em Debate, 12(1), p. 8-68. doi: https://doi.org/10.22478/ufpb.1982-3878.2018v12n1.38216.

Queiroz, D. S.; Garcia, M. G. M.; & Del Lama, E. A. (2019). Desafios para a avaliação de locais de interesse geológico em áreas urbanizadas: Baixada Santista, Litoral do Estado de São Paulo. An. Inst. Geoc. UFRJ, 42(3), p. 129-144. doi: doi.org/10.11137/2019_3_129_144.

Reis, L. N. G.; Martins, M. T.; & Rosa, D. A. (2017). Educação Ambiental frente à reforma do Ensino Médio no Brasil. For. Amb. Alta Paulista, 13(2), p. 78-89. doi: doi.org/10.17271/1980082713220171554.

Reverte, F.C.; Garcia, M. G. M; Brilha, J.; & Moura, T. T. (2019). Inventário de geossitios como instrumento de gestão e preservação da memória geológica: exemplo de geossitios vulneráveis da Bacia de Taubaté (São Paulo, Brasil). Pesquisa em Geociências, 46(1), e0779. doi: 10.22456/1807-9806.93252.

São Paulo (Estado). (2012a). Currículo do Estado de São Paulo: Ciências da Natureza e suas tecnologias. São Paulo: Secretaria de Educação.

São Paulo (Estado). (2012b). Currículo do Estado de São Paulo: Ciências Humanas e suas tecnologias. São Paulo: Secretaria de Educação.

Schneider, M. P.; & Nardi, E. L. (2018). Pilares estruturantes da Base Nacional Comum Curricular da Educação brasileira: subordinação à agenda global. Rev. Est. Curric., 9(1), p. 45-61. Disponível em: http://www.nonio.uminho.pt/rec/index.php/rec/article/view/52. Acesso em: 07. 02. 2019.

Silva, D. G.; & Bacci, D. L. C. (2018). O ensino de Geociências no ensino fundamental I (Séries iniciais): possibilidades e desafios para inserção das Geociências na Escola. In: Carneiro, C.D.R.; Gonçalves P.W.; Imbernon, R.A.L.; Machado, F.B.; Cerri, C.A.D. eds. (2018). Ensino e História de Ciências da Terra. Campinas: Soc. Bras. Geol. p. 456-463. Disponível em: http://www.ige.unicamp.br/geoscied2018/pt/trabalhos/. (Anais VIII Simp. Nac. Ens. Hist. Ciências da Terra / EnsinoGEO-2018 – Geociências para todos. Campinas, SBGeo, 2018). (ISBN 978-85-99198-21-6).

Teixeira, D. M.; Machado, F. B.; & Silva, J. S. (2017). O lúdico e o ensino de Geociências no Brasil: principais tendências das publicações na área de Ciências da Natureza. Terræ Didática, 13(3), p. 286-294, 2017. doi: doi.org/10.20396/td.v13i3.8651223.

Toledo, M.C.M. (2005). Geociências no Ensino Médio Brasileiro – Análise dos Parâmetros Curriculares Nacionais. Geol. USP, publ. especial, 3, p. 31-44. doi: doi.org/10.11606/issn.2316-9087.v3i0p31-44.

Ungaro, J. S.; & Esteves, P. E. C. C. (2018). O currículo de Ciências Naturais e Geografia: perspectivas alfabetizadoras em Geociências. In: Carneiro, C.D.R.; Gonçalves P.W.; Imbernon, R.A.L.; Machado, F.B.; Cerri, C.A.D. eds. (2018). Ensino e História de Ciências da Terra. Campinas: Soc. Bras. Geol. p. 452-455. Disponível em: http://www.ige.unicamp.br/geoscied2018/pt/trabalhos/. (Anais VIII Simp. Nac. Ens. Hist. Ciências da Terra / EnsinoGEO-2018 – Geociências para todos. Campinas, SBGeo, 2018). (ISBN 978-85-99198-21-6).

Vieira, T. C.; Velloso, A.; & Rodrigues, A. P. C. (2016). Estudo de caso sobre ensino de Geociências em uma turma de ensino fundamental da rede privada de Duque de Caxias, RJ. Terræ Didatica, 12(3), p. 153-162. doi: doi.org/10.20396/td.v12i3.8647892.

Viscardi, L. C. D. B. (2018). Earth System Science, an approach to understanding the planet: skills and tools at the Sao Paulo State Curriculum. In: Geo. Sci. Ed., 8, Campinas, SP. Anais... Campinas, SBGeo, p. 245-250. In: Carneiro, C.D.R.; Gonçalves P.W.; Imbernon, R.A.L.; Machado, F.B.; Cerri, C.A.D. eds. (2018). Geosciences teaching and history. Campinas: Soc. Bras. Geol. p. 245-250. Disponível em: https://www.ige.unicamp.br/geoscied2018/en/papers/. (Proceedins VIII Quadrennial Conference of the International GeoScience Education Organisation / GeoSciEd-2018 – Geoscience for everyone. Campinas, SBGeo, 2018). (ISBN 978-85-479-0067-0).

Volpato, G. L. (2015). O método lógico para redação científica. Rev. Eletron. de Comum. Inf. Inov. Saude., 9(1), p. 1-14. doi: doi.org/10.29397/reciis.v9i1.932.

Wysession, M.; Taber, J.; Budd, D. A.; Campbell, K.; Conklin, M.; Ladue, N.; Lewis, G.; Raynolds, R.; Ridky, R.; Ross, R.; Tewksbury, B.; & Tuddenham, P. (2010). Earth Science Literacy: the big ideas and supporting concepts of Earth Science. Virginia, EUA: National Science Foundation.

Publicado

2020-02-04

Como Citar

PONTE, M. L. da; PIRANHA, J. M. Ciências da terra no currículo do Estado de São Paulo : uma abordagem reflexiva. Terrae Didatica, Campinas, SP, v. 16, p. e020005, 2020. DOI: 10.20396/td.v16i0.8656550. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/td/article/view/8656550. Acesso em: 26 nov. 2020.