Estudo da Escala do Tempo Geológico em livros didáticos de Geografia do ensino médio

Palavras-chave: Geografia Escolar, Geografia Física, Ensino de Geociências

Resumo

Este trabalho tem por objetivo analisar como se apresenta o Tempo Geológico em livros didáticos de Geografia da 1ª série do Ensino Médio. A proposta é observar se a apresentação do tema nos livros é clara e isenta de equívocos, possibilitando abordagens interdisciplinares que fomentem a consolidação das habilidades e competências propostas nos Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (PCNEM). Para tanto, foram 11 livros didáticos que o Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD) 2018 ofereceu às escolas públicas brasileiras no triênio 2018-2020. Os resultados mostraram a presença de erros conceituais, desatualizações e falta de aplicações práticas que comprometem o ensino de um tema relevante que permite estudar de forma interdisciplinar fatos do presente e do futuro do planeta. Dessa forma, busca-se incentivar, com esta pesquisa, trabalhos que observem detalhadamente as informações disponibilizadas nos materiais destinados aos professores e alunos na Educação Básica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Albuquerque, M. A. M. (2005). Currículos de Geografia: da abertura política aos PCN’s. Mercator, 7, 57-74.

Bonito, J., Rebelo, D., Morgado, M., Monteiro, G., Medina, J., Marques, L., & Martins, L. (2011). O Tempo Geológico e a aprendizagem da Geologia: da complexidade da temática às concepções de alunos portugueses do 7.º ano do ensino básico (12-13 anos). Terræ Didatica, 7(2), 81-92. doi: 10.20396/td.v7i2.8637431.

Carneiro, C. D. R., Mizusaki, A. M. P., & Almeida, F. F. M. (2005). A determinação da idade das rochas. Terræ Didatica, 1(1), 6-35. doi: 10.20396/td.v1i1.8637442.

Carvalho, A. M. G. (2014). Evolução do pensamento geológico nos contextos filosófico, religioso, social e político da Europa. Lisboa: Âncora.

Cavalcanti, L. S. (1998). Geografia, escola e construção de conhecimentos. 3 ed. Campinas: Papirus Editora. 192p.

Dodick J., & Orion N. (2003). Measuring student understanding of geological time. Science Education, 87, 708-731.

Eicher, D. L. (1969). Tempo geológico. São Paulo: Edgard Blücher/EdUSP.

Eicher, D. L, & McAlester, A. L. (1980). History of the Earth. Englewood Cliffs: Prentice-Hall.

Erhart, H. (1955). Biostasie et rhesistasie: esquise d’une théorie sur le rôle de la pédogenèse en tant que phénomène géologique. Comptes Rendues Academie des Sciences Française, 241, 1218-1220.

Fairchild, T. R., Teixeira, W., & Babinski, M. (2009). Geologia e a descoberta da magnitude do tempo. In: Teixeira, W., Fairchild, T., & Toledo, M. C. (Orgs.). (2009). Decifrando a Terra. São Paulo: Oficina das Letras. p. 280-305.

Faul, H. (1978). A history of Geologic Time. American Scientist, 66(2), 159-65.

Gil, A. C. (2008). Métodos e técnicas de pesquisa social (6 ed.). São Paulo: Atlas.

Grotzinger, J., Jordan, T. (2013). Para entender a Terra (6 ed.). Porto Alegre: Bookman.

Japiassú, H. (1976). Interdisciplinaridade e patologia do saber. Rio de Janeiro: Imago.

Libault, A. (1971). Os quatro níveis da pesquisa geográfica. Métodos em Questão, 1, 1-14.

Marques, J. M. (2007). Ciência Geomorfológica. In: Guerra, A. J. T., & Cunha, S. B. Geomorfologia: uma atualização de bases e conceitos. (7 ed.). Rio de Janeiro: Bertrand Brasil. p. 23-45.

Melo, M. S., Claudino-Sales, V., Peulvast, J., Saadi, A., & Mello, C. L. (2005). Processos e produtos morfogenéticos continentais. In: Souza, C. R. G., Suguio, K., Oliveira, A. M. S., & Oliveira, P. E. (Eds.). Quaternário do Brasil. Ribeirão Preto: Holos. p. 258-275.

Mendonça, F. (1992). Geografia Física: ciência humana? (3 ed.). São Paulo: Contexto. 72p.

Ministério da Educação (2000). PCN+ Ensino Médio: orientações educacionais complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais – Ciências Humanas e suas tecnologias. Brasília: MEC/SEB. URL: <Http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/CienciasHumanas.pdf>.

Ministério da Educação. (2017a). Base Nacional Comum Curricular: Educação é a Base: Ensino Médio. Brasília: MEC/SEB. URL: <https://edisciplinas.usp.br/mod/resource/view.php?id=2376745>.

Ministério da Educação. (2017b). PNLD 2018: Geografia – guia de livros didáticos – Ensino Médio. Brasília: MEC/SEB/FNDE.

Ministério da Educação. (2019). Programas do livro: PNLD – dados estatísticos. Brasília: MEC/SEB/FNDE. URL: <https://www.fnde.gov.br/index.php/programas/programas-do-livro/pnld/dados-estatisticos>.

Moraes, A. C. R. (1998). Geografia: pequena história crítica. São Paulo: Hucitec.

Munakata, K. (2016). Livro didático como indício da cultura escolar. História da Educação, 20(50), 119-138.

Pedrinaci E., & Berjillos P. (1994). El concepto de tiempo geológico: orientaciones para su tratamiento en la educación secundaria. Enseñanza de las Ciencias de la Tierra, 2(1), 240-251.

Prodanov, C. C., & Freitas, E. C. (2013). Metodologia do Trabalho Científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico (2 ed.). Novo Hamburgo: Universidade Feevale.

Santos, V. M. N. (2011). Educar no ambiente: construção do olhar geográfico e cidadania. São Paulo: Annablume.

Suertegaray, D. M. A. (2018). Geografia Física na Educação Básica ou o que ensinar sobre natureza em Geografia. In: Morais, E. M. B., Alves, A. O., Ascenção, V. O. R. (Orgs.). Contribuições da Geografia Física para o Ensino de Geografia (1. ed.). Goiânia: C&A Alfa Comunicação. p. 13-32.

U. S. Geological Survey. (2007). Divisions of Geologic Time. Major Chronostratigraphic and Geochronologic Units. Reston: USGS. URL: https://pubs.usgs.gov/fs/2007/3015/fs2007-3015.pdf..

Toledo, M. C. M. (2005). Geociências no Ensino Médio brasileiro: análise dos Parâmetros Curriculares Nacionais. Geologia USP Publicação Especial, 3, 31-44. doi: 10.11606/issn.2316-9087.v3i0p31-44

Vesentini, J. W. (2007). A questão do livro didático no ensino da Geografia: novos caminhos da Geografia. In: Carlos, A. F. A. (Org.). Caminhos da Geografia (5 ed.). São Paulo: Contexto.

Publicado
2020-03-28
Como Citar
Souza, A. dos S. S., & Furrier, M. (2020). Estudo da Escala do Tempo Geológico em livros didáticos de Geografia do ensino médio. Terrae Didatica, 16, e020010. https://doi.org/10.20396/td.v16i0.8656709