Educação e aprendizagem social para Geoconservação

proteção de serviços ecossistêmicos e governança ambiental na Macrometrópole Paulista

  • Vânia Maria Nunes dos Santos Universidade Estadual de Campinas
  • Denise de La Corte Bacci Universidade Estadual de Campinas
Palavras-chave: Educação para geocon-servação, Aprendizagem social, Geoparque ciclo do ouro.

Resumo

O projeto visa analisar os processos e resultados de uma experiência educativa desenvolvida na proposta do Geoparque Ciclo do Ouro, em Guarulhos (SP), objetivando promover a integração da geodiversidade em políticas públicas e governança ambiental. Envolveu diferentes atores sociais, sendo estes professores da educação básica, comunidade, gestores públicos e pesquisadores acadêmicos. O processo de aprendizagem social e educação para geoconservação e sustentabilidade procurou melhorar a compreensão da geodiversidade e das lacunas de conhecimento dos atores participantes, por meio de metodologias participativas focadas no (re)conhecimento do lugar/ambiente associadas ao ensino em Geociências, com referência em proposta inédita de formação de professores. Buscou promover a gestão da geodiversidade em regiões com alta densidade populacional e conflitos socioambientais e desvelar a consciência do valor da geodiversidade, consideramos que os processos de aprendizagem social e educação para a geoconservação podem indicar caminhos relevantes na proteção futura dos serviços ecossistêmicos, particularmente no contexto das mudanças climáticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vânia Maria Nunes dos Santos, Universidade Estadual de Campinas

Professora colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Ensino e História de Ciências da Terra do Instituto de Geociências da UNICAMP.

                     
Denise de La Corte Bacci, Universidade Estadual de Campinas

Pós-Graduação em Ensino e História de Ciências da Terra (PEHCT) do IG/UNICAMP.

                       

Referências

Aguilar, A. P.; Barros, E. J.; Andrade, M. R.; Oliveira, E. S.; Juliani, C.; Oliveira, A. M. S. (2012). Geoparque Ciclo do Ouro, Guarulhos-SP: propostas. In: Schobbenhaus, C.; & Silva, C. R. (Org.) (2012). Geoparques do Brasil: propostas. Rio de Janeiro, CPRM. p. 543-581.

Aguilar, A. P. Juliani, C.; Barros, E. J.; Andrade, M. R.; Oliveira, E. S.; Braga, D. A.; Santos, R. O. (2013). Archaeological Gold Mining Structures from Colonial Period present in Guarulhos and Mairiporã, São Paulo State, Brazil. Geoheritage, 5(2), 87-105.

André, M. (2016). Estudo de Caso como metodologia de pesquisa aplicada. Revista Gestão Universitária, artigos. Disponível em: http://gestaouniversitaria.com.br/artigos/estudo-de-caso-como-metodologia-de-pesquisa-aplicada.

Brilha, J. B. R. (2016). Inventory and Quantitative Assessment of Geosites and Geodiversity Sites: a Review. Geoheritage, 8(2), 119-34.

Crofts, R.; & Gordon, J. E. (2015). Geoconservation in protected areas. In: Worboys, G. L.; Lockwood, M.; Kothari, A.; Feary, S.; & Pulsford, I. (Eds.). (2015). Protected area governance and management. Camberra, ANU Press. p. 531-567.

Gordon, J. E.; Leys, K. F. (Eds.). (2001). Earth Science and the Natural Heritage. Interactions and Integrated Management. Edinburgh: The Stationery Office.

Gordon, J. E.; & Barron, H. F. (2012). Valuing Geodiversity and Geoconservation: Developing a More Strategic Ecosystem Approach. Geodiversity Conference Proceedings for Scottish Geographical Journal. June 2012.

Gordon, J. E.; Crofts, R.; Díaz-Martínez, E.; & Sik Woo, K. (2017). Enhancing the Role of Geoconservation in Protected Area Management and Nature Conservation. Geoheritage.

Gray, M. (2004). Geodiversity: Valuing and Conserving Abiotic Nature (Chichester: Wiley & Sons).

Gray, M.; Gordon J. E.; & Brown, E. J. (2013). Geodiversity and the ecosystem approach: the contribution of geoscience in delivering integrated environmental management. Proc. Geol. Assoc., 124:659-673.

Gray, M. (2013). Geodiversity: valuing and conserving abiotic nature. 2nd ed. Wiley-Blackwell, Chichester.

Henriques, M. H.; Reis, R. P. dos; Brilha, J.; Motta, T. (2011). Geoconservation as an Emerging Geoscience. Geoheritage, 3, 117-128.

Meirinhos, M.; & Osório, A. (2010). O estudo de caso como estratégia de investigação em educação. IPB, Bragança. EDUSER: Revista de Educação, 2(2), 47-63. Disponível em: http://www.eduser.ipb.pt.

Oliveira, A. M. S.; Andrade, M. R. M.; Queiroz, W.; & Sato, S. E. (2009). Geoenvironmental bases for an environmental information system of the municipality of Guarulhos, SP-Brazil. Geoprocessing Laboratory of the Universidade Guarulhos, Guarulhos. 178p. 4v. Mapas. (FAPESP Report - Process 05/57965-1).

Omar, E., Soares, E. S.; Carvalho, G. G. (2008). Guarulhos tem História: Questões sobre História Natural, Social e Cultural. São Paulo: Ananda Gráfica e Editora. 200p.

Prosser, C. D.; Brown, E. J.; Larwood, J. G.; & Bridgland, D. R. (2013). Geoconservation for science and society—an agenda for the future. Proc. Geol. Assoc., Proc. Geol. Assoc., 124:561-567.

Santos, V. M. N. (2015). Metodologias Participativas como Práticas de Aprendizagem Social para Sustentabilidade e Geoconservação. São Paulo: Instituto de Energia e Ambiente. Universidade de São Paulo. (Projeto de pesquisa de pós-doutorado).

Santos, V. M. N. (2011). Educar no Ambiente: construção do olhar geocientífico e cidadania. São Paulo: Editora Annablume.

Santos, V. M. N. (2018). Educação, Ambiente e Aprendizagem Social: contribuições e perspectivas. In: Santos, V. M. N.; Jacobi, P. R. (Orgs). (2018). Educação, Ambiente e Aprendizagem Social: reflexões e possibilidades à geoconservação e sustentabilidade. Curitiba, Editora CRV.

Santos, V. M. N.; & Bacci, D. C. (2017). Proposta para governança ambiental ante os dilemas socioambientais urbanos. Estudos Avançados, 31(89), p. 199-212.

Santos, V. M. N; & Jacobi, P. R. (2018). Educação, Ambiente e Aprendizagem Social: reflexões e possibilidades à geoconservação e sustentabilidade. Curitiba, Editora CRV.

Soares, D. B. (2016). Formação continuada de professores em geociências com metodologias participativas: contribuições à educação para geoconservação. Campinas: Instituto de Geociências, Universidade Estadual de Campinas. 189p. (Dissertação de Mestrado).

Van Der Meulen, E. S.; braat, L. C.; & Brils, J. M. (2016). Abiotic flows should be inherent part of ecosystem services classification. Ecosystem Services, 19:1-5.

Van Ree, C. C. D. F.; & Van Beukering, P. J. H. (2016). Geosystem services: a concept in support of sustainable development of the subsurface. Ecosystem Services, 20, 30-36.

Publicado
2019-11-20
Como Citar
Santos, V. M. N. dos, & Bacci, D. de L. C. (2019). Educação e aprendizagem social para Geoconservação. Terrae Didatica, 15, e019047. https://doi.org/10.20396/td.v15i0.8657587