Solos nos livros didáticos

contextualização e proposta de mapas didáticos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/td.v17i00.8663686

Palavras-chave:

Classificação dos solos, Ensino de Geociências, Educação geográfica

Resumo

Este trabalho tem como objetivo analisar o conteúdo sobre solos em livros didáticos de Geografia distribuídos pelo Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), qualificar e quantificar as informações e verificar se não há erros conceituais. Averiguando os 14 livros didáticos da 1ª série do Ensino Médio, distribuídos pelo PNLD 2018/2020, foram identificadas a falta de aplicação interdisciplinar e a necessidade de correções e de incremento de conceitos básicos fundamentais para o estudo do solo, enquanto recurso fundamental à sustentação da biosfera. Este trabalho também apresenta uma revisão bibliográfica de trabalhos que destacam a relevância do ensino de Geociências (Pedologia), além da proposição de um produto cartográfico didático e atualizado sobre a distribuição dos principais tipos de solos presentes no Brasil. Trabalhos desta natureza são necessários, pois contribuem com o ensino-aprendizagem no âmbito da Educação Escolar, mediante informações úteis, adequadas e corretas, aos docentes e discentes das escolas públicas brasileiras.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexandre dos Santos Souza, Universidade Federal da Paraíba

Doutor em Geografia pela Universidade Federal da Paraíba. Professor da rede particular de ensino em João Pessoa, Brasil.

Max Furrier, Universidade Federal da Paraíba

Doutor em Geografia pela Universidade de São Paulo. Professor Associado do Departamento de Geociências da Universidade Federal da Paraíba.

Larissa Fernandes de Lavor, Universidade Federal de Pernambuco

Doutora em Geociências pela Universidade Federal de Pernambuco.

Referências

Bardin, L. (1977). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70.

Campos, J. O., Marinho, J. O., & Reinaldo, L. R. L. R. (2019). Experimentos como recursos didáticos para educação em solos no ensino de Geografia. Revista Ensino de Geografia, 2(1), 167-186. doi: 10.38187/regeo2019.v2n1id240694.

Carneiro, C. D. R., Mizusaki, A. M. P., & Almeida, F. F. M. (2005). A determinação da idade das rochas. Terræ Didatica, 1(1), 6-35. doi: 10.20396/td.v1i1.8637442.

Carneiro, C. D. R.; Toledo, M. C. M., & Almeida, F. F. M. (2004). Dez motivos para a inclusão de temas de geologia na Educação Básica. Revista Brasileira de Geociências, 34(4), 553-560. doi: 10.25249/0375-7536.2004344553560

Cunha, J. E., Rocha, A. S., Tiz, G. J., & Martins, V. M. (2013). Práticas pedagógicas para ensino sobre solos: aplicação à preservação ambiental. Terræ Didatica, 9(2), 74-81. doi: 10.20396/td.v9i2.8637395.

Falconi, S., Toledo, M. C. M., & Cazetta, V. (2013). A contribuição do cotidiano escolar para a prática de atividades investigativas no ensino de solos. Terræ Didatica, 9(2), 82-93. doi: 10.20396/td.v9i2.8637396

FAO, & ITPS. (2015). Status of the World’s Soil Resources (SWSR). Main report. Rome: FAO, ITPS. Disponível em: http://www.fao.org/3/a-i5199e.pdf.

Fracalanza, H. (1992). O que sabemos sobre os livros didáticos para o ensino de Ciências no Brasil. Campinas: Fac. Educ. Unicamp. 301p. (Tese Doutorado). Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/253708. Acesso 10.11.2020.

Gil, A. C. (2008). Métodos e técnicas de pesquisa social. (6a ed.). São Paulo: Atlas.

Hatum, I. S., Zecchini, M. V., Fushimi, M., & Nunes, J.O. R. (2008). Trilhando pelos solos: aprendizagem e conservação do solo. Presidente Prudente: Unesp. Disponível em: https://www.unesp.br/prograd/ENNEP/Trabalhos em pdf - Encontro de Ensino/T2.pdf. Acesso 10.11.2020.

Jacomine, P. K. T. (2009). A nova classificação brasileira de solos. Anais da Academia Pernambucana de Ciência Agronômica, 5-6,161-179. Disponível em: https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/19350/1/Jacomine.pdf. Acesso 10.11.2020.

Lepsch, I. F. (1993). Solos: formação e conservação. (5a ed). São Paulo: Melhoramento.

Lepsch, I. F. (2002). Formação e conservação dos solos. São Paulo: Oficina de Textos.

Libault, A. (1971). Os quatro níveis da pesquisa geográfica. Métodos em Questão, 1, 1-14.

Lima, M. R. (2005). O solo no ensino de Ciências no nível fundamental. Ciência & Educação, 11(3), 383-394. doi: 10.1590/S1516-73132005000300004.

Ministério da Educação (2000). PCN+ Ensino Médio: orientações educacionais complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais – Ciências Humanas e suas tecnologias. Brasília: MEC/SEB. URL: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/CienciasHumanas.pdf. Acesso 15.11.2019.

Ministério da Educação (2017). PNLD 2018: Geografia – guia de livros didáticos – Ensino Médio. Brasília: MEC/SEB/FNDE. Disponível em: https://www.fnde.gov.br/index.php/centrais-de-conteudos/publicacoes/category/125-guias?download=10740. Acesso 10.11.2020.

Ministério da Educação (2020). Programas do livro: PNLD – dados estatísticos. Brasília: MEC/SEB/FNDE. Disponível em: https://www.fnde.gov.br/index.php/programas/programas-do-livro/pnld/dados-estatisticos. Acesso 10.11.2020.

Morais, E. M. B. (2011). O ensino das temáticas físico-naturais na Geografia escolar. São Paulo: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. 209p. (Tese de Doutorado). doi: 10.11606/T.8.2011.tde-13062012-122111. Acesso 10.11.2020.

Moreira, M. A., & Masini, E. A. F. (2006). Aprendizagem significativa: a teoria de David Ausubel. (2a ed.). São Paulo: Centauro.

Mortimer. E. F. (1988). A evolução dos livros didáticos de química destinados ao ensino secundário. Em Aberto, 7(40), 25-41. Disponível em: http://rbepold.inep.gov.br/index.php/emaberto/article/view/1721. Acesso 10.11.2020.

Nunes, M. S., Azevedo, R. J. G., & Silva, P. E. A. B. (2016). A abordagem de conteúdos relativos à ciência dos solos em livros didáticos. Revista de Geografia, 6(3), 271-281. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/geografia/article/view/18031. Acesso 10.11.2020.

Pontuschka, N. N.; Paganelli, T. I., & Cacete, N. H. (2007). Para ensinar e aprender geografia. São Paulo: Cortez.

Pretto, N. L. (1985). A Ciência nos livros didáticos. Campinas: Unicamp; Salvador: CED/UFBA.

Prodanov, C. C.; & Freitas, E. C. (2013). Metodologia do trabalho científico [recurso eletrônico]: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. (2a ed.). Novo Hamburgo: Feevale. Disponível em: http://www.feevale.br/Comum/midias/8807f05a-14d0-4d5b-b1ad-1538f3aef538/E-book Metodologia do Trabalho Cientifico.pdf. Acesso 10.11.2020.

Ruellan A., & Dosso M. (1993). Regards sur le sol. Paris: Les Éditions Foucher.

Sacramento, A. C. R., & Falconi, S. (2011). Educação geográfica e ensino de solos: uma experiência em sala de aula. Revista Geográfica de América Central, 2(47E), 1-15. Disponível em: https://www.revistas.una.ac.cr/index.php/geografica/article/view/2877. Acesso 10.11.2020.

Santos, E. (2015, 7 de dezembro). Relatório da FAO com participação da Embrapa revela que 33% dos solos do mundo estão degradados. Disponível em: https://www.embrapa.br/busca-de-noticias/-/noticia/8104410/relatorio-da-fao-com-participacao-da-embrapa-revela-que-33-dos-solos-do-mundo-estao-degradados. Acesso 10.11.2020.

Santos, H. G., Jacomine, P. K. T., Anjos, L. H. C.; Oliveira, V. A., Lumbreras, J. F., Coelho, M. R., Almeida, J. A., Araujo Filho, J. C., Oliveira, J. B., & Cunha, T. J. F. (2018). Sistema brasileiro de classificação de solos. (5a ed.). Rio de Janeiro: Embrapa Solos. Disponível em: https://www.embrapa.br/solos/sibcs. Acesso 10.11.2020.

Santos, M. (1998). Técnica, espaço, tempo: globalização e meio técnico-científico informacional. 4 ed. São Paulo: Hucitec.

Santos, M. L. M., Santos, H. G., Aglio, M. L. D., Souza, J. R. S., & Godoy, E. G. (2013). Calendário de Solos do Brasil 2013. Rio de Janeiro: Embrapa Solos. Disponível em: https://www.embrapa.br/busca-de-publicacoes/-/publicacao/951529/calendario-de-solos-do-brasil-2013. Acesso 10.11.2020.

Soil Science Society of America (2020). Around the world. Where in the world are you? Disponível em: http://www.soils4teachers.org/around-the-world. Acesso 10.11.2020.

Sousa, H. F. T., & Matos, F. S. (2012). O ensino dos solos no Ensino Médio: desafios e possibilidades na perspectiva dos docentes. Geosaberes, 3(6), 71-8. Disponível em: http://www.geosaberes.ufc.br/geosaberes/article/view/201. Acesso 10.11.2020.

Souza, A. S., & Furrier, M. (2020). Estudo da Escala do Tempo Geológico em livros didáticos de Geografia do ensino médio. Terræ Didatica, 16, e020010. doi: 10.20396/td.v16i0.8656709.

Toledo, M. C. M. (2005). Geociências no Ensino Médio brasileiro: análise dos Parâmetros Curriculares Nacionais. Geologia USP Publ. Esp., 3, 31-44. doi: 10.11606/issn.2316-9087.v3i0p31-44.

Downloads

Publicado

2021-03-19

Como Citar

SOUZA, A. dos S.; FURRIER, M.; LAVOR, L. F. de. Solos nos livros didáticos: contextualização e proposta de mapas didáticos. Terrae Didatica, Campinas, SP, v. 17, n. 00, p. e021010, 2021. DOI: 10.20396/td.v17i00.8663686. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/td/article/view/8663686. Acesso em: 23 out. 2021.