Banner Portal
A paisagem no Geopark Aspirante Seridó
PDF

Palavras-chave

Design Universal de Aprendizagem (DUA)
Ensino de Geociências
Educação Inclusiva
Ensino Fundamental
Trabalho de Campo

Como Citar

SILVA, Tamires Aparecida Souza; SILVA, Cláudia Patrícia Araújo e; MARINS, Luis Henrique. A paisagem no Geopark Aspirante Seridó: roteiro educativo na perspectiva inclusiva à pessoa com deficiência. Terrae Didatica, Campinas, SP, v. 17, n. 00, p. e021014, 2021. DOI: 10.20396/td.v17i00.8664047. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/td/article/view/8664047. Acesso em: 20 maio. 2024.

Resumo

Considerando a relevância do ensino de Geociências e a importância que os Geoparques vêm desenvolvendo neste sentido, este trabalho surge do debate acerca do processo de inclusão à pessoa com deficiência nestes espaços, utilizando elementos do Desenho Universal. Buscando tornar a popularização do conhecimento geológico mais acessível, atingindo o maior número de grupos possíveis, esta pesquisa tem como objetivo contribuir com os projetos desenvolvidos no território do Geoparque Aspirante Seridó, por meio da elaboração de uma proposta de Trabalho de Campo no Geossítio Morro do Cruzeiro - Currais Novos/RN, contemplando o estudo da paisagem na perspectiva inclusiva. Para isso, a proposta foi pautada na literatura especializada na área acerca da educação inclusiva. Foi proposto um roteiro contendo as etapas de pré-campo e em campo – estando este último organizado em três momentos específicos: percepção da paisagem; aprendendo sobre a paisagem; e uma atividade de socialização das práticas desenvolvidas no dia.

https://doi.org/10.20396/td.v17i00.8664047
PDF

Referências

Bacci, D. C. (2015). Geociências e Educação Ambiental. Curitiba: Ponto Vital. URL: https://jornal.usp.br/wp-content/uploads/geociencias_ebook.pdf Acesso 08.03.2021.

Bacci, D. D. L. C., Piranha, J. M., Boggiani, P. C., Del Lama, E. A., Teixeira W. (2009). Geoparque: estratégia de geoconservação e projetos educacionais. Geologia USP Publ Espec, 5: 07-15. doi: 10.11606/issn.2316-9087.v5i0p07-15

Bogas, J. V. (2021). Surdo ou deficiente auditivo: qual é a nomenclatura correta. URL: https://blog.handtalk.me/surdo-ou-deficiente-auditivo/. Acesso 05.01.2021.

Brasil. (2005). Documento subsidiário à política de inclusão. 2005. URL: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/livro%20educacao%20inclusiva.pdf. Acesso 30.11.2020.

Brilha, J. B. R. (2009). A importância dos geoparques no ensino e divulgação das Geociências. Geologia USP Publ Espec 5: 27-33. doi: 10.11606/issn.2316-9087.v5i0p27-33

Burgstahler, S. (2012). Universal design in education: Principles and applications. University of Washington. URL: http://www.washington.edu/doit/Brochures/Academics/ud_edu.html. Acesso 30.11.2020.

Carneiro, C. D. R., Toledo, M. C. M., Almeida, F. F. M. (2004). Dez motivos para a inclusão de temas de geologia na educação básica. Revista Brasileira de Geociências, 34 (4): 553-560. doi: doi.org/10.25249/0375-7536.2004344553560.

Carneiro, C. D. R., Signoretti, V. V. (2008). A carência de conteúdos de Geociências no currículo básico comum de Geografia do Ensino Fundamental em Minas Gerais. Geografia, 33 (3): 467-484. URL: https://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/ageteo/article/view/3143/3919. Acesso 27.11.2020

Center for Applied Special Technology (CAST). (2014). Universal Design for Learning: theory and practice. Wakefield, MA: Cast. URL: http://udltheorypractice.cast.org . Acesso 30.11.2020.

Center For Applied Special Technology (CAST). (2018). Universal Design for Learning: Universal Design for Learning Guidelines. Wakefield, MA: Cast, URL: http://udlguidelines.cast.org. Acesso 30.11.2020.

Claval, P. (2009). A revolução pós-funcionalista e as concepções atuais da geografia. In: Mendonça F., Kozel S. eds. 2009. Elementos de epistemologia da geografia contemporânea. Curitiba: Ed. da UFPR. p. 11- 43.

Compiani, M. (1996). As Geociências no ensino fundamental: um estudo de caso sobre o tema “A formação do Universo”. Campinas: Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas (Tese Dout). URL: http://repositorio.unicamp.br/bitstream/REPOSIP/253151/1/Compiani_Mauricio_D.pdf Acesso 27.11.2020

Compiani, M. (2005). Geologia/Geociências no Ensino Fundamental e a Formação de Professores. Geologia USP Publ. Espec. 3:13-30. doi: 10.11606/issn.2316-9087.v3i0p13-30

Cooke, M. L., Anderson, K. S., Forrest, S. E. (1997). Creating Accessible Introductory Geology Field Trips. Journal of Geoscience Education, 45 (1): 4-9. doi: 10.5408/1089-9995-45.1.4

Dardel, E. (1990). L’homme et la terre – nature de la réalitégeographyque. Paris: CTHS. 200p.

Freire, S. (2008). Um olhar sobre a inclusão. Revista da Educação, 16 (1): 5-20. URL: https://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/5299/1/Um%20olhar%20sobre%20a%20Inclus%C3%A3o.pdf. Acesso 07.12.2020

Guimarães, E. M. (2004). A contribuição da geologia na construção de um padrão de referência do mundo físico na educação básica. Revista Brasileira de Geociências, 34 (1): 87-94. URL: http://www.ppegeo.igc.usp.br/index.php/rbg/article/view/9501 Acesso 08.03.2021.

Honora, M., Frizanco, M. L. (2008). Esclarecendo as deficiências: Aspectos teóricos e práticos para contribuir com uma sociedade inclusiva. São Paulo: Ciranda Cultural. 200p.

Kingsbury, C. G., Sibert, E. C., Killingback, Z., Atchison, C. L. (2020). “Nothing about us without us:” The perspectives of autistic geoscientists on inclusive instructional practices in Geoscience education. Journal of Geoscience Education, 68 (4): 302-310. doi: 10.1080/10899995.2020.1768017

Lacoste, Y. A. (2006). A pesquisa e o trabalho de campo: um problema político para os pesquisadores, estudantes e cidadãos. Boletim Paulista de Geografia, 84, 77-92. URL: http://www.agb.org.br/publicacoes/index.php/boletim-paulista/article/view/729/612 Acesso 09.12.2020.

Matiskei, A. C. R. M. (2004). Políticas públicas de inclusão educacional: desafios e perspectivas. Educar em Revista, 23: 185-202. doi: 10.1590/0104-4060.338.

Meira, S. A., Nascimento, M. A. L., Medeiros, J. L., Silva, E. D. (2019). Aportes teóricos e práticos na valorização do geopatrimônio: estudo sobre o projeto Geoparque Seridó (RN). Caminhos de Geografia, 20 (71): 384–403. 10.14393/RCG207145790

Nascimento, M.A.L., Silva, M.L.N., Reis, F.A.G.V. (2020). Geoparque Seridó: geodiversidade e patrimônio geológico no interior potiguar. São Paulo: Fundunesp/Febrageo, 105p.

Orion, N. (1993). A model for the development of field trips as an integral part of the Science Curriculum. School Science and Mathematics. 93 (6): 325-331. doi: 10.1111/j.1949-8594.1993.tb12254.x

Pisha, B., Coyne, P. (2001). Smart From the Start: The Promise of Universal Design for Learning. Remedial and Special Education. 22(4), 197-203. doi: 10.1177/074193250102200402

Silva, M.L.N. (2018). Serviços Ecossistêmicos e índices de Geodiversidade como suporte da Geoconservação no Geoparque Seridó. Rio de Janeiro: Museu Nacional, UFRJ (Dissertação Mestrado).URL:http://www.geoparquessbg.org.br/disserta%C3%A7%C3%B5es/Silva%202018%20%20Servi%C3%A7os%20Ecossist%C3%AAmicos%20e%20%C3%8Dndices%20de%20Geodiversidade%20Como%20Suporte%20da%20Geoconserva%C3%A7%C3%A3o%20no%20Geoparque%20Serid%C3%B3.pdf Acesso: 05.12.2020

Silva, C. P. A., Souza, R. F. (2020). Os conteúdos de Geociências na disciplina de Geografia: analisando os anos iniciais do Ensino Fundamental. Geosaberes Revista de Estudos Geoambientais. 11, 640-655. doi: 10.26895/geosaberes.v11i0.994

Sousa, F. A. M., Araújo, K. H. (2015). Práticas Educacionais para trabalhar o conceito de paisagem geográfica com alunos do 6º ano do ensino fundamental do Instituto de Cegos do Ceará. In: XXII Semana de Educação da Universidade Estadual do Ceará. URL: http://www.uece.br/eventos/semanadeeducacaouece/anais/trabalhos_completos/210-8962-13082015-131737.doc. Acesso 10.12.2020.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 Terrae Didatica

Downloads

Não há dados estatísticos.