Práticas de letramentos literários de reexistência na Oficina de Sarau do Coletivoz Sarau de Periferia

Autores

Palavras-chave:

Letramentos literários, Literatura marginal da periferia, Oficina de Sarau, Letramentos de reexistência

Resumo

Este artigo busca caracterizar as práticas de letramentos literários realizadas no primeiro dia da oficina de sarau ministrada pelo Coletivoz Sarau de Periferia, em junho de 2017, no Centro Cultural Urucuia, localizado na região do Barreiro, em Belo Horizonte. Esse coletivo, fundado pelo poeta Rogério Coelho, nasceu em 2008 inspirado no Sarau da Cooperifa de São Paulo, vinculando-se, assim, ao movimento e à cena da literatura marginal da periferia da capital paulista. A oficina faz parte do projeto Coletivoz Oficina de Saraus, voltado para alunos da rede pública de ensino, com o objetivo de incentivar a leitura literária e a escrita criativa por meio da performance poética que circula nos saraus periféricos de literatura marginal contemporânea. Por meio de observação participante e gravação de áudio, foram analisadas algumas ações, discussões e falas dos oficineiros e dos estudantes. Como fundamentação teórica, foram utilizados os conceitos: de práticas de letramento, de Brian Street (2014), de letramento literário, de Graça Paulino e Rildo Cosson (2009), e de letramentos de reexistência, de Ana Lúcia Silva Souza (2011). Observamos que os eventos e as práticas de letramento da oficina são marcados pela interação das fórmulas rituais dos saraus das periferias com as da escola, incorporadas nos participantes e recriadas nesse encontro fora dos bares e da instituição escolar. Nessa interação, cria-se a possibilidade de a escola revisitar suas práticas de letramento, ampliando seu repertório, revendo suas metodologias e também contribuindo com práticas de letramentos literários de reexistências.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucia Tennina, Universidade de Buenos Aires

Doutorado em Letras pela Universidade de Buenos Aires. Pesquisadora do Conselho Nacional de Investigaciones Científicas e Técnicas da Argentina.

Marta Passos Pinheiro, Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais

Doutorado em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais. Professora do Centro Federal de Educação Tecnológica de Belo Horizonte, Brasil.

Luiz Eduardo Rodrigues de Almeida Souza, Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais

Doutorando do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais, Brasil.

Referências

BHABHA, Homi (1994). El lugar de la cultura. Buenos Aires: Manantial.

CAZDEN, Courtney. et al. (1996). A Pedagogy of Multiliteracies: Designing Social Futures. Harvard Educational Review, v. 66, n.1, p. 60-92, Spring Disponível em: http://newarcproject.pbworks.com/f/Pedagogy+of+Multiliteracies_New+London+Group.pdf. Acesso em: 14 jul. 2021.

COELHO, Rogério Meira. (2017). A palavração: atos político-performáticos no Coletivoz Sarau de Periferia e Poetry Slam Clube da Luta. Dissertação de Mestrado em Artes da Cena. Escola de Belas Artes, UFMG, Belo Horizonte.

COELHO, Rogério Meira. (2015). Projeto Coletivoz Oficinas de Saraus. Fundação Municipal de Cultura. Edital Descentra Cultura.

DELEUZE, Gilles. (1970). Trad. Equipo Editorial Cactus. En medio de Spinoza. Buenos Aires: Cactus, 2003.

DIONÍSIO, Ma.Lou.A. (2000). A construção escolar de comunidades de leitores. Leituras do livro de Português. Coimbra: Almedina.

FÉLIX, Camila. (2018). Atlas dos Saraus: mapeamento dos saraus de poesia da região metropolitana de Belo Horizonte. Monografia em Arquitetura e Urbanismo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, UFMG, Belo Horizonte.

MACHADO, Dione; OLIVEIRA, Karine (org.). À luta, à voz. Coletivoz Sarau de Periferia – Coletânea Poética. Belo Horizonte: Venas Abiertas, 2018.

NASCIMENTO, Érica Peçanha do (2006). Literatura marginal: os escritores da periferia entram em cena. Dissertação de Mestrado em Antropologia Social. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

NASCIMENTO, Érica Peçanha do. (2011). É tudo nosso! Produção cultural na periferia paulistana. Tese de Doutorado em Antropologia Social. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

OFICINAS (2021). In: CENTRO DE REFERÊNCIAS EM EDUCAÇÃO INTEGRAL. Glossário. Disponível em: http://educacaointegral.org.br/glossario/oficinas/. Acesso em: 12 jul.jul. 2021.

PAULINO, Graça. (1998). Letramento literário: cânones estéticos e cânones escolares. Caxambu: ANPED. (Anais em CD ROM).

PAULINO, Graça e COSSON, Rildo. (2009). Letramento literário: para viver a literatura dentro e fora da escola. In: ZILBERMAN, Regina e RÖSING, Tania M.K. (Orgs.) Escola e leitura: velha crise. Novas alternativas. São Paulo: Global.

PAVIANI, Neires Maria Soldatelli e FONTANA, Niura Maria. (2009). Oficinas pedagógicas: relatos de uma experiência. Conjectura, Caxias do Sul, v. 14, n. 2, p. 77-88.

REYES, Alejandro (2013). Vozes nos porões. A literatura periférica/marginal do Brasil. Rio de Janeiro: Aeroplano.

SOUZA, Ana Lúcia Silva. (2011). Letramentos de reexistência: poesia, grafite, música, dança: hip-hop. São Paulo: Parábola Editorial.

STREET, Brian e CASTANHEIRA, Maria Lúcia. (2014). Glossário Ceale. In: Glossário Ceale: termos de alfabetização, leitura e escrita para educadores. Isabel Cristina Alves da Silva Frade, Maria da Graça Costa Val, Maria das Graças de Castro Bregunci (orgs). Belo Horizonte: UFMG/Faculdade de Educação. Disponível em: http://www.ceale.fae.ufmg.br/app/webroot/glossarioceale/verbetes/praticas-e-eventos-de-letramento. Acesso em: 12 jul.2021.

STREET, Brian (1996). Letramentos Sociais: abordagens críticas do letramento no desenvolvimento, na etnografia e na educação. São Paulo: Parábola Editorial, 2014.

TENNINA, Lucía (2017). Cuidado com os poetas! Literatura e periferia na cidade de São Paulo. Porto Alegre: ZOUK.

Downloads

Publicado

2021-12-31

Como Citar

TENNINA, L.; PINHEIRO, M. P. .; SOUZA, L. E. R. de A. Práticas de letramentos literários de reexistência na Oficina de Sarau do Coletivoz Sarau de Periferia. Trabalhos em Linguística Aplicada, Campinas, SP, v. 60, n. 3, p. 659–669, 2021. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/tla/article/view/8666561. Acesso em: 15 ago. 2022.