A mudança da linguagem matemática para a linguagem Web e as suas implicações na interpretação de problemas matemáticos

Autores

  • Marco Aurelio Kalinke Universidade tecnológica Federal do Paraná
  • Saddo Ag Almouloud Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v15i1.1302

Palavras-chave:

Educação matemática. Comunicação. Tecnologia. Linguagem Web

Resumo

Este trabalho tem como objetivo central verificar de que forma o emprego da linguagem usualmente aplicada em ambientes web, no lugar da linguagem simbólico-matemática, pode interferir na interpretação de problemas matemáticos formulados com o uso da “linguagem web”. Para responder a essa questão, realizamos uma pesquisa qualitativa mesclada com aspectos quantitativos que podem contribuir para o entendimento dos fenômenos envolvidos. A análise dos dados levantados nos permitiu perceber que a linguagem usualmente utilizada em ambientes web, conjugada à mídia em que ela se insere, pode trazer problemas de interpretação e compreensão dos enunciados dos problemas. Percebemos que as dificuldades são mais evidentes quando usada a mídia computador, em relação à mídia papel. Concluímos que os sujeitos conseguem interpretar de forma correta os enunciados propostos em linguagem usualmente utilizada em ambientes web, também conseguem utilizar o computador para resolver problemas que utilizam a simbologia matemática, desde que tenham acesso aos recursos necessários e que a junção da mídia computador com a linguagem usualmente utilizada em ambientes web apresentou dificuldades aos sujeitos participantes da pesquisa. Para sanar ou minimizar esses problemas, sugerimos que haja uma melhora na comunicação entre o usuário e o texto a ele apresentado. Para atender a essa sugestão, os textos utilizados em AVA devem ser elaborados com cuidado para que sejam scannable. O uso desses recursos na escrita do texto, se não garante a eliminação dos problemas observados, pode abrir uma nova perspectiva de análise para esses problemas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marco Aurelio Kalinke, Universidade tecnológica Federal do Paraná

Professor Adjunto do departamento acadêmico de Matemática da UTFPR. Mestre e Doutor em Educacão Matemática, pela UFPR e PUC-SP, respectivamente.

Saddo Ag Almouloud, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Doutor em Educação Matemática. Professor assistente da PUC-SP e da Fundação Santo André. Professor do PEPGEM da PUC-SP.

Referências

BORBA, M. de C.; MALHEIROS, A. P. dos S.; ZULATTO, R. B. A. Educação a distância online. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

BORBA, M. de C.; MALHEIROS, A. P.; MALTEMPI, M. V. dos S. Internet Avançada e Educação Matemática: novos desafios para o ensino e aprendizagem on-line. Renote: Revista de Novas Tecnologias na Educação, Porto Alegre, v. 3, n. 1, maio 2005.

BORBA, M. de C. A pesquisa qualitativa em educação matemática. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED, 27., 2004, Caxambu. Anais da... Caxambu: ANPEd, 2004. Disponível em: http://www.rc.unesp.br/igce/pgem/home/frames/downloads/artigos/borba/minicurso-borba.doc. Acesso em: 10 jun. 2011.

CAETANO, P. L. Web semântica: novas possibilidades de se criar textos. In: Encontro do Celsul, 5., 2003, Curitiba. Anais do... Curitiba: Celsul, 2003. Disponível em: http://celsul.org.br/Encontros/05/pdf/168.pdf. Acesso em: 10 abr. 2011.

CYBIS, W. de A. et al. Ergonomia em software educacional: a possível integração entre usabilidade e aprendizagem. In: WORKSHOP SOBRE FATORES HUMANOS EM SISTEMAS COMPUTACIONAIS, 2., 1999, Campinas, SP. Atas do... Campinas, SP: [s.n.], 1999. Disponível em: http://www.unicamp.br/~ihc99/Ihc99/AtasIHC99/art24.pdf. Acesso em: 10 jan. 2012.

FACHINETTO, E. A. O hipertexto e as práticas de leitura. Revista Letra Magna: revista eletrônica de divulgação científica em língua portuguesa, linguística e literatura, Guarujá, ano 2, n. 3, 2005. Disponível em: http://www.letramagna.com/Eliane_Arbusti_Fachinetto.pdf. Acesso em: 22 mar. 2011.

GAMEZ, Luciano. TICESE – Técnica de inspeção de conformidade ergonômica de software educacional. 1998. Dissertação (Mestrado em Engenharia Humana) - Programa de Pós-Graduação em Engenharia Humana, Universidade do Minho, Minho, 1998.

HOELZEL, C. G. M. Design ergonômico de interfaces gráficas humano-computador: um modelo de processo. 2004. 171 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) – Setor de Ciências Tecnológicas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2004.

KENSKI, V. M. Educação e tecnologias: o novo ritmo da informação. Campinas: Papirus, 2007.

LÉVY, P. As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. Tradução de: Carlos Irineu da Costa. São Paulo: Editora 34, 1993.

NIELSEN, J. How users read on the Web. In: Nielsen Norman Group, 2007. Disponível em: http://www.useit.com/alertbox/9710a.htmlf. Acesso em: 1 mar. 2012.

RAMOS, E. M. F. Análise ergonômica do sistema hipernet buscando o aprendizado da cooperação e da autonomia. 1996. 353 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) – Setor de Ciências Tecnológicas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1996.

SALMAZO, R. Atitudes e procedimentos de alunos frente à leitura e interpretação de textos nas aulas de matemática. 2005. 122 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Matemática) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.

SOARES, M. Novas práticas de leitura e escrita: letramento na cibercultura. Educação e Sociedade, Campinas, v.23, n.81, p.143-160, dez. 2002.

TIKHOMIROV O. K. The psychological consequences of computerization. In: WERTSCH, J. V. (Ed.). The concept of activity in soviet psychology. New York: M.E.Sharpe, 1981. p. 256–278.

Downloads

Publicado

2013-02-27

Como Citar

Kalinke, M. A., & Almouloud, S. A. (2013). A mudança da linguagem matemática para a linguagem Web e as suas implicações na interpretação de problemas matemáticos. ETD - Educação Temática Digital, 15(1), 201–219. https://doi.org/10.20396/etd.v15i1.1302