As (trans)vestes do humano

pluralidade e assujeitamento histórico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v24i2.8659703

Palavras-chave:

Plurlidade, Sexualidade, Biopolítica, Identidade, Diferença

Resumo

O idealismo moderno reconfigurou, na sociedade ocidental, uma nova perspectiva de pensar o humano: a de um sujeito virtuoso que, por meio da assimilação e da identificação, faria parte de uma sociedade civilizada e avançada. Nesse processo, cabe, dentre outras dimensões da subjetividade, refletir sobre a sexualidade, visto que, em nome da moralização, mulheres e homens devem assumir papéis sociais muito bem distintos, dentro de uma perspectiva heteronormativa. A partir da abordagem conceitual de pensamento de Michel Foucault e Judith Butler, pretende-se problematizar como a biopolítica e o biopoder disciplinam e docilizam os corpos, a fim de que sejam assujeitados de acordo com padrões da heterossexualidade compulsória e da heteronormatividade, deixando de lado a subjetividade e unicidade de cada indivíduo. Com base na pesquisa bibliográfica, foi possível considerar que os discursos do biopoder operam uma maquinaria de sujeição dos corpos e da sexualidade humana. Esta, como construção histórica, é atacada e, muitas vezes, anulada, apesar de ser uma manifestação inerentemente humana. Enfrentar tais mecanismos de sujeição, resistir e transgredir é necessário à constituição de subjetividades livres.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rudson Adriano Rossato da Luz, Universidade de Caxias do Sul

Mestrando em Educação pela Universidade de Caxias do Sul (UCS). Caxias do Sul, RS - Brasil. 

Altemir Schwarz, Universidade de Caxias do Sul

Mestre em Educação pela Universidade de Caxias do Sul (UCS). Caxias do Sul, RS -  Brasil. Professor de Filosofia, Filosofia da educação, Ética, Bioética, Epistemologia, Filosofia Contemporânea, Metodologia de Pesquisa, Filosofia da Consciência e da Mente, Neurociência e Comportamento pela Universidade de Caxias do Sul.

Geraldo Antônio da Rosa, Universidade de Caxias do Sul

Doutor em Teologia pela Escola Superior de Teologia. São Leopoldo, RS -  Brasil. Pesquisador do Grupo de Pesquisa Formação Cultural, Hermenêutica e Educação - GPFORMA SERRA - Universidade de Caxias do Sul (UCS). Caxias do Sul, RS - Brasil. Docente pesquisador pela Universidade de Caxias do Sul (UCS). Caxias do Sul, RS - Brasil.

Referências

BUTLER, Judith. Problemas de Gênero: feminismo e a subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

BUTLER, Judith. Corpos que pensam: Sobre os limites discursivos do “sexo”. In: LOURO, Guacira Lopes. O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2001.

BUTLER, Judith. Relatar a si mesmo: crítica da violência ética. Tradução: Rogério Bettoni. Autêntica, 2017.

COLLING, Leandro; NOGUEIRA, Gilmaro. Relacionados, mas diferentes: sobre os conceitos de homofobia, heterossexualidade compulsória e heteronormatividade. In: Rodrigues, Alexsandro; Dallapicula, Catarina; Ferreira, Sérgio Rodrigo da Silva (Org.). Transposições: lugares e fronteiras em sexualidade e educação. Vitória: EDUFES, 2015.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade 2: o uso dos prazeres. Trad. Maria Thereza da Costa Albuquerque; revisão técnica de José Augusto Guilhon Albuquerque. 5.ed. Rio de Janeiro: Graal, 1988.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade 3: o cuidado de si. Trad. Maria Thereza da Costa Albuquerque; revisão técnica de José Augusto Guilhon Albuquerque. Rio de Janeiro: Graal, 2009.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade: a vontade de saber. 13.ed. Rio de Janeiro: Graal, 1999.

LA BOÉTIE, Étienne de. Discurso sobre a servidão voluntária. eBooksBrasil, 2006. Disponível em: http://www.ebooksbrasil.org/eLibris/boetie.html Acesso em: 25/01/2020.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero e Sexualidade: pedagogias contemporâneas. Pro-posições, Campinas, v. 19, n. 2, p. 17-23, maio-agosto/2008. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-73072008000200003

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista. Petrópolis, RJ: Vozes, 1997.

LOURO, Guacira Lopes. Pedagogias da Sexualidade. In: O corpo educado: pedagogias da sexualidade In: LOURO, Guacira Lopes (Org.). Tradução dos artigos: Tomaz Tadeu da Silva. 2.ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2001. p. 7-34.

Downloads

Publicado

2022-05-23

Como Citar

Luz, R. A. R. da, Schwarz, A., & Rosa, G. A. da. (2022). As (trans)vestes do humano: pluralidade e assujeitamento histórico. ETD - Educação Temática Digital, 24(2), 258–274. https://doi.org/10.20396/etd.v24i2.8659703