Leitura sobre leitura(s) na revista Pro-Posições

Palavras-chave: Leitura, Pro-posições, Artigos acadêmicos.

Resumo

A revista Pro-Posições, por ter conquistado, ao longo de seus 30 anos de existência, reconhecimento no meio científico, constitui-se em fonte privilegiada para garimpagem, mapeamento e ordenamento de um conhecimento em torno de práticas e reflexões sobre o ponto de vista com que os pesquisadores buscam divulgar seus estudos. Torna-se espaço que acolhe, entre outras, a leitura como temática central e objeto de estudo dos autores, desde suas primeiras edições. Pretende-se, na escrita deste artigo, indagar: com que formas e movimentos a leitura se configura como objeto de estudo de diferentes pesquisadores? Que facetas e aspectos a revista Pro-Posições tem divulgado sobre o debate da leitura? O corpus de análise foi constituído de 19 artigos publicados no período entre 1990-2018 e disponíveis no portal de periódicos da Unicamp e no site do Scielo. Em um estudo interpretativo e exploratório dos seus títulos, resumos e textos integrais, infere-se que, ao longo dos 30 anos de publicações neste periódico, a leitura potencializou discussões contemporâneas na área e configurou-se atualizada em diferentes vertentes temáticas, teóricas e metodológicas em sua interlocução com a psicologia, a história, a cultura, a linguagem, a educação, as políticas públicas, entre outros campos e áreas de conhecimento. Na Pro-Posições, a leitura tem estado presente junto com outras questões e se mostrado para os autores como um desafio a ser enfrentado em sua complexidade e importância política: na luta pela melhoria das condições de promoção do uso, da criação e da partilha dos textos, numa sociedadeprofundamente desigual, como a nossa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Norma Sandra de Almeida Ferreira, Universidade Estadual de Campinas

Atualmente é professora colaboradora da Universidade Estadual de Campinas.

           

Referências

Bittencourt, A. B., & Mercuri, E. (2009, setembro/dezembro). Entre capas e letras, embates e crenças - 20 anos de “Pro-Posições”. Pro-Posições, 20(3) [60], 161-178.

Brasil. (2017). Base Nacional Comum Curricular: Educação Infantil e Ensino Fundamental. Brasília: MEC/Secretaria de Educação Básica.

Darnton, R. (1992). História da leitura. In P. Burke (Org.), A escrita da história. Novas perspectivas (pp. 197-236). São Paulo: Unesp.

Ferreira, N. S. de A. (1999). Pesquisa em leitura: um estudo dos resumos de dissertações de mestrado e teses de doutorado defendidas no Brasil, de 1980 a 1995. Tese de Doutorado, Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

Ferreira, N. S. de A. (2001). A pesquisa sobre leitura no Brasil: 1980 - 1995. Campinas, SP: Komedi.

Ferreira, N. S. de A. (2003). Leitura no Brasil: catálogo analítico de dissertações de mestrado e teses de doutorado: 1980-2000. Campinas: Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas.

Ferreira, N. S. de A. (2007, janeiro/abril). Uma apresentação das primeiras pesquisas sobre leitura, no Brasil, 1969-1975. Revista da Educação Pública, 16(30), 29-42.

Ferreira, N. S. de A. (2011). Contribuições para história da leitura no Brasil: elementos de dissertações de Mestrado e teses de Doutorado. In M. do R. L. Mortatti (Org.), Alfabetização no Brasil: uma história de sua história (pp. 142-161). São Paulo: Cultura Acadêmica.

Fiorentini, D. (1994). Rumos da pesquisa brasileira em Educação Matemática: o caso da produção científica em cursos de pós-graduação. Tese de Doutorado em Educação, Faculdade de Educação, Unicamp, Campinas-SP.

Fiorentini, D., Passos, C. L. B., & Lima, R. C. R. (2016). Mapeamento da pesquisa acadêmica brasileira sobre o professor que ensina matemática: período 2001-2012. Campinas-SP: Faculdade de Educação, Unicamp. Recuperado em 15 de outubro de 2018, de . E-book.

Manguel, A. (2009). Ovos de dragão e plumas de fênix, ou uma defesa do desejo. In A. Manguel, No bosque do espelho [Margarida Santiago, Trad.]. Alfragide, Portugal: Publicações D. Quixote. Recuperado em dezembro de 2018, de https://books.google.com.br/books?id=r_N3gYEeRsAC&pg=PT115&dq=MANGUEL,+A.+Ovos+de.

Manguel, A. (2013). Ovos de dragão e plumas de fênix, ou uma defesa do desejo. In A. Manguel, No bosque do espelho. In J. Juva, Curadoria em literatura: Possibilidades Curativas, 23 de agosto. Recuperado em janeiro de 2017, de https://outroscriticos.com/curadoriaem-literatura-possibilidades-curativas/.

Martins, R. P. (2005). Estudos introdutórios sobre leitura no Brasil – 1996 a 2000. Trabalho de Conclusão de Curso. Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

Penido, T. N. (2010). Um estudo da leitura como temática nos resumos das teses de doutorado e das dissertações de mestrado no Brasil (2000-2005). Trabalho de Conclusão de Curso, Faculdade de Educação, Unicamp, Campinas-SP. Recuperado em 15 de outubro de 2018, de http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/.

Penido, T. N. (2017). Um estudo dos resumos de dissertações de mestrado e teses de doutorado: 45 anos de produção em leitura no Brasil (1965-2010). 1 recurso online (1607 p.). Dissertação de Mestrado, Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP. Recuperado em 15 de outubro de 2018, de http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/330329.

Soares, M. (1989). Alfabetização no Brasil. Brasília-DF: INEP.

Soares, M., & Maciel, F. I. P. (2000). Alfabetização. Brasília-DF: MEC/INEP/COMPED.

Almeida, M. J. P. M., & Sorpres, T. P. (2011, janeiro/abril). Dispositivo analítico para compreensão da leitura de diferentes tipos textuais: exemplos referentes à Física. ProPosições, 22(1), 83-95. ISSN 1982-6248. Recuperado em 05 de fevereiro de 2019, de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8643281.

Amarilha, M., & Silva, S. F. da. (2016, novembro). Política de leitura na Educação Infantil: da gestão ao leitor. Pro-Posições, 27(2), 93-114. ISSN 1982-6248. Recuperado em 05 de fevereiro de 2019, de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8647207.

Andrade, C. A. S. de (2002, março). Leitura e vestibular: novos horizontes. Pro-Posições, 13(2), 35-41. ISSN 1982-6248. Recuperado em 10 de fevereiro de 2019, de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8643951.

Assolini, F. E. P. (2011, abril). Leitura e formação inicial de professores: sentidos, memória e história a partir da perspectiva discursiva. Pro-Posições, 22(1), 33-43. Recuperado em 05 de fevereiro de 2019, de . http://dx.doi.org/10.1590/S0103- 73072011000100004.

Barreto, P. M. (2002, maio/agosto). Intermédio. Pro-Posições, 13(22) [38], 56-61.

Cassiani, S., Von Linsingen, I., & Giraldi, P. M. (2011, abril). Histórias de leituras: produzindo sentidos sobre ciência e tecnologia. Pro-Posições, 22(1), 59-70. Recuperado em 05 de fevereiro de 2019, de . http://dx.doi.org/10.1590/S0103- 73072011000100006.

Costa, K. M. de M., & Nascimento, T. C. (2006, fevereiro). O leitor em formação: múltiplos caminhos. Pro-Posições, 17(3), 217-219. ISSN 1982-6248. Recuperado em 05 de fevereiro de 2019, de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8643617 Acesso em: 05 fev. 2019.

Dresch, M., Lebedeff, T. B., & Dickel, A. (2011, abril). Memórias de leitura, lugar de leitor e conhecimento na formação inicial de docentes. Pro-Posições, 22(1), 45-58. Recuperado em 05 de fevereiro de 2019, de . http://dx.doi.org/10.1590/S0103- 73072011000100005.

Ferreira, N. S. de A. (2002, maio/agosto). Dos amores difíceis: uma leitura compartilhada na aula de Língua Portuguesa. Pro-Posições, 13(2) [38], 43-53.

Ferreira, N. S. de A. (2009, agosto). Um estudo das edições de Ou isto ou aquilo, de Cecília Meireles. Pro-Posições, 20(2), 185-203. Recuperado em 05 de fevereiro de 2019, de . http://dx.doi.org/10.1590/S0103- 73072009000200012.

Gallo, S. (1992). Desde Nuestra Escuela Paideia (Josefa Martín Luengo). Pro-Posições, 3(3), 58- 59.

Holfling, E. de M. (1992). As Ciências Sociais na escola (Maria Tereza Nidelcofl). Pro-Posições, 3(3), 62-63.

Kenski, V. (1992). O cotidiano da escola de 1° grau: o sonho e a realidade (José Luiz Domingues). Pro-Posições, 3(3), 64-65.

Laplane, A. (1992). Dificuldades na aprendizagem da leitura: teoria e prática (Terezinha Nunes, Lair Buarque e Peter Bryant). Pro-Posições, 3(3), 64.

Moura, L. C. B., & Panstretter, J. S. E. (1992). Administração escolar: uma abordagem crítica do processo administrativo em educação (José do Prado Martins). Pro-Posições, 3(3), 65.

Narodowski, M. (1992). Comenius: a persistência da utopia em Educação (Wojciech A. Kulesza). Pro-Posições, 3(3), 62-63.

Oliveira, O. de. (2011, janeiro/abril). Em defesa da leitura de textos históricos na formação de professores de ciências. Pro-Posições, 22(1) [64], 71-82.

Payer, M. O. (2011, abril). O “fato da língua” na materialidade da leitura. Pro-Posições, 22(1), 23- 32. ISSN 0103-7307.

Ramos, F. B., & Marangoni, M. C. T. (2016, agosto). Ecos da poesia no leitor mirim. Pro-Posições, 27(2), 67-92. Recuperado em 05 de fevereiro de 2019, de http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103- 73072016000200067&lng=en&nrm=iso http://dx.doi.org/10.1590/1980-6248-2015- 0113.

Santos, A. A. A. (1994). Programas de remediação: uma alternativa para o desenvolvimento da compreensão em leitores adultos. Pro-Posições, 5(1), 115-122. ISSN 1982-6248. Recuperado em 10 de fevereiro de 2019, de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8644342/11761.

Santos, A. A. A. (1997). Psicopedagogia no 3° grau: avaliação de um programa de remediação em leitura e estudo. Pro-Posições, 8(1), 27-37. ISSN 1982-6248. Recuperado em 10 de fevereiro de 2019, de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8644201.

Souza, S. C., & Almeida, M. J. (2001). Leituras na mediação escolar em aulas de Ciências: a fotossíntese em textos originais de cientistas. Pro-Posições, 12(1), 110-125.

Souza, S. S., & Nascimento, T. G. (2006). Um diálogo com as histórias de leituras de futuros professores de ciências. Pro-Posições, 17(1), 105-135.

Thiollent, M. (2004). Releitura de um livro escolar de Charles ab der Halden. Pro-Posições, 15(3), 173-194.

Publicado
2019-12-19
Como Citar
Ferreira, N. S. de A. (2019). Leitura sobre leitura(s) na revista Pro-Posições. Pro-Posições, 30, 1-24. Recuperado de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8657936
Seção
Dossiê